Família como um homem e uma mulher legalmente casados. Qual será o desdobramento seguinte?

1º) Definição de família; 2º) Retomada do conceito de cabeça do casal; 3º) Reforço da posição do cabeça de casal; 4º) Revogação da Lei Maria da Penha e 5º) Século XIX, estamos aí de volta.

Por RDMAESTRI , do GGN

Caras senhoras e principalmente moçoilas casadoiras.

Se acharem que o que se configura no congresso nos dias atuais é um retrocesso em termos de legislação vou colocar um roteiro do retorno da mulher as condições do século XIX que dentro dos princípios da bancada BBB (Bala, Boi e Bíblia) cai como uma luva.

Pois vamos aos fatos, definida na sua primeira fase a família como um homem e uma mulher legalmente casados (item 1º). Qual será o desdobramento seguinte?

O item 2º, o retorno a figura do “cabeça de casal” como por “defaut” sendo o marido é muito fácil de ser justificado e ganhará adeptos até na mulheres, é só permitir que as pensões sejam pagas ao cônjuge que no falecimento era o “cabeça-de-casal” excluindo estes “modernismos” de a mulher concorrer para o sustento da família de forma igualitária com o homem. Não precisa 2/3 para retornar a figura, é só introduzir no código civil brasileiro, maioria simples.

As razões para as diversas bancadas aprovarem isto são extremamente simples:

Bancada da Bíblia: Está na Bíblia!

Bancada da Bala: Melhor lugar para a mulher é na cozinha.

Bancada do Boi: O touro sempre é o mais forte.

PSDB e dissidentes do PMDB: Enfraquece a presidente Dilma;

O item 3º, não precisa grande alarde, vai aos poucos dando mais direitos ao cabeça-de-casal por legislação infraconstitucional.

De novo as razões para as diversas bancadas aprovarem isto também são extremamente simples:

Bancada da Bíblia: Está na Bíblia!

Bancada da Bala: Quem manda na casa é o homem!

Bancada do Boi: A vaca é para procriar!

PSDB e dissidentes do PMDB: Enfraquece a presidente Dilma;

A 4º e última grande alteração será a de acabar com estas leis estúpidas de impedir que o marido eduque a mulher, lei Maria da Penha e criar no código de processo criminal a figura da “legítima defesa da honra”.

Mais uma vez vamos às razões que as bancadas legislativas vão utilizar para aprovar estas leis:

Bancada da Bíblia: Está na Bíblia!

Bancada da Bala: Mulher tem que respeitar o marido, não ficar se galinhando por aí.

Bancada do Boi: Ora isto é evidente!

PSDB e dissidentes do PMDB: Já que aprovamos as leis anteriores, por que não aprovamos as próximas?

Bem senhoras e moçoilas casadoiras, vão se acostumando com a ideia, pois retrocesso é que nem coceira, é só começar.

+ sobre o tema

Sororidade: o valor da aliança entre as mulheres

Sororidade é um pacto social, ético e emocional construído...

As cenas de sexo que ‘ninguém quer ver’

Um casal prestes a comemorar um importante aniversário de...

Pornografia de vingança

No fim da tarde de sexta-feira , o vice-presidente...

para lembrar

4 razões pelas quais a publicidade deveria abraçar (mesmo!) a diversidade

Estudos acadêmicos podem ser fascinantes... e muito confusos. Decidimos...

Mulheres têm de omitir o gênero para que seus trabalhos sejam aceitos

Pesquisa mostra que programadoras têm projetos rejeitados apenas por...

“Homens não vão protagonizar o feminismo”, afirma Pitty

Segundo cantora, cabe ao gênero masculino dar apoio ao...
spot_imgspot_img

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...

Ministério da Gestão lança Observatório sobre servidores federais

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lança oficialmente. nesta terça-feira (28/3) o Observatório de Pessoal, um portal de pesquisa de...
-+=