Desembargadora Ivone Caetano inspira personagem de novela da TV Globo

Titular da Corregedoria Geral Unificada do Estado do Rio de Janeiro, a desembargadora Ivone Caetano foi inspiração para a atriz Erika Januza criar a personagem Raquel, a juíza da novela “O Outro Lado do Paraíso”, da TV Globo. Além da cor da pele e do preconceito sofrido ao longo de suas trajetórias, as magistradas da vida real e da ficção compartilham histórias de superação.

DO AMAERJ

A desembargadora Ivone Caetano é titular da Corregedoria Geral Unificada do Estado do Rio | Foto: Pedro França/Agência Senado

Erika e Ivone se conheceram após uma palestra da desembargadora na EMERJ (Escola de Magistratura), antes do início da novela. Marcaram uma longa conversa na sede da Corregedoria e até hoje trocam mensagens pelo WhatsApp.

“Dizem que a arte imita a vida ou vice-versa e está tudo muito bem colocado (na novela), até na postura da Erika. Ela disse que aprendeu até os meus gestos. Erika é uma pessoa muito capaz. Só acho que, apesar de a Globo e o autor (Walcyr Carrasco) conduzirem bem, a denúncia do racismo e a exibição de pessoas negras bem sucedidas poderia ter sido há 20 anos”, conta a corregedora.

Em entrevista ao caderno Ela, do jornal O Globo, Erika contou que a história de vida da primeira mulher negra a se tornar juíza e depois desembargadora do TJ-RJ serviu de inspiração para compor a personagem Raquel. Ivone é filha da lavadeira Josepha, que criou sozinha os 11 filhos.

Continue lendo aqui 

+ sobre o tema

Marcha na Maré reivindica lutas de Marielle Franco

Uma marcha com cerca de 2.500 pessoas no complexo...

‘Não importa quão boa você é’, diz Simone Biles sobre padrões de beleza

Um dos maiores nomes do esporte da atualidade, a...

8 de Março – Saúde da mulher piorou em duas décadas, mostra pesquisa

Levantamento feito pelo laboratório carioca Med-Rio, a partir de...

Como a paternidade mudou a vida deles

Homens dividem o que aprenderam depois da chegada dos...

para lembrar

A cultura dos concursos de Miss e os 30 Homens sobre nossos corpos

O concurso de miss, diversas vezes atacados pelas mais...

Sobre meninas, violência e o direito ao aborto

Em 18 de outubro, os jornais noticiaram o caso...

Inscrições para Prêmio Marielle Franco vão até junho

Os textos para o Prêmio Marielle Franco devem ser...

Isso não é Tinder!’: advogada denuncia cantada no Linkedin e causa polêmica

Após mensagem elogiando sua aparência, Charlotte Proudman decidiu expor...
spot_imgspot_img

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...
-+=