sexta-feira, junho 24, 2022
InícioQuestões de GêneroElas Periféricas encerra inscrições com panorama diversificado de iniciativas

Elas Periféricas encerra inscrições com panorama diversificado de iniciativas

Chegou ao fim o período de inscrições para a terceira edição do edital Elas Periféricas. Até 8 de abril, 327 iniciativas com origem e atuação em periferias urbanas brasileiras ou contextos periféricos urbano, com cofundadoras ou lideradas por mulheres negras – pretas ou pardas, assim como cis ou transgêneras – haviam enviado as suas propostas para concorrer ao edital. Esta edição da iniciativa conta com parceria com o TikTok e destinará mais de 1,2 milhão para as selecionadas.

O perfil das inscritas mostra um panorama de multiplicidade de ideias e projetos. Pela primeira vez nomeada no edital, a população não cisgênera inscrita correspondeu a 8,8% do total de participantes – ou seja, 29 iniciativas.

Viviane Soranso, coordenadora do Programa Raça e Gênero da Fundação Tide Setubal, ressalta como foi importante mencionar esse grupo nominalmente. “Percebemos que só o fato de este ano colocarmos no edital que eram aceitas propostas de mulheres cis e trans, isso já incentivou que outros grupos se inscrevessem.”

Em âmbito geográfico, o Brasil está representado de Norte a Sul e de Leste a Oeste. Embora 56% das iniciativas sejam oriundas da região Sudeste, o edital teve inscrições das cinco regiões do país, com o número expressivo de 27% das ações vindas do Nordeste, principalmente dos estados da Bahia e Pernambuco.

Outro destaque diz respeito ao perfil das proponentes, com 61% delas sendo relativas a coletivos. Dentro do total de inscritas, havia iniciativas com atuação no próprio bairro (19%), outras que se expandem para o seu entorno (12%) e um grande número de ações que chegam na maior parte dos municípios onde estão inseridas (32%). Vale ressaltar que 55 destas organizações e coletivos foram constituídas após o início da pandemia de Covid-19, revelando, uma vez mais, a força dos efeitos adversos causados pelo vírus nas populações periféricas.

Este ano, o apoio financeiro concedido deve ser destinado para ações de desenvolvimento institucional. Desse modo, o montante pode ser investido para estruturar a organização ou coletivo e aprimorar as suas estratégias de planejamento, gestão e marketing digital.

A distribuição das ações propostas entre as 327 iniciativas contempla o seguinte quadro:

  1. Implementação de estratégia de comunicação por meio de plataforma digital de vídeos: 79%;
  2. Capacitação e desenvolvimento de competências e habilidades da equipe: 72%;
  3. Criação ou estruturação de um plano de mobilização de recursos: 62%;
  4. Aprimoramento das estruturas administrativas: 54%;
  5. Implementação de ferramenta para gerenciamento de projetos: 45%;
  6. Reorganização do modelo de planejamento e gestão: 40%;
  7. Implementação ou aprimoramento de sistemas de monitoramento e avaliação: 32%.

Viviane Soranso destaca que o fator mais interessante das iniciativas inscritas neste ano, além da quantidade, diz respeito à diversidade. “Ter projetos de todas as regiões do país, com diferentes abrangências e múltiplas ações, torna o trabalho de seleção ainda mais difícil. Teremos de analisar com muito cuidado para poder escolher as 60 contempladas.”

Infográfico publicado na página da Fundação Tide Setubal no LinkedIn sobre o perfil das inscrições feitas na terceira edição do Edital Elas Periféricas

 

Sobre o edital

Em sua terceira edição, o edital Elas Periféricas chegou ampliado e pronto para acolher cerca de 60 iniciativas criadas e/ou lideradas por mulheres negras das periferias. Além da sua experiência adquirida nas versões anteriores, o projeto traz uma nova parceria com a plataforma TikTok.

Esta parceria, que é a novidade desta edição, trouxe novas possibilidades para o projeto. A utilização do marketing digital na plataforma tende a fortalecer as iniciativas, gerando mais conhecimento e engajamento, uma vez que as proponentes também se comprometem a criar uma conta para serem também vozes inspiradoras e criativas de mudança.

A principal intenção desta chamada foi oferecer apoio institucional por meio do repasse financeiro de R$ 20 mil a cada uma das iniciativas. O suporte será somado a um ciclo de formação em temáticas fundamentais para o desenvolvimento das iniciativas que atuam dentro das periferias e nos contextos periféricos.

Acompanhe o nosso site, os nossos canais no FacebookInstagram e Enfrente, no YouTube, assim como o perfil do Elas Periféricas no TikTok, para conferir as novidades e próximas etapas da terceira edição do edital.

Artigos Relacionados
-+=