segunda-feira, setembro 20, 2021
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimentoFilme 'Doutor Gama' ganha trailer

Filme ‘Doutor Gama’ ganha trailer

Dirigida por Jeferson De, biografia de Luiz Gama ganha nova data de estreia: 05 de agosto

“Em nós, até a cor é defeito. Um vício imperdoável de origem, um estigma de um crime”, é assim que o primeiro trailer de “Doutor Gama” se inicia, com uma impactante frase escrita por Luiz Gama no século XIX. O filme, que chega aos cinemas no dia 05 de agosto, acompanha o ícone abolicionista, responsável por libertar cerca de 500 pessoas escravizadas.

Dirigido por Jeferson De (“M8: Quando a Morte Socorre a Vida”, “Correndo Atrás”, “Bróder”), com coprodução da Globo Filmes e Paranoid, produção associada da Buda Filmes e distribuição Elo Company, o longa acompanha Luiz Gama (César Mello), filho de uma africana livre (Isabél Zuaa) e de um português. Aos 10 anos de idade, Gama é vendido por seu pai para mercadores de pessoas escravizadas e mandado para São Paulo. Conquista sua própria liberdade aos 18 anos e aprende a ler com a ajuda de um estudante de Direito. Este interesse pela leitura abre diversas portas para o desenvolvimento do homem que se tornaria.

Ao longo de sua vida, Luiz alforriou, por vias judiciais, centenas de vítimas da escravidão. Ele fazia uso das leis com conhecimento e precisão. Obteve uma provisão para advogar, pois mesmo sem ter frequentado o ensino superior, provou ter todos os conhecimentos necessários de sobra. Sua missão era libertar e garantir o direito de pessoas em condições de escravidão – seus irmãos desvalidos como costumava dizer -, e exigir que as leis existentes no país fossem aplicadas.

Com roteiro de Luiz Antônio, patrocínio SABESP e apoio Mattos Filho, “Doutor Gama”  busca evidenciar a história deste advogado, jornalista, abolicionista e poeta, para um Brasil que ainda tenta apagar os fatos de seu passado. O filme foi feito com recursos geridos pela ANCINE e pelo Fundo Setorial Audiovisual e ainda  teve apoio para produção e distribuição da Secretaria da Cultura, do Governo do Estado de São Paulo, através  do Programa de Fomento ao Cinema Paulista – 2016 e da Lei Aldir Blanc.

Em seu elenco, além de César Mello, Teka Romualdo, Johnny Massaro, Mariana Nunes, Romeu Evaristo, Sidney Santiago, Dani Ornellas, Erom Cordeiro, Nelson Baskerville, e participação especial de Zezé Motta.e Isabél Zuaa 

Ficha técnica

Diretor: Jeferson De

Produtores: Pedro Betti, Heitor Dhalia, Egisto Betti e Manoel Rangel

Produtores Associados: Carlos Diegues & Cristiane Arenas

Roteiro: Luiz Antônio

Produtora Executiva: Joelma Gonzaga

Diretor de Fotografia: Cris Conceição

Diretor de Arte: Thales Junqueira

Figurinista: Rô Nascimento

Visagista & Caracterizador: Rose Verçosa

Som Direto Marcos Menna e Pedro Moreira

Montador: Jeferson De

Trilha sonora: Tiganá Santana

Elenco:

Luiz Gama (criança) – Pedro Guilherme

Luiz Gama (jovem) – Angelo Fernandes

Luiz Gama (adulto) – César Mello

Luiza Mahin – Isabél Zuaa

Santos – Romeu Evaristo

Ana – Teka Romualdo

António (jovem) – Johnny Massaro

Claudina – Mariana Nunes

Claudina (jovem) – Samira Carvalho

Antonio (adulto) – Higor Campagnaro

Pedro (jovem) – Daniel Rocha

Pedro (adulto) – Erom Cordeiro

Benedito – Agyei Augusto Pereira

Maria Júlia – Dani Ornellas

Francisco – Alan Rocha

José – Sidney Santiago

Francisca – Zezé Motta

Barbara – Noemia Oliveira

Maria – Fernanda Ross

Cardoso – Nelson Baskerville

Laura – Paula Picarelli

Juiz Brito – Joca Andreazza

Juiz Rios – Régius Brandão

Thereza – Clara Choveaux

Sobre

Paranoid

Produtora dos sócios Heitor Dhalia e Egisto Betti desde 2009 no mercado, a Paranoid é reconhecida por grandes projetos audiovisuais. Em 2013 lançou o épico Serra Pelada, dirigido por Heitor Dhalia, que fez carreira em diversos festivais, incluindo o Festival do Rio. Em 2016 apresentou o primeiro longa de Vera Egito, Amores Urbanos, que foi selecionado para mais de 15 festivais, entre eles o Festival Internacional de Miami (estreia mundial) e o Festival de Havana, vencendo três prêmios ao redor do mundo incluindo menção honrosa do Júri no FESTIN 2016 (Portugal).

Em 2017 lançou o primeiro documentário de Heitor Dhalia, Yoga: Arquitetura da Paz, com estreia mundial no Raindance Film Festival. No ano de 2018 lançou Todas as Razōes Para Esquecer, longa de estreia de Pedro Coutinho, que faz parte do catálogo da Netflix e foi selecionado para o Festival de Havana, Mostra Internacional de São Paulo e Festival do Rio.  O longa Tungstênio, uma adaptação da premiada história em quadrinhos de Marcello Quintanilha, dirigida por Heitor Dhalia e com Coprodução Globo Filmes, estreou neste mesmo ano nas salas de cinema do Brasil.

Atualmente, a produtora se prepara para lançar o longa-metragem Anna, também dirigido por Dhalia e Doutor Gama, com direção de Jeferson De. 

Globo Filmes 

A Globo Filmes atua como produtora e coprodutora de filmes brasileiros com foco na qualidade artística e na diversidade de conteúdos que valorizam a nossa cultura, maximizando a audiência no cinema e demais janelas.

Desde 1998, participou de mais de 400 filmes, levando ao público o que há de melhor do cinema brasileiro; comédias, romances, documentários, infantis, dramas e aventuras. Fazem parte de sua filmografia recordistas de bilheteria, como ‘Tropa de Elite 2’ e ‘Minha Mãe é uma Peça 3’ – ambos com mais de 11 milhões de espectadores –, sucessos de crítica e público como ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’ e ‘Carandiru’, e longas premiados no Brasil e no exterior, como ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar – e ‘Bacurau’, que recebeu o prêmio do Júri no Festival de Cannes. 

Buda filmes

A Buda Filmes é uma produtora independente de audiovisual dirigida pelos roteiristas e diretores: Jeferson De e Cristiane Arenas. Realizadores cujo foco é a produção de obras que se relacionam principalmente com as questões ligadas aos direitos humanos e a diversidade étnica e cultural brasileira. Em suas produções destacam-se curtas metragens e documentários. Seu primeiro longa metragem, foi uma coprodução em 2014 realizada com o patrocínio do Edital de Apoio a Produção de Obras Audiovisuais Cinematográficas, Inéditas de Ficção da SAV de 2011. O longa contou com a distribuição da Paris Filmes/Downtown e apoio dos canais Telecine. Em 2017 foi produtora associada do longa metragem “Correndo Atrás” da Raccord Produções com coprodução da Globo Filmes. Em 2018 foi produtora associada do longa-metragem “M8- Quando a morte socorre a vida” da Produtora Migdal Filmes, que ganhou o prêmio do público de melhor longa-metragem no Festival do Rio em 2019 e melhor filme pela APCA. Atualmente prepara o longa-metragem Narciso Rap.

ELO Company 

A ELO Company é uma criadora, produtora e distribuidora de conteúdo audiovisual, que tem a missão de gerar experiências potentes, entreter, emocionar e ampliar a visão de mundo das mais diversas audiências. Há 15 anos no mercado e com mais de 500 títulos lançados, a ELO conta com três unidades de negócio: desenvolvimento e produção de conteúdo; lançamento e programação; licenciamento e video on demand. Durante os últimos anos, a empresa lançou o primeiro Vimeo original LATAM e conteúdos em mais de 40 plataformas em todo o mundo, incluindo estratégias inovadoras como lançamentos de filmes 100% digitais.

RELATED ARTICLES