Guest Post »
Holanda quer lançar fundo internacional para aborto seguro

Holanda quer lançar fundo internacional para aborto seguro

Em resposta à medida de Donald Trump – que passou a proibir o governo dos Estados Unidos de repassar verba a instituições de planejamento familiar pró-aborto– a Holanda está propondo a criação de um fundo internacional que viabilize a prática do aborto seguro. A proposta foi lançada por Lilianne Ploumen, ministra holandesa do Comércio Externo, Desenvolvimento e Cooperação.

por Júlia Warken no HuffPost Brasil

“Nós estamos conversando com cerca de 15 a 20 países e também com fundações. Além da conexão com uma série de países europeus, com os quais nós já trabalhamos essa questão, também estamos em contato com países da América do Sul e da África, bem como com fundações. É importante que o incentivo para o fundo seja o mais amplo possível”, disse a ministra ao The Guardian.

Netherlands Minister of Foreign Trade and Development Cooperation Lilianne Ploumen listens to the U.N. staff during her visit to the Al Zaatari refugee camp in the Jordanian city of Mafraq, near the border with Syria March 29, 2015. Ploumen will be presenting 1,500 bicycles donated by Amsterdam to different camps for Syrian refugees across Jordan. REUTERS/Muhammad Hamed[/caption]

Ela não revelou o nome dos países, nem quanto dinheiro a Holanda colocará no fundo, mas disse que o mais importante é cobrir o rombo de 600 milhões de dólares que os EUA deixarão de repassar a instituições de planejamento familiar, tais como a United Nations Population Fund (UNPFA), a International Planned Parenthood Federation e a Marie Stopes International.

“Esses programas são bem sucedidos e efetivos. Eles dão apoio direto, distribuindo preservativos, garantindo que as mulheres sejam acompanhadas no parto e garantindo que o aborto seja feito de maneira segura quando não há outra alternativa”, explica.

Escreva um comentário e participe!

Related posts