Lideranças Negras lançam “Carta de Vitória”. Instituto Raízes de Áfricas representou Alagoas.

Documento referencial da I Reunião Interestadual de Lideranças Negras realizada no dia 23 de fevereiro de 2019,em Vitória – Espírito Santo. O Instituto Raízes de Áfricas representou Alagoas, com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Fazenda, Federação da Indústria do Estado de Alagoas e mandato do deputado Federal,Paulão.

Por Arísia Barros Do Cada Minuto

Foto Reproduzida do site Cada minuto

“Na perspectiva do povo negro se pronunciar politicamente no cenário nacional diante da Conjuntura Internacional e Nacional algumas entidades e lideranças negras atenderam ao convite do Centro de Estudos da Cultura Negra no Estado do Espírito Santo – CECUN para a realização de uma reunião em Vitória-ES com o objetivo de articular a CAMPANHA NACIONAL PARA IMPLEMENTAÇÃO DAS LEIS 10.639/2003 e 11.645/2008, visando discutir e construir estratégias de combate ao racismo estrutural, elencar demandas negras estruturantes e também, a criação de ferramentas, entre essas, uma Unidade Negra Interestadual para ampliar a luta pela Equidade Racial e Combate ao Racismo.

A Reunião Interestadual de Lideranças Negras foi realizada no dia 23 de fevereiro de 2019, iniciada ás 08h30min, no mini auditório dois do IFES do Bairro Jucutuquara, em Vitória – Espírito Santo. Como coordenador Estadual Luiz Carlos Oliveira e os membros de outros Movimentos a nível interestadual, sendo facilitadores (as): CECUNES: Movimento Quilombo, Raça e Classe – ES; FEJUNES; Comissão Negra de Baixo Guandu – ES; APNs RJ; Neab – UERJ – Zona Oeste – RJ, representando lideranças do Sudeste; Instituto Raízes – AL e Instituto Búzios – BA, representando lideranças do Nordeste; e demais representantes de instituições, entidades Negras e lideranças presentes. Realidade histórica Não adentrando nas lutas pela libertação até 1888, e na abolição inacabada, o Brasil República não foi generoso nem inclusivo para com o Povo Negro.

Deixando para os herdeiros dos quase 400 anos de trabalho escravo, 131 anos de racismo institucional, estrutural e social, e ainda em torno de 100 milhões de aprisionados mentais e tutelados secularmente.”

+ sobre o tema

Michael Jordan

Michael Jeffrey Jordan (Nova York, 17 de fevereiro de 1963) é um ex-jogador...

Samuel L. Jackson negocia participar de filme de ação independente

Samuel L Jackson negocia participar de filme. "Deathgames", um filme...

El argentino no está preparado para ver a los negros

Fonte: Página/12 ENTREVISTA A PABLO CIRIO, ANTROPOLOGO DE LA...

para lembrar

Último reduto do macho

No futebol, até mesmo falar publicamente contra a discriminação...

Yaritza Reyes, enfermeira vence o Miss República Dominicana e extravasa emoção!

A enfermeira Yaritza Reyes, 19, foi coroada no sábado...

Netflix estreia em agosto primeiro documentário de Michelle e Barack Obama

'American Factory' foi produzido pela Higher Ground Productions, empresa...

Primeiro restaurante a desafiar o apartheid fecha após 40 anos de história

Gramadoelas, de Johanesburgo, serviu pela última vez seu célebre...
spot_imgspot_img

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...

MinC vai lançar plataforma de streaming voltada ao audiovisual nacional

O Ministério da Cultura está se preparando para lançar, ainda no segundo semestre deste ano, uma plataforma de streaming dedicada à produção audiovisual brasileira. Idealizado pela Secretaria do Audiovisual...

Leci Brandão – Na Palma da Mão em curta temporada no Imperator

Com direção de Luiz Antonio Pilar e texto de Leonardo Bruno, musical que celebra vida e obra da artista se apresenta no Imperator Vencedor do Prêmio Shell de Teatro na categoria "Direção" Nome incontornável da música brasileira, compositora e intérprete de...
-+=