Fórmula 1: Pilotos protestam contra o racismo antes do GP da Áustria

Enviado por / FonteESPN

A Fórmula 1 tem se engajado mais com questões sociais neste ano.

Depois de anunciar uma campanha de combate ao racismo e desigualdade de gênero, pilotos e mecânicos respeitaram um minuto de silêncio antes da largada para o GP da Áustria – abertura da temporada 2020 – em respeito às vítimas de COVID-19, de joelhos, um gesto que ficou popularizado pela luta antirracista.

Os pilotos também usaram uma camisa preta com mensagens de “fim do racismo” e “vidas negras importam”.

Lewis Hamilton, único piloto negro no grid e ativista, cobrou diversas vezes um posicionamento da F1 para causas sociais e liderou o protesto deste domingo.

+ sobre o tema

Foi a mobilização intensa da sociedade que manteve Brazão na prisão

Poucos episódios escancararam tanto a política fluminense quanto a...

Selo Sesc lança Relicário: Dona Ivone Lara (ao vivo no Sesc 1999)

No quinto lançamento de Relicário, projeto que resgata áudios...

Em autobiografia, Martinho da Vila relata histórias de vida e de música

"Martinho da Vila" é o título do livro autobiográfico...

para lembrar

spot_imgspot_img

Jamaicano de 16 anos bate recorde de Bolt que durava desde 2002

A Jamaica tem uma nova promessa no atletismo. O jovem Nickecoy Bramwell, de 16 anos, quebrou um recorde de Usain Bolt que durava desde...

Kobe, homenageado com estátua, continua a exercer grande influência na NBA

O Los Angeles Lakers escolheu o dia 8/2/24 para inaugurar a estátua de Kobe Bryant à frente de seu ginásio. A data tem referências...

Copa Africana de Nações: África do Sul e Costa do Marfim avançam às semifinais

Nigéria e África do Sul, Congo contra Costa do Marfim. Essas serão as semifinais da Copa Africana de Nações, após os resultados das partidas deste...
-+=