Balotelli sobre racismo: ‘Teria menos problemas se fosse branco’

Italiano foi entrevistado por revista francesa

Do Notícias ao Minuto 

© DR

italiano Mario Balotelli foi o entrevistado da semana da revista francesa So Foot. Atualmente no Nice, o atacante falou, entre outros assuntos, sobre o racismo no continente europeu:

“Nasci e fui criado em Itália, mas as leis só me permitiram adquirir a nacionalidade aos 18 anos. Isto está errado. O país em si não é racista mas há muitas pessoas que são e a mudança está nas mãos de todos. Se eu fosse branco, teria passado por menos problemas. Se fui eu que criei muitos deles? Claro que sim, mas teria sido desculpado muito mais rapidamente, não tenho dúvidas”, disse Balo.

Um dos artilheiros do time na temporada, Balotelli já marcou 22 vezes em 32 jogos e vive uma das melhores fases da carreira, mesmo afastado da seleção. Ele está com 27 anos e fica no clube do sul da França pelo menos até o fim da temporada.

+ sobre o tema

Por qué un negro no puede interpretar a alguien de su misma raza en el cine peruano?

Negados, olvidados o injustamente postergados, usted escoja. El asunto...

Em novo clipe, Rihanna apresenta o sonho de uma América sem racismo

Rihanna está novamente nos holofotes. Nesta segunda-feira (6), a...

para lembrar

Bloco Domésticas de Luxo: onde racistas se divertem

No último sábado (7), o portal  Tribuna de Minas...

Por que chamar negro de macaco é racismo?

Por: Leandro Beguoci Venha passear comigo por São Paulo durante...

Chove mais no Jacarezinho

Não, as chuvas torrenciais no Rio de Janeiro não são racistas;...
spot_imgspot_img

Como é a vida para as mulheres no último país da África sob colonização

Ainda hoje há um país africano colonizado. O Saara Ocidental está ocupado pelo Marrocos desde 1976, depois de quase 90 anos de invasão espanhola, e esteve em guerra...

Revolucionário, mas não é para todos

Passei os últimos dias pensando no significado e na profundidade de uma postagem que li numa rede social contendo a afirmação: "Descansar é revolucionário!"....

‘Nossa missão é racializar as políticas públicas em todo país’

Nomeado recentemente  como novo secretário de gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), o jornalista baiano Yuri Silva tem uma tarefa...
-+=