ES está acima da média nacional de mulheres vítimas de violências por parceiros ou ex; veja ranking dos estados

Enviado por / FonteG1, por Viviann Barcelos

De acordo com o estudo, 121.252 mulheres do Espírito Santo sofreram violência psicológica, física ou sexual por um parceiro íntimo ou atual.

O Espírito Santo é o 5° estado do país com a maior proporção de mulheres com 18 anos ou mais vítimas de violência psicológica, física ou sexual pelo parceiro íntimo atual ou anterior. Os indicadores fazem parte da 3º edição da pesquisa ‘Estatísticas de Gênero- Indicadores Sociais das Mulheres no Brasil’, divulgados pela Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no dia 8 de março.

De acordo com o estudo, a proporção de mulheres de 18 anos ou mais vítimas de violência no Brasil é 6,0, enquanto a do Espírito Santo é de 7,2%, o que corresponde a 121.252 mulheres.

Os dados são referentes ao ano 2019 e diz respeito a violências sofridas nos 12 meses anteriores. Outros 15 estados também estão acima da média nacional.

Proporção de mulheres com 18 anos ou mais vítimas de violências

EstadoProporção (%)
Roraima8,5
Sergipe8,4
Mato Grosso do Sul8,2
Piauí7,7
Espírito Santo7,2
Distrito Federal7,2
Bahia7,1
Maranhã6,6
Minas Gerais6,5
Ceará6,4
Tocantins6,4
Amazonas6,3
Amapá6,3
São Paulo6,3
Paraná6,1
Rio Grande do Sul6,1
Pará5,8
Rio Grande do Norte5,7
Alagoas5,7
Rondônia5,3
Goiás5,1
Pernambuco5
Mato Grosso5
Paraíba4,8
Rio de Janeiro4,5
Santa Catarina4,1
Acre3,8
Fonte: IBGE

De acordo com o IBGE, o estudo Estatísticas de Gênero analisa as condições de vida das mulheres no País, a partir de um conjunto de indicadores proposto pelas Nações Unidas. O instituto, neste caso, compilou informações de suas pesquisas e de fontes externas, como, por exemplo, a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) e outros.

Faixas etária que mais sofrem no ES

O estudou mostrou ainda que o Espírito Santo está acima da média nacional ao avaliar isoladamente três faixa etárias diferentes, sendo elas: 18 a 29 anos, 30 a 49 anos, 50 a 59 anos.

Na faixa etária entre 18 a 29 anos, a média nacional é 9,2%. O Espírito Santo, por sua vez, tem a média 11,1%.

Mulheres vítimas entre 30 a 49 anos que sofreram violência física, psicológica e sexual

EstadoProporção
Mato Grosso do Sul17,8
Piauí13,7
Roraima12,7
Amazonas12,1
Minas Gerais12,1
Ceará11,2
Espírito Santo11,1
Distrito Federal10,9
Paraíba10,1
Sergipe9,9
São Paulo9,6
Pará9,5
Bahia9,3
Rondônia8,6
Maranhão8,3
Paraná8,2
Mato Grosso8
Rio Grande do Sul8
Amapá7,9
Tocantins7,8
Pernambuco7,5
Alagoas7,2
Rio Grande do Norte7,4
Goiás6,5
Santa Catarina6,2
Rio de Janeiro6,1
Acre4,3
Fonte: IBGE

Já na faixa etária entre 30 e 49 anos, o Espírito Santo aparece como o quinto colocado no ranking geral do país. Enquanto o Brasil tem a média de 8,2%, o estado tem 9,2%.

Proporção de mulheres entre 30 a 49 anos ou mais de idade que sofreram violência psicológica, física ou sexual

EstadoProporção
Sergipe12,2
Bahia12
Roraima10,2
Piauí9,9
Espírito Santo9,2
São Paulo8,9
Mato Grosso do Sul8,8
Alagoas8,7
Rio Grande do Sul8,7
Maranhão8,7
Ceará8,6
Tocantins8,6
Pernambuco7,9
Minas Gerais7,8
Paraná7,7
Amapá7,6
Pará7,3
Rio de Janeiro7,1
Rondônia6,9
Distrito Federal6,6
Rio Grande do Norte6,4
Goiás6,3
Amazonas6,1
Mato Grosso5,7
Santa Catarina5,4
Paraíba4,4
Acre3,4
Fonte: IBGE

Quando trata-se da faixa etária entre 50 e 59 anos, o Espírito Santo é o segundo estado do país onde mulheres acima de 18 anos mais sofrem violências. A média nacional é de 4,1%, e a do estado é de 7,4%.

Proporção de mulheres entre mulher de 50 a 59 anos que sofreram violência psicológica, física ou sexual

EstadoProporção
Distrito Federal11,3
Espírito Santo7,4
Rio Grande do Norte7,3
Sergipe7,1
Paraíba6,5
Goiás5,9
Piauí5,7
Maranhão5,3
Alagoas5,1
Paraná4,9
Rio Grande do Sul4,9
Tocantins4,8
Amazonas4,4
Mato Grosso do Sul4,1
São Paulo3,9
Ceará3,9
Mato Grosso3,5
Minas Gerais3,5
Acre3,4
Roraima3,3
Rio de Janeiro3,2
Bahia3,1
Pará2,8
Pernambuco2,5
Santa Catarina1,9
Amapá1,5
Rondônia1,3
Fonte: IBGE

Já entre as mulheres acima de 60 anos, o Espírito Santo está abaixo da média nacional. Enquanto o país tem a média de proporção de 2,2%, o estudo apontou que 1,4% das mulheres no estado nesta faixa etária são vítimas de violência psicológica, física ou sexual pelo parceiro íntimo atual ou anterior.

Proporção de mulheres acima de 60 anos que sofreram violência psicológica, física ou sexual

EstadoProporção
Amapá6,4
Roraima4,2
Acre4,1
Tocantins3,9
Paraná3,4
Maranhão3,4
Minas Gerais3,2
Rio Grande do Sul3,1
Santa Catarina3
Rio Grande do Norte3
Mato Grosso do Sul2,6
São Paulo2,2
Rio de Janeiro2,1
Mato Grosso2,1
Goiás2
Sergipe2
Distrito Federal1,9
Amazonas1,9
Piauí1,8
Rondônia1,7
Ceará1,3
Espírito Santo1,3
Pará1,2
Pernambuco1
Bahia1
Paraíba0,8
Alagoas0,8
Fonte: IBGE

+ sobre o tema

Eles não estão doentes, e nós não estamos loucas

Ontem, uma menina foi estuprada por 30 homens no...

Bolsonaro vira réu por falar que Maria do Rosário não merece ser estuprada

Deputado disse que ela é 'feia'; ele responderá por...

Nota de repúdio: Basta de violencia contra a mulher

Nós do Centro de Defesa e Convivência da Mulher...

Tribunal de Justiça de SP lança programa para homens envolvidos em violência doméstica

Reflexivo e educativo, grupo pretende fazer com que homens...

para lembrar

Mulher vítima de violência será atendida pela Central Ligue 180

A Câmara dos Deputados aprovou nessa segunda-feira (3), em...

Violência doméstica atinge mais mulheres de 31 à 40 anos, com filhos

Um levantamento feito a partir da análise de 111...

Número de medidas protetivas a mulheres sobe 13% em um mês na PB

O número de medidas protetivas expedidas pelo Poder Judiciário...

Atleta medalhista de bronze do Quênia é encontrada morta em casa

Agnes Jebet Tirop, atleta do Quênia recordista mundial dos 10 mil...
spot_imgspot_img

Famílias famintas e mães desdentadas: o retrato da miséria na ditadura que ficou ‘escondido’ nos arquivos do IBGE

O Brasil vivia a rebarba do milagre econômico — período de acelerado crescimento na primeira metade da Ditadura Militar (1964-1985) — quando o Instituto Brasileiro de Geografia e...

Robinho chega à penitenciária de Tremembé (SP) para cumprir pena de 9 anos de prisão por estupro

Robson de Souza, o Robinho, foi transferido para a Penitenciária 2 de Tremembé, no interior de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (22). O ex-jogador foi...

Lideranças brancas têm responsabilidade na busca pela equidade racial

O Censo 2022 revelou um dado de extrema relevância histórica e simbólica: o total de brasileiros que se autodeclaram pretos cresceu 42,3% na comparação com a edição de...
-+=