Escritor cancela ida à Flip depois de receber ameaça de morte

Em sua página no Facebook, Anderson França tem mais de 100 mil seguidores, que acompanham suas crônicas e textos sobre o cotidiano do Rio e o combate ao racismo.

Do Revista Fórum

Em nota divulgada, nesta quinta-feira (27), pela assessoria do evento e pela Globo, que promovem em parceria os debates na Casa de Cultura de Paraty, o escritor e empreendedor social Anderson França, o Dinho, cancelou a sua participação presencial na Flip, após receber ameaças de morte.

Ele estaria nesta sexta-feira (28) em um debate na programação paralela da 15ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), mas “a presença está confirmada através da entrada, ao vivo, por videoconferência”, diz a nota.

“A decisão foi tomada em comum acordo com o escritor a fim de garantir a sua participação e o diálogo com o público presente”, diz o texto (leia a íntegra abaixo).

O debate para o qual Anderson França, autor de “Rio em Shamas” (Objetiva), está escalado se chama “Literatura em todas as plataformas” e está mantido.

Ameaças estão sendo investigadas

A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) está investigando ofensas e ameaças contra França. Ele afirma que recebeu e-mail e ameaças de perfis falsos em redes sociais.

Em uma das mensagens, uma pessoa não identificada dizia que pagaria R$ 30 mil para que Anderson fosse morto na Festa Literária Internacional de Paraty. França registrou o caso na DRCI durante esta semana.

Posts no Facebook

Em 19 de julho, Anderson França havia publicado em seu perfil no Facebook a imagem de anúncio anônimo com ofensas racistas em que eram oferecidos R$ 15 mil a quem assassinasse o escritor.

No post, França escreveu: “Gente, tô divulgando aí, mandando um jobs, caso alguém precise. 15 conto pra me matar na FLIP. Acho digno. Sei de gente que faria isso de graça”.

Em sua página, ele tem mais de 100 mil seguidores, que acompanham suas crônicas e textos sobre o cotidiano do Rio e o combate ao racismo.

Os outros participantes são Cássio Aguiar, fundador da TRENDR no Medium, e a escritora Chris Salles. O debate é sobre a “expansão da leitura em novos meios e o envolvimento com o público jovem”.

Leia a nota sobre o cancelamento da vinda de Anderson França:

“Atendendo a uma orientação da Flip, a Globo redefiniu a participação do escritor Anderson França na mesa ‘Literatura em todas as plataformas’, realizada em parceria pelas duas instituições e prevista na programação da FlipZona. A sua presença está confirmada através da entrada, ao vivo, por videoconferência. A decisão foi tomada em comum acordo com o escritor a fim de garantir a sua participação e o diálogo com o público presente”.

+ sobre o tema

Guia de Enfrentamento ao Racismo na Mídia

O Observatório Negro divulga, neste 13 de...

4 Estereótipos Racistas que Hollywood Precisa Parar de Usar

Notícias chocantes: Hollywood continua racista. Ok, vai, se você...

para lembrar

Rappers gravam vídeos contra a redução da maioridade penal

Canal do YouTube apresenta argumentos contrários a mudança em...

Marcha nacional pede o fim do genocídio dos negros no Brasil

Organizações também exigem a desmilitarização da polícia e...

Intolerável e criminoso: O racismo mata e precisa ser punido e combatido

No país da desigualdade e do racismo genocida, o...

Porque sou feminista – Por: Fernanda Pompeu

Já aviso aos mal-humorados de plantão: feminismo nunca foi um...
spot_imgspot_img

Caça aos livros

Está aberta a temporada de caça aos livros no Brasil! Mas atenção. A perseguição restringe-se à indicação pedagógica de certas obras capazes de promover o debate e a...

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...
-+=