Jovem morre após ser baleado em blitz na Zona Oeste do Rio

Bruno Eduardo de Melo Rocha, de 21 anos, foi atingido ao passar direto em uma blitz da polícia militar em Santíssimo, na Zona Oeste. Corpo será sepultado na tarde desta segunda-feira (17).

Um jovem de 21 anos morreu após ser baleado em uma blitz no sábado (15), por volta das 22h, no bairro de Santíssimo, na Zona Oeste do Rio.

Segundo testemunhas, Bruno Eduardo de Melo Rocha, de 21 anos, voltava de carro para casa, mas não obedeceu a ordem de parada dos policiais, que dispararam na traseira do carro que ele dirigia. O disparo acertou as costas do jovem.

A vítima era soldado da Força Aérea há três anos e chegou a ser socorrido pelos policiais, que tiraram ele do carro e levaram de viatura até o Hospital Municipal Rocha Faria, em Campo Grande.

Ele ficou internado, mas não resistiu durante uma cirurgia, na madrugada de domingo.

O sepultamento acontece nesta segunda-feira (17), às 16h30, no Cemitério de Campo Grande.

De acordo com Márcio da Rocha, tio da vítima, um dos policiais envolvidos afirmou, em depoimento, que teria encontrado uma arma no carro de Bruno.

Márcio quis saber mais e ao perguntar para uma policial que estava na delegacia, ela negou que tivesse qualquer outra arma registrada nas provas, que não fosse a do policial que efetuou o disparo.

“O Bruno não andava armado, ele sequer tinha algum envolvimento com armas, não tinha arma com ele”, afirma o tio.

Em nota, a Polícia Militar informa que a Corregedoria Geral da Corporação recolheu o depoimento dos policiais envolvidos na ocorrência e instaurou uma apuração.

O caso foi registrado na 35ª DP (Campo Grande) e segue investigado pela Polícia Civil.

+ sobre o tema

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do...

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga...

Concurso unificado: saiba o que o candidato pode e não pode levar

A 20 dias da realização do Concurso Público Nacional...

Estudo mostra que escolas com mais alunos negros têm piores estruturas

As escolas públicas de educação básica com alunos majoritariamente...

para lembrar

PM divulga nota sobre mulher espancada dentro de ônibus

Vídeo flagrou o momento em que um policial militar...

Segunda mãe: “Matando, esculachando, batendo, xingando, forjando”

Por Tatiana Merlino, do Rio de Janeiro, especial para...

O que o racismo tem a ver com a violência policial?

Por: Monique evelle Preciso reforçar o quanto 2014 começou f*da!...

Polícia brasileira matou mais em 5 anos do que a dos EUA em 30

NO BRASIL, SEIS PESSOAS SÃO MORTAS DIARIAMENTE POR POLICIAIS,...
spot_imgspot_img

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga caiu no chão, eu levantei ela pelo cabelo. Depois a gente riu e depois a...

Instituto Odara lança dossiê sobre a letalidade policial que atinge crianças negras na Bahia

O Odara - Instituto da Mulher Negra torna público o documento “Quem vai contar os corpos?”: Dossiê sobre as mortes de crianças negras como consequência...

PM que agrediu mulher no Metrô disse que ela tinha de apanhar como homem, afirma advogada

A operadora de telemarketing Tauane de Mello Queiroz, 26, que foi agredida por um policial militar com um tapa no rosto na estação da Luz do Metrô de São...
-+=