Desigualdade social é uma das marcas de São Paulo, aponta estudo

Enviado por / FonteG1, Fantástico

Um levantamento da Rede Nossa São Paulo traduz as diferenças sociais entre os distritos da maior cidade do Brasil, que completou 469 anos nesta semana.

São Paulo completou 469 anos nesta semana. Uma das marcas da realidade paulistana é a desigualdade social. Um novo estudo apontou que a mesma cidade que abriga índices dos países mais ricos também tem índices dos países mais pobres. Um levantamento da Rede Nossa São Paulo traduz as diferenças sociais entre os distritos da maior cidade do Brasil em números.

Em Cidade Tiradentes, extremo da Zona Leste de São Paulo, por exemplo, a gravidez na adolescência é comum. Lá, 13% dos partos são de mulheres com menos de 20 anos. Índice que chega a praticamente zero no bairro de Moema.

No Grajaú, outro distrito com índices baixos no mapa da desigualdade, existem cinco ofertas de trabalho para cada 100 pessoas, aponta o estudo. Bem diferente do Jardim Paulista, onde existem 125 ofertas de trabalho para cada 100 pessoas.

Morador do Grajaú, Lucas trabalha como entregador de aplicativo no Jardim Paulista.

“É surreal você ver a pessoa poder gastar R$ 1 mil em um pedido e você, às vezes, não tem nem dinheiro para comer”, diz Lucas. “Tem casa aqui que tem um quarteirão. Lá onde eu moro, um quarteirão tem o quê? Umas 20 casas, 20 famílias”, conta.

No Jardim Paulista, onde o Lucas trabalha, a idade média ao morrer é de 80 anos. Já no Grajaú, onde ele mora, é de 60 anos.

“Nesses distritos onde a idade média morrer é mais baixa, a saúde tem uma qualidade pior, a educação é precária, habitação é precária, você não tem o saneamento com a mesma qualidade dos distritos mais centrais. O homicídio de jovens é muito alto. A mortalidade infantil é alta. A combinação, portanto, desses dados explicam uma precariedade geral da situação”, explica Jorge Abraão, coordenador-geral do Instituto Cidade Sustentável e da Rede Nossa São Paulo.

“A gente precisa ainda melhorar a qualidade de vida das pessoas. Pela primeira vez na história, o nosso PPA, que é o Programa Plurianual que dá todas as diretrizes de investimento da cidade e das ações da cidade, nós colocamos que os investimentos devem ser realizados de acordo com as regiões de maior vulnerabilidade. Os investimentos maiores serão nas áreas que mais precisam. Não é um plano, é lei”, diz Jorge Abraão.

+ sobre o tema

Famílias de baixa renda podem solicitar parabólica digital gratuita

Famílias de baixa renda de 439 municípios podem solicitar...

CNDH denuncia trabalho escravo em oficinas de costura em São Paulo

Uma comitiva do Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH)...

20 anos do ECA: iniquidades e violência são grandes desafios

O escritório do Fundo das Nações Unidas para a...

Senado aprova fim de revista manual a visitantes em presídios

Projeto da senadora Ana Rita (PT-ES), aprovado na CCJ,...

para lembrar

Bilionário ameaça parar com doações se Papa continuar a pedir apoio aos mais pobres

O bilionário Kenneth Langone, fundador da Home Depot, empresa...

Como o Brasil chegou ao atual cenário de fome?

É um problema mundial, agravado pelos impactos socioeconômicos da...

Pretas em movimento: estratégias e transgressões na Imprensa Negra paulista (1924-1940)

Trabalhadoras, escritoras de famosos periódicos da Imprensa Negra no...

Os bilhões da Copa do Mundo: por que o pessoal do contra entendeu tudo errado

por : Kiko Nogueira O jornalista Nathaniel Parish Flannery, colaborador...
spot_imgspot_img

População em situação de rua aumenta 17 vezes em São Paulo

Entre dezembro de 2012 e dezembro de 2023, o número de pessoas que vivem nas ruas da capital São Paulo aumentou 16,8 vezes, passando...

Capoeiristas farão censo para mapear grupos na capital paulista

O Fórum da Capoeira do Município de São Paulo e o Instituto Caifazes Ação Social vão fazer uma pesquisa censitária na capital paulista para mapear os...

Bloco em homenagem a Marielle Franco vai abrir o carnaval de SP

O carnaval de rua de São Paulo começará, na sexta-feira (9/2), com a saída do Bloco Afro Ilu Obá De Min, que comandará o...
-+=