Em debate, pré-candidatos republicanos focam críticas em Obama

Oposição americana bateu forte na crise econômica e na reforma da saúde

Sete pré-candidatos republicanos realizaram na noite desta segunda-feira (13) seu primeiro debate presidencial para as eleições de 2012 nos EUA, focando suas críticas na condução da economia no governo de Barack Obama.

Os candidatos disputam entre si a nomeação do Partido Republicano, para concorrer com o democrata Obama, que tentará a reeleição.

Os republicanos, que realizarão suas primárias a partir de fevereiro, evitaram atacar uns aos outros no debate desta segunda. Em vez disso, criticaram a reforma da saúde de Obama e os problemas econômicos enfrentados pelos Estados Unidos.

Até o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney, tido como um dos favoritos entre os republicanos, foi poupado pelos demais participantes do debate, apesar de comumente ser alvo de críticas por ter introduzido em seu Estado um plano de saúde semelhante à reforma feita por Obama.

Romney disse que Obama havia “decepcionado” o país, e o ex-líder da Câmara dos Representantes (deputados federais) Newt Gingrich declarou que os EUA precisam de um novo presidente para terminar o que ele chamou de “a depressão (econômica) de Obama”.

O ex-governador de Minnesota Tim Pawlenty também criticou o atual presidente dos EUA por supostamente ver os EUA como “mais um (país) igual aos outros”, em vez de uma “nação especial”.

A deputada por Minnesota Michele Bachmann, membro do movimento conservador Tea Party, usou a ocasião para formalizar sua pré-candidatura.

Temas sociais

Quando o debate entrou em temas sociais – que geralmente são preocupações importantes entre os eleitores republicanos -, cinco dos sete pré-candidatos disseram que apoiariam uma emenda constitucional que banisse o casamento homossexual.

O congressista Ron Paul se disse contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas opinou que os governos não deveriam se envolver no assunto.

Romney e o ex-senador Rick Santorum afirmaram terem se oposto à lei, aprovada em dezembro de 2010, que permite que homossexuais que servem nas Forças Armadas americanas sejam abertos quanto à sua opção sexual.

A disputa republicana ainda envolve muita especulação por conta da ex-governadora do Alasca Sarah Palin, que é tida como provável pré-candidata apesar de não ter confirmado que entrará na disputa.

Já Obama, que recentemente enfrentou uma queda de popularidade – após alta de aprovação decorrente da morte de Osama Bin Laden -, lidera a preferência dos eleitores contra a maioria dos potenciais candidatos republicanos incluídos no levantamento.

Mas o presidente aparece empatado com Romney, que lançou oficialmente sua campanha com a promessa de reativar a economia e gerar empregos.

 

Fonte: R7

+ sobre o tema

Após ser eliminado por fraude nas cotas raciais, candidato ganha causa e é nomeado diplomata em vaga para negros

Após ser barrado em uma comissão, por não apresentar características...

PMs são acusados de bater e forjar flagrante

Por: Office boy e ajudante geral dizem ter apanhado...

Marina Silva acerta filiação ao PSB

O quadro sucessório de 2014 sofre uma reviravolta...

O quociente eleitoral e partidário. Em quem mesmo você votou ??? – Por: Rodnei Jericó

Em nosso sistema eleitoral à escolha do representante do...

para lembrar

Algumas ausências que foram paradigmáticas no debate eleitoral

Fátima Oliveira Médica - [email protected] Garatujei um ensaio sobre as eleições de...

O pensamento conservador

A palavra conservador indica um substantivo e um adjetivo....

Obama defende “mudança” social para diminuir portes de armas

    Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama,...

Coligação de Dilma repudia uso político da religiosidade

Manifesto afirma que a 'exploração cínica' da religiosidade viola...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Barack Obama elege seus filmes favoritos de 2023; veja lista

Tradicionalmente, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, escolhe seus filmes, músicas e livros favoritos do ano. Nesta quarta-feira (27), Obama compartilhou em suas...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...
-+=