Governo fecha pacto para erradicar analfabetismo infantil até 2020

Dilma Rousseff afirma que esta é uma tarefa inadiável para que se crie um país de oportunidades; programa terá R$ 2,7 bilhões nos próximos dois anos

Getty Images

Para Dilma, desigualdades só acabarão com investimentos na educação.

São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff lançou hoje (8) um novo projeto com o objetivo de erradicar o analfabetismo entre crianças de no máximo oito anos até o fim desta década. O Pacto Nacional pela Alfabetização já foi assinado pelas secretarias de educação de todos os estados do país e de 5.270 municípios, e consiste numa parceria coordenada pelo Ministério da Educação (MEC) entre governos federal, estaduais e municipais.

“O pacto tem um caráter de urgência, é uma tarefa inadiável. Não nos conformamos com o fato de que, em média, 15% das crianças de até 8 anos de idade não estejam plenamente alfabetizadas”, afirmou Dilma no discurso de lançamento do Pacto.

A meta é que todas as crianças da rede pública de ensino sejam alfabetizadas em português e matemática até o terceiro ano do ensino fundamental. Para isso, R$ 2,7 bilhões provenientes da União serão repassados aos estados e municípios em 2013 e 2014. Uma das ações do pacto é a formação continuada de 360 mil professores alfabetizadores. Serão 18 mil profissionais orientadores capacitados em 34 universidades públicas brasileiras, que serão responsáveis por cursos de 200 horas aos educadores.

Uma avaliação será feita ao final do terceiro ano do ensino fundamental para que haja controle sobre a efetiva aprendizagem das crianças. Também serão distribuídos 60 milhões de livros, além de jogos pedagógicos e obras de apoio. Assim como a formação continuada, estas iniciativas serão monitoradas pelo MEC.

O pacto também prevê uma premiação de R$ 500 milhões para as escolas que se saírem melhor nas avaliações propostas pelo pacto.

Para a presidenta, a desigualdade de oportunidades no país é gritante. A educação foi apontada por ela como chave fundamental para que se criem condições mais igualitárias na sociedade brasileira. “Queremos um país de igualdade de oportunidades, em que haja garantias para todos os cidadãos. O pacto pela alfabetização é o caminho fundamental para isso. É uma questão estratégica para nós. O futuro do país está em jogo.”

Dilma também lembrou da responsabilidade conjunta das esferas de poder do país. “Hoje é o momento de encararmos a nós mesmos. Esta é uma responsabilidade dos governo federal, estaduais e municípios. O país se orgulhará se aplicarmos o pacto de forma sistemática e obsessiva.” Ela lembrou que a fiscalização dos cumprimentos das metas pelo estados e municípios será feita de “forma sistemática, a partir de parâmetros nacionais”.

 

Fonte: Rede Brasil Atual 

+ sobre o tema

para lembrar

Estudantes podem consultar Pé-de-Meia a partir de quarta-feira

O estudante do ensino médio matriculado na rede pública...

Nova Zelândia oferece bolsas de estudo para cursos de pós e mestrado

Está pesquisando ofertas de bolsas de estudos no exterior?...

Anielle Franco anuncia programas de educação e intercâmbio

O Ministério da Igualdade Racial (MIR) anunciou, nesta quinta-feira...

ENEM: Instrumento valorizado

- Fonte: Zero Hora - DIVULGAÇÃO/ENEM O Exame Nacional do...
spot_imgspot_img

Geledés publica boletins sobre a Primeira Infância nos estados brasileiros

Geledés Instituto da Mulher Negra está realizando as ações da segunda etapa do projeto “Primeira Infância no Centro: garantindo o pleno desenvolvimento infantil, uma...

PL do novo PNE apresenta avanços em equidade e dá primeiro passo em financiamento, mas precisa de melhorias estruturais e traz também retrocessos

O Projeto de Lei (PL) nº 2.614/2024, que prevê um Plano Nacional de Educação (PNE) para o período de 2024-2034, apresenta avanços relacionados à...

Jovens cientistas receberão apoio de mais de R$ 21 milhões para pesquisas   

O Instituto Serrapilheira anunciou, nesta quarta-feira (26), os 33 pesquisadores selecionados em dois editais que vão injetar mais de R$ 21 milhões em ciência no Brasil. Uma...
-+=