terça-feira, outubro 4, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoJovens negros são impedidos de entrar em shopping em São Bernardo do...

Jovens negros são impedidos de entrar em shopping em São Bernardo do Campo, na Grande SP

Denúncia foi feita pelas redes sociais do padre Júlio Lancelotti. Ele compartilhou a postagem de um analista jurídico que presenciou a situação e registrou boletim de ocorrência. O shopping disse que não tolera nenhuma forma de discriminação ou violência e reforçará treinamento sobre diversidade e abordagem com seguranças da unidade.

Três jovens negros foram impedidos de entrar no shopping Golden Square, em São Bernardo do Campo, região metropolitana da capital, na quarta-feira (7).

A denúncia foi feita pelas redes sociais do padre Júlio Lancelotti. Ele compartilhou a postagem do analista jurídico Luís Fernando Moreira, que presenciou a situação.

De acordo com Moreira, ele estava entrando no shopping quando percebeu que havia três jovens na entrada sendo barrados.

“Eu me aproximei e perguntei ao segurança o que estava acontecendo e ele me informou que tinha ocorrido um furto em alguma loja e por esse motivo estavam dialogando com eles. Eu perguntei ‘Foram eles que furtaram?’ e o segurança respondeu ‘Não’. Foi aí que eu disse a ele ‘Então você deixa eles passarem porque se você não deixar, vai responder civil e criminalmente porque é crime não deixar entrar qualquer pessoa em qualquer estabelecimento comercial’. Ele não falou mais nada e deixou os jovens entrar”, conta.

O advogado conta que subiu com os jovens até a praça de alimentação para conversar com eles.

“Eu já os conhecia de ver eles vendendo bala, principalmente na pandemia, quando eles já não estavam mais na escola. O racismo estrutural é isso, é não permitir que grupos minoritários possam estar nos lugares”, afirma.

Moreira registrou um boletim de ocorrência pelos três jovens relatando um crime de difamação para que possam, então, investigar um crie de injúria, que consiste em ofender a dignidade de alguém, artigo 140 parágrafo terceiro com pena de 1 a 3 anos de multa.

Para registrar a ocorrência, os jovens teriam de ir presencialmente na delegacia e não poderiam.

“Esses jovens não podiam estar na delegacia ou fazer o boletim online porque não possuem documento. Eles carregam a identidade de serem negros, pobres e não ter nem um documento”, afirma Luís.

Em nota o Shopping Golden Square disse que não tolera nenhuma forma de discriminação ou violência e reforça que, em parceria com a empresa responsável pela área de segurança, toda a equipe passará por um reforço de treinamento sobre diversidade e abordagem.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench