Isabel Fillardis renasce como cantora e lança o primeiro single solo, ‘O meu lugar’

Enviado por / FontePor Mauro Ferreira, do G1

Artista mistura ijexá e afrobeat em gravação que dá a primeira amostra do EP 'Bel, muito prazer'.

♪ Aos 48 anos, Isabel Fillardis busca outro lugar como cantora no universo pop brasileiro, desta vez em carreira solo.

Revelada como modelo em 1988 e projetada nos anos 1990 como atriz de novelas e como integrante do trio As Sublimes (grupo de black music criado em 1993, tendo como modelo o trio norte-americano The Supremes), a artista carioca investe novamente na carreira de cantora.

Na sequência do show Refeita, apresentado em agosto no festival online Afrofuturistic Lab, Fillardis lança o primeiro single solo na quinta-feira, 9 de setembro.

O single O meu lugar é a primeira (boa) amostra do vindouro EP Bel, muito prazer, no qual a cantora dá voz a quatro músicas gravadas com referências de soul e R&B.

Foto: Thaís Monteiro / Divulgação

Composição inédita de Renato Gues e Sérgio Souza, O meu lugar é o abre-alas da trajetória solo de Fillardis como cantora, carreira arquitetada em 2018 e concretizada neste ano de 2021.

“Eu já estive no chão / E agora estou aqui / Tocando pra te ver dançar / Cantando pra te ver sorrir”, celebra Fillardis, cantando versos que parecem traduzir a vivência dessa artista que enfrentou e venceu câncer de língua em 2014.

A vitória, aliás, motivou Fillardis a investir na música, ainda que a arte de cantar tenha sido sempre exercitada pela atriz em musicais de teatro como Dona Ivone Lara – O musical – Um sorriso negro (2018).

Com toque de ijexá e afrobeat, o single O meu lugar abre caminhos para a renascida cantora Isabel Fillardis.

+ sobre o tema

O poder da beleza negra, na Vogue Itália

O poder da beleza negra, na Vogue Itália. A Vogue...

Beyoncé contrata 200 dançarinos africanos para novo clipe

Beyoncé contratou mais de 200 bailarinos africanos para o...

Camila Pitanga conta que faz terapia desde os 16 anos

Camila Pitanga falou com a Marie Claire e contou que faz...

Hoje na História, 1973, nascia Isabel Filardis

Isabel Cristina Teodoro Fillardis mais conhecida como Isabel Fillardis...

para lembrar

Liniker se diz privilegiada, mas ainda vê discriminação: “Todo dia”

Liniker falou de sua transexualidade no "Conversa com Bial"...

Músicas de Michael Jackson são banidas de diversas rádios ao redor do mundo

Essa movimentação começou após a estreia do documentário Leaving...

Negra Soy: Conheça cinco mulheres artistas negras e latino-americanas

Black power, raízes latinas e o poder feminino são...

Mombaça lança single/clipe com participação especial de Gilberto Gil

Autor de canções de sucesso em parceria com Mart’nália,...
spot_imgspot_img

Conselho Universitário da Unicamp aprova título de Doutores Honoris Causa para Racionais MC’s no marco dos 50 anos do Hip-hop

No marco dos 50 anos do Hip-hop, este movimento que vem transformando as perspectivas da juventude negra, pobre e periférica em todo o mundo,...

Reggae: ritmo jamaicano sofreu preconceito até ter reconhecimento

A cidade de São Luís tem motivos para comemorar: aos 411 anos, a capital maranhense foi agraciada com o título de capital nacional do reggae, concedida por lei. Mas...

Hip-hop, 50 anos: a história da cultura que saiu do Bronx para ganhar o mundo

Neste dia de 1973, em uma festa em um apartamento no Bronx, em Nova York, nascia o hip-hop. Utilizando dois toca-discos e um microfone, o...
-+=