Estreia de filme sobre Marighella no Brasil é cancelada

O longa, que chegaria aos cinemas em 20 de novembro, não cumpriu ‘trâmites exigidos pela Ancine’. Produtores dizem que seguirão tentando lançamento no país

Por Eduardo F. Filho, do  Veja  

Seu Jorge como Marighella no filme de Wagner Moura (Foto: Ariela Bueno / Divulgação)

 

A produtora de Marighella, O2 Filmes, anunciou, em nota enviada a VEJA, que a estreia do filme está cancelada no Brasil. A cinebiografia do guerrilheiro baiano Carlos Marighella chegaria aos cinemas brasileiros em 20 de novembro, data da consciência negra e no mês dos 50 anos de sua morte.

“Nós, produtores do longa-metragem Marighella, dirigido por Wagner Moura, anunciamos que a data de lançamento do filme nos cinemas brasileiros, divulgada anteriormente para 20 de novembro de 2019, está cancelada”, diz a declaração.

Segundo o comunicado, a produção não “conseguiu atender os trâmites da Agência Nacional do Cinema (Ancine)”.

Primeiro filme dirigido pelo ator Wagner Moura, Marighella já passou por vários festivais, incluindo o de Berlim.

O filme narra a vida do guerrilheiro de esquerda Carlos Marighella, que organizou uma frente de luta armada contra a ditadura militar e foi morto por policiais em 1969. Protagonizado por Seu Jorge, o elenco do longa conta ainda com Adriana Esteves, Humberto Carrão e Bruno Gagliasso.

No comunicado, os produtores a distribuidora Paris Filmes afirmam que “vão seguir trabalhando” para que o filme seja lançado no Brasil, mas não fazem nenhuma nova previsão de estreia. “Marighella segue sendo apresentado com muito sucesso em vários festivais de cinema no mundo. Nosso objetivo principal sempre foi a estreia no Brasil.”

Confira a nota completa:

“Nós, produtores do longa-metragem Marighella, dirigido por Wagner Moura, anunciamos que a data de lançamento do filme nos cinemas brasileiros, divulgada anteriormente para 20 de novembro de 2019, está cancelada.

Os produtores haviam escolhido o mês de novembro, que marca os 50 anos de morte de Carlos Marighella, e o dia 20, da Consciência Negra, para a estreia. No entanto, a O2 Filmes não conseguiu cumprir a tempo todos os trâmites exigidos pela Ancine (Agência Nacional do Cinema).

Marighella segue sendo apresentado com muito sucesso em vários festivais de cinema no mundo. Nosso objetivo principal sempre foi a estreia no Brasil. Os produtores e a distribuidora Paris Filmes vão seguir trabalhando para que isso aconteça.”

+ sobre o tema

Datafolha mostra que falta de comida afeta quase 40% dos brasileiros de baixa renda

Pesquisa Datafolha aponta que 26% dos brasileiros afirmam que a...

Dez milhões de pessoas deixaram as favelas no Brasil na última década, diz ONU

Apesar da melhora, retirada de casas em áreas irregulares...

O avanço do obscurantismo e da perda da generosidade – Por: Luis Nassif

O Brasil atravessa um momento complicado, de perda...

‘Foi uma atrocidade’, diz mãe de homem atropelado na Supervia

Adílio dos Santos trabalhava como vendedor de balas e...

para lembrar

Obama faz ‘saudação vulcana’ de ‘Jornada nas Estrelas’ no Twitter

Presidente dos EUA aparece ao lado de atriz do...

Morre o ex-prefeito de SP Celso Pitta

Fonte: G1 - O Hospital Sírio-Libanês informou na manhã...

Maurício Pestana – Lei do retorno

Por Mauricio Pestana enviado para o Portal Geledés  ...

8 de março e o Dia Internacional da Mulher

Eva Alterman Blay Professora Emérita FFLCH/USP 04/03/2023 E de repente é 8 de março novamente! O que fizemos nos últimos amargos 4 anos, como o comemoramos¿ Tenho múltiplas...

Política social do governo para mulheres fracassa

Por ignorância, incompetência, má-fé — ou tudo isso junto —, o governo de Jair Bolsonaro tem imensa dificuldade de acertar na política social. Por isso, para...

‘Olhos de Erê’: um filme sobre o universo de um menino quilombola

De origem iorubá, a palavra “erê” significa brincar. No candomblé, os erês designam o intermediário entre a pessoa e o seu orixá, enquanto na...
-+=