AfroReggae: PMs não pararam porque podia ser mendigo, diz defesa

Fonte: Folha de São Paulo –

José Aroldo dos Santos, advogado do capitão Denis Leonard Nogueira Bizarro, alegou ontem que seu cliente e o cabo Marcos de Oliveira Salles, não pararam para prestar socorro ao coordenador do AfroReggae ao passar por ele porque “podia ser um mendigo”.

Santos disse ainda que o capitão não prendeu os assassinos de Silva porque não encontrou com eles nenhum indício de que haviam cometido algum crime. “Quando eles viram os assaltantes, fizeram a abordagem, mas os caras não tinham nada, então não podiam prendê-los.”
Segundo o advogado, os criminosos já haviam se livrado da arma. Já o casaco e o tênis do coordenador do AfroReggae, que haviam sido levados pelos criminosos e, segundo mostraram imagens captadas na rua, recolhidos por um dos policiais, estavam no chão quando Bizarro e Salles abordaram os criminosos, diz o advogado.

Santos disse que os policiais jogaram fora os pertences de Silva. “Eram um casaco e um tênis velho.”

O delegado José Luiz da Silva Duarte, que investiga o caso, negou-se a dizer o motivo alegado pelos policiais, em depoimento, para recolher os pertences.

Ontem, Bizarro voltou à delegacia para depor de novo, agora sendo confrontado com as imagens, mas não conseguiu falar porque estava muito abalado, segundo seu advogado e o delegado.

O delegado disse, no entanto, que há pelo menos uma contradição entre o primeiro depoimento do capitão e as imagens captadas por câmeras instaladas na rua do crime. “Na primeira vez que ele veio aqui, negou tudo, inclusive que tinha abordado os criminosos.”
Casado e pai de dois filhos, o capitão faz parte da Polícia Militar há dez anos, nove deles atuando no interior. “A família está desesperada”, disse o advogado.

A Folha não conseguiu contato com a defesa do cabo Marcos Oliveira Salles.

MAtéria original

+ sobre o tema

STF começa a julgar nesta terça (18) supostos mandantes da morte de Marielle

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia, na tarde desta...

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e...

para lembrar

Obama: ‘nada pode quebrar a vontade’ dos EUA

WASHINGTON — "Nada pode quebrar a vontade" dos americanos...

Falência em SP: Bandidos roubam carro blindado da primeira-dama Mônica Serra e baleiam no escolta PM

Por: Paulo Henrique Amorim P Se roubam até a primeira dama,...

Ou as esquerdas se atualizam ou se tornarão cada vez mais irrelevantes

É preciso abandonar o conforto dogmático segundo o qual...

A ocupação da Seppir por Luíza Bairros significa um novo tempo?

Por: Fátima Oliveira   Leio a indicação da socióloga Luíza Bairros...

Janja defende direito ao aborto legal, diz que projeto é ‘absurdo’ e afirma que Congresso deve garantir acesso ao SUS

A primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, afirmou que do projeto de lei (PL) 1904, que quer colocar um teto de 22 semanas no acesso ao...

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a tramitação em regime de urgência do projeto de lei que equipara aborto acima de 22 semanas...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste ano, foram feitas 7.887 denúncias de estupro de vulnerável ao serviço Disque Direitos Humanos (Disque...
-+=