Família Mandela construirá museu no povoado natal do ex-presidente

Enviado por / FonteDa Agencia EFE, no G1

O Conselho tradicional de Mvezo, localidade onde nasceu o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela e que é presidido por seu neto Mandla, iniciará em abril a construção de um museu em homenagem ao filho ilustre dessa cidade ao sudeste da África do Sul.

A empresa encarregada pelo projeto, Afesis-Corplan, explicou nesta quarta-feira à Agência Efe que o “centro de interpretação de Mandela” – que pretende explicar a história do clã Mandela e as raízes familiares do ex-governante – é a primeira obra de um projeto ambicioso, que inclui albergue e hotel cinco estrelas.

Com orçamento de US$ 2,7 milhões, a construção será financiada pela Fundação das Loterias do Estado. A obra foi licitada em 20 de fevereiro e tem previsão de início para 28 de fevereiro de 2013, conforme relatório da empresa Afesis-Corplan.

O museu faz parte de um projeto maior na área de cinco hectares. O terreno inclui os vestígios da casa onde nasceu o ex-presidente Mandela há mais de 93 anos, lote que atualmente é alvo de uma disputa entre a família Mandela e o Governo da África do Sul.

A área foi declarada de interesse público em 2000 e confiada ao Museu Nelson Mandela, ligado ao departamento de Cultura da África do Sul, para a construção de centro expositivo. Em 2007, no entanto, os terrenos foram ocupados por Mandla Mandela, neto do prêmio nobel da Paz de 1993.

O pai de Nelson Mandela, Mphakanyiswa, foi chefe zulu da localidade até ser expulso de Mvezo pelo Governo colonial e obrigado a ir para Qunu, onde Mandela viveu dos dois aos nove anos.

A curadoria do museu do líder da luta contra segregação racial na África do Sul reconheceu em fevereiro de 2011 que a questão permanecia insolúvel.

Ena van Schalkwyk, que faz parte do principal partido da oposição na África do Sul, a Aliança Democrática (AD), e da comissão de Cultura, manifestou a Efe que, até o momento, não houve nenhum avanço na disputa pela área.

O projeto turístico, liderado por Mandla Mandela, encontrou a oposição de três habitantes de Mvezo, que levaram aos tribunais os planos de construção do hotel cinco estrelas. Esses moradores garantem que o complexo hoteleiro será construído sobre os túmulos de seus familiares.

Está previsto que a Corte Regional de Umtata (comarca da qual Mvezo faz parte) emita uma sentença nas próximas semanas. Apesar de as disputas sobre o hotel ainda não terem sido resolvidas, a empresa encarregada pelo projeto confirmou a Efe que deve iniciar a construção do museu no próximo mês. EFE

 

+ sobre o tema

Seal mostra versatilidade artística e conquista o público do Rock In Rio

Se hoje pode ser considerado como o dia mais romântico...

LADÁRIO: Semana da Consciência Negra

Fonte: Correio do Estado -   A Semana...

EUA devolvem ao Egito sarcófago de 2.700 anos contrabandeado do país

Como parte dos esforços do país para recuperar uma...

Escravidão, abolição e resistência

Abolição da escravidão e o dia da Consciência Negra Apresentação No...

para lembrar

São Paulo: Peça {ENTRE} conta a história de um conjunto habitacional da periferia

Em um conjunto habitacional vivem quatro pessoas: uma mulher...

O tráfico ilegal de africanos escravizados

Por volta da década de 1840 a maioria das...

Jovens negras assumem o cabelo crespo com muita atitude

O orgulho está na pele, no cabelo e na...
spot_imgspot_img

Majestosa, Lauryn Hill entrega show intenso e coroa história da Chic Show

"Não é só um baile black", gritou Criolo durante o terceiro show do festival Chic Show 50 Anos, no sábado (12). O rapper do...

Ícone da percussão, Naná Vasconcelos ganha mostra no Itaú Cultural

O Itaú Cultural, localizado na avenida Paulista, em São Paulo, abre nesta quarta-feira (17) a Ocupação Naná Vasconcelos, em homenagem ao músico pernambucano falecido em 2016. A mostra é...

Livro sobre Luiz Gama o consagra como o maior advogado negro da abolição

Impossível não ficar mexido, ou sair a mesma pessoa, com a mesma consciência dos fatos narrados, depois da leitura de "Luiz Gama Contra o Império",...
-+=