Advogado negro afirma que sofreu racismo em pastelaria de SP

Depois de se negar a servir um prato, por falta de ingredientes, funcionários teriam cozinhado o mesmo pedido para outros clientes, segundo advogado

No R7

Advogado falou sobre o episódio e reafirmou: “com certeza foi racismo”
Reprodução/ R7

O advogado Flávio Roberto afirma que foi vítima de racismo junto de sua família em uma lanchonete na Avenida Paulista, centro de São Paulo. O caso veio à tona depois que ele postou um vídeo logo após o ocorrido, ainda dentro da pastelaria. As informações são da Record TV.

No vídeo, ele reclama do tratamento injusto que teria recebido, depois que os funcionários se negaram a cozinhar um yakisoba para ele, mas fizeram o mesmo prato para outros dois clientes que chegaram no local minutos depois. Na gravação, o advogado mostra estes clientes que teriam sido atendidos, ressaltando a cor branca da pele deles.

Ele também gravou os funcionários do local, que ficam em silêncio enquanto são gravados fazendo o prato pelo homem. “Com certeza foi racismo, não havia nenhuma discussão anterior que ele pudesse utilizar como motivo para ter se enraivecido, não houve nenhum problema com a forma de pagamento” , disse Flávio Roberto, que registrou um boletim de ocorrência sobre o caso.

Empresa pediu desculpas pelo episódio

A marca “Dona Maria”, da qual a lanchonete era franqueada, pediu desculpas aos clientes envolvidos, e afirmou que o caso foi isolado e que a empresa não “compactua com nenhum tipo de preconceito e discriminação”.

Segundo a nota, o dono da loja foi notificado para esclarecer o fato ocorrido e serão tomadas todas as medidas cabíveis.

+ sobre o tema

Marchas e protestos contra o racismo levam norte-americanos às ruas

Milhares de norte-americanos foram às ruas na noite de...

Internet ampliou mobilização contra racismo nos EUA

Visibilidade de casos de abuso de policiais contra negros...

Brasil atrasa 12 anos e lista ações antirracismo à ONU sem gestão Bolsonaro

Com um atraso de doze anos, o Brasil submeteu...

Jovem negro é espancado e morto por populares no Espírito Santo – Por Douglas Belchior

    Fonte: 1, 2, 3 e fotos de reprodução – facebook O corpo negro ensanguentado...

para lembrar

Lojas americanas: Advogada de segurança entrará com representações por racismo e tortura

Por: GABRIEL MAYMONE     A advogada Regina Iara Ayub Bezerra, representante...

Cota para negros em concursos não muda concorrência, diz especialista

%u201CA competição não muda, só se torna mais justa",...

Paulo Henrique Amorim é condenado à prisão por injúria contra Heraldo Pereira

O apresentador Paulo Henrique Amorim, da TV Record,...
spot_imgspot_img

Como é a vida para as mulheres no último país da África sob colonização

Ainda hoje há um país africano colonizado. O Saara Ocidental está ocupado pelo Marrocos desde 1976, depois de quase 90 anos de invasão espanhola, e esteve em guerra...

Revolucionário, mas não é para todos

Passei os últimos dias pensando no significado e na profundidade de uma postagem que li numa rede social contendo a afirmação: "Descansar é revolucionário!"....

‘Nossa missão é racializar as políticas públicas em todo país’

Nomeado recentemente  como novo secretário de gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), o jornalista baiano Yuri Silva tem uma tarefa...
-+=