Atriz cisgênero viverá trans em novela de Glória Perez

A atriz cisgênero – pessoa que se identifica com o mesmo sexo designado no nascimento -, Caroline Duarte, vai interpretar um trans na novela À Flor da Pele, de Glória Perez. Nesta terça-feira, dia 20, a novelista explicou o porquê da decisão durante uma roda de conversas com transexuais, ao visitar o Projeto Damas.

Do Catraca Livre 

De acordo com o site Ego, ela justificou que a trama representará um homem trans. “Eu farei um trans homem, muita gente não estava sabendo disso, achavam que seria um homem virando mulher. Por isso acho que ficará mais fácil para o público colocar uma mulher, que se incomoda com seu corpo, que odeia seus peitos crescendo, e que quer ser homem. Se eu colocasse um trans já formado, ele teria barba, já aceitaria seu corpo, e não passaria realmente esse sofrimento de não se identificar com o corpo. A garota da trama vai ter que se descobrir.”.

Glória comunicou, também, que a novela terá trans verdadeiros como personagens secundários. Ainda assim, as alunas do projeto não ficaram satisfeitas e criticaram a escolha da atriz. “Não existe a possibilidade de colocar uma transexual em nenhum papel de destaque?”, questionou uma delas.

Em maio deste ano, foi divulgado que a autora da novela estava procurando por uma atriz trans para ser protagonista. Glória, inclusive, cogitou em contratar Thammy Miranda, que recusou o papel.

Segundo informações do Extra, Caroline é uma aluna da Escola de Arte Dramática da USP. Ela já participou de diversas peças de teatro, mas esta será a sua primeira experiência na televisão. Para manter sua identidade em segredo, ela mudou seu sobrenome no Facebook quando a escalação da novela foi divulgada.

A trama, que terá início em abril de 2017 no horário das 21h, abordará a diversidade de gênero, tendo como história central um triângulo amoroso. As atrizes Paolla Oliveira, Isis Valverde e Débora Falabella também estão confirmadas.

Não é a primeira vez que a Rede Globo é criticada pela falta de representatividade nas novelas. Em agosto deste ano, a novela “Sol Nascente” foi pretexto demanifestos pedindo o fim da discriminação étnica. Isso porque o elenco, que tinha como objetivo retratar dois protagonistas orientais, foi formado pelos atores Luis Melo e Giovanna Antonelli.

+ sobre o tema

Stephanie Ribeiro: Por que Anitta incomodou os negros com o clipe de “Vai Malandra”?

Na coluna #BlackGirlMagic desta semana, Stephanie Ribeiro reflete sobre...

Amaro recebe inscrições de mulheres pretas e pardas para curso gratuito de programação

Com o slogan “reduzindo o gap de gênero no setor...

Caminhada no Rio pede liberdade religiosa e Estado Laico

Milhares de pessoas se reuniram dia 8 na...

Mapa interativo centraliza dados sobre violência de gênero no Brasil

Plataforma permite cruzamento de informações relacionadas a gênero, raça...

para lembrar

Dia Internacional das Mulheres: a origem operária do 8 de março

Muitas pessoas consideram o 8 de Março apenas como uma data...

Coronel da PM é preso em flagrante acusado de estuprar menina de 2 anos

Um coronel reformado da Polícia Militar foi preso, na...
spot_imgspot_img

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...

Em reunião com a ministra das Mulheres, movimentos denunciam casos de estupros e violência em abrigos para atingidos pelas enchentes no RS

Movimentos feministas participaram de uma reunião emergencial com a ministra da Mulher, Cida Gonçalves, no final da tarde desta terça-feira (7), de forma online....

Documentário sobre Ruth de Souza reverencia todas as mulheres pretas

Num dia 8 feito hoje, Ruth de Souza estreava no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O ano era 1945. Num dia 12, feito...
-+=