sexta-feira, março 24, 2023

Kathleen Battle

&g

Swing Low Sweet Chariot – Boys Choir of Harlem

Kathleen Battle nasceu em 13 de agosto de 1948 em Portsmouth, Ohio, Estados Unidos. É uma soprano conhecida por sua voz ágil, ligeira, e seus tons puros. Inicialmente abordou o repertório de concertos, por meio de apresentações com importantes orquestras, durante o início e meados da década de 1970. Estreou na ópera em 1975. Expandiu seu repertório, cantando papeis de soprano ligeiro e soprano coloratura durante os anos oitenta e parte dos anos noventa. Embora já não participe mais de óperas, mantém-se ativa em concertos e recitais. Seu repertório abrange um vasto conjunto de músicas, incluindo a música clássica e o jazz.

 

Após formar-se no Colégio-Conservatório de Música, na Universidade de Cincinatti, dedicou-se ao ensino da música numa escola pública. Após participar de um teste, o regente Thomas Schippers a contratou como solista do Ein deutsches Requiem, de Brahms, no Festival dei Due Mondi em Spoleto, Itália, em 1972. Sua apresentação ali marcou o início de sua carreira profissional. Durante os anos que se seguiram ela cantou em concertos, apresentando-se em Nova York, Los Angeles e Cleveland. Thomas Schippers apresentou Kathleen Battle a seu colega, o regente James Levine, que a escolheu para cantar o Mater Gloriosa na Sinfonia n. 8, de Mahler, por ocasião do Festival de Maio, com a Sinfônica de Cincinatti. Foi o início de uma amizade e de uma íntima associação profissional entre Kathleen Battle e Levine, que duraria anos, e resultaria em várias gravações e apresentações em recitais e concertos

 

Sua estréia na ópera ocorreu em 1975, quando ela cantou o papel de Rosina em Il Barbiere di Siviglia, com o Teatro de Ópera de Michigan. No ano seguinte apresentou-se pela primeira vez em Nova York, interpretando Susanna em Le nozze di Figaro, de Mozart.

No campo do clássico interpretou e gravou obras de autoria de Johann Sebastian Bach, Vincenzo Bellini, Johannes Brahms, Henry Bishop, Gaetano Donizetti, John Dowland, Gustave Charpentier, Manuel de Falla, Gabriel Fauré, Charles Gounod, Enrique Granados, George Frideric Handel, Michael Head, Valdemar Henrique, Franz Liszt, Gustav Mahler, Bohuslav Martinů, Felix Mendelssohn, Federico Mompou, Wolfgang Amadeus Mozart, Fernando Obradors, Jaime Ovalle, Francis Poulenc, Henry Purcell, Sergei Rachmaninoff, Jean-Philippe Rameau, Albert Roussel, Camille Saint-Saëns, Franz Schubert, Robert Schumann, Johann Strauss II, Richard Strauss, Joaquín Turina, Hugo Wolf e Heitor Villa-Lobos, entre outros.

 

Seu repertório jazzístico inclui composições de Sergio Barroso e Duke Ellington, além de outros. É também conhecida por suas interpretações de spirituals afro-americanos.

{gallery}afroamericanos/divas/battle{/gallery}


Ligações externas

 

• Official web site
• Kathleen Battle at Columbia Artists Management
• Discography at Sony/BMG Masterworks
• Kathleen Battle Fansite
• Kathleen Battle cantando O luce di quest’anima,de Linda de Chamounix, de Donizetti.
• Kathleen Battle e Plácido Domingo cantando o dueto La ci darem la mano, de Don Giovanni, de Mozart.

PARA SABER MAIS

 

Biografia, formação artística, carreira, repertório, discografia, bibliografia sobre a cantora

 

Capturado de “http://en.wikipedia.org/wiki/Kathleen_Battle”

 

Categorias: Living people | African American singers | American female singers | American opera singers | American sopranos | Operatic sopranos | Soubrettes | Grammy Award winners | Olivier Award winners

 

_______________________________________________________________________

Texto: Capturado de Wikipedia, the free encyclopedia
Imagens: Capturadas de Google Images
Tradução, pesquisa e seleção de imagens: Carlos Eugênio Marcondes de Moura

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench