Irmãos comemoram prisão de suspeito pela morte de Tupac, mas ‘não significa que justiça foi feita’

Enviado por / FonteDo Rolling Stone

A polícia de Nevada aponta vingança como principal motivação para o assassinato de Tupac

Os irmãos de Tupac Shakur ficaram animados com a prisão de Duane Keith “Keefe D” Davis, supeito de ter matado o músico a tiros em 1996. No entanto, para eles, esse foi apenas um passo de muitos que ainda devem ser dados.

“Uma prisão não significa que a justiça por Tupac foi feita”, disse Mopreme Shakur ao TMZ. A polícia de Nevada aponta que uma briga entre Tupac, com seu grupo, e o sobrinho de Davis — que teria ocorrido na mesma noite do assassinato — foi a motivação para o crime. Mopreme, porém, busca mais respostas.

Sekyiwa “Set” Shakur também disse como considera o avanço das investigações importante: “Não há dúvidas de que esse é um momento crucial. O silêncio dos últimos 27 anos em torno desse caso falou alto na nossa comunidade.”

É importante, para mim, que o mundo, o país, o sistema jurídico e o nosso povo tenha conhecimento sobre a gravidade da morte desse homem, meu irmão, filho da minha mãe, filho do meu pai. A vida e a morte dele importam e não devem continuar sem solução ou sem reconhecimento. Então sim, hoje é uma vitória, mas eu vou reservar julgamento até que todos os fatos e procedimentos legais estejam completos.

“Há muitas mãos envolvidas e ainda restam muitos mistérios sobre a vida e a morte do meu irmão Tupac e nossa família Shakur. Estamos buscando justiça real, em todos os sentidos”, completou Set.

Leia também:

Suspeito de matar rapper Tupac Shakur em 1996 é preso nos EUA

Polícia reabre caso sobre a morte de Tupac após confissão de suspeito

6 músicas inéditas de Tupac surgem na internet, escute!

+ sobre o tema

Consciência Negra e ternura dos povos

Neste dia 20 de novembro, comemora-se o Dia da...

“Eu até não sou racista…

"Eu até não sou racista... mas" não tenho pachorra...

Combater violência contra jovem negro será prioridade, diz Secretaria da Juventude

A socióloga Helena Abramo, representante da Secretaria Nacional de...

Prefeito de Salvador veta cotas para negros em concursos públicos

O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PP), vetou...

para lembrar

Violência e Polícia: Três décadas de Políticas de Segurança no Rio de Janeiro

AUTORA Silvia Ramos ANO 2016 NÚMERO 21 COMO CITAR RAMOS, Silvia. Violência e polícia: Três décadas de...

Falta empatia para entender a Revolta dos Negros

FOI EM UMA SALA para não mais do que...

Você sabe o que é discriminação racial?

VOCÊ SABE O QUE É DISCRIMINAÇÃO RACIAL? (ONU) A Convenção...
spot_imgspot_img

Fifa apresenta pacote de medidas contra o racismo no esporte

A Federação Internacional de Futebol apresentou um pacote de medidas contra o racismo no esporte. O mundo do futebol está reunido em Bangkok, na Tailândia, onde...

Tragédia no Sul é ambiental, mas sobretudo política

Até onde a vista alcança, o Rio Grande do Sul é dor, destruição. E vontade de recomeçar. A tragédia socioclimática que engolfou o estado, além da...

Para os filhos que ficam

Os seus pais vão morrer. É ainda mais difícil se dar conta disso depois de um Dia das Mães, como foi o último domingo....
-+=