Lula: “os africanos sabem cuidar do seu nariz”

Em debate com o ex-presidente, a ativista liberiana Leymah Gbowee disse que se as habilidades locais não forem observadas, “qualquer ajuda será inútil”.

Por: Piero Locatelli

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira 11 que o Brasil precisa respeitar as decisões dos países africanos ao investir e ajudar o continente. Durante o evento Diálogos Capitais, organizado por CartaCapital, ele defendeu que o Brasil não deve se comportar como as potências europeias agiram durante o período colonial.

“As empresas brasileiras devem se comportar de maneira diferente. Por que eu valorizo essa questão de respeitar o local? É porque está intimamente ligado à democracia,” disse Lula. “No que o Brasil pode ajudar a África? Não é dizendo o que fazer. Temos que, primeiro, dizer o que foi feito aqui, para ver como serve para eles, e então eles possam fazer como desejarem.”

Lula disse que o cerrado brasileiro pode servir como exemplo de agricultura na savana africana, lembrando que a Embrapa já mantém centros de estudo de agricultura no continente. Ele disse que uma das formas do Brasil ajudar o continente é com o financiamento de máquinas agrícolas.

No debate com o ex-presidente, a ativista liberiana Leymah Gbowee, vencedora do prêmio Nobel da Paz em 2011, também defendeu que ONGs e Estados que desejam ajudar a África respeitem as suas particularidades. “Se não olharmos para as habilidades locais das pessoas, a ajuda é inútil. Eu faço muitas criticas para quem vem para a Africa, e quer só ajudar. Se traz só o traço estrangeiro, será totalmente inútil.”

A ativista chamou a atenção para o fato de que as mulheres são as mais afetadas pela fome no mundo, e por isso mesmo devem ser ouvidas. “É impossível acabar a fome nesse mundo sem a habilidade das mulheres. Se fizermos o combate à fome, não podermos fazer sem o povo que é mais afetado,” disse a ativista.

Fonte: Envolverde

+ sobre o tema

Afro-uruguaios

Afro-uruguaios notáveis: Rubén Rada Afro-uruguaios refere-se a uruguaios de ancestralidade negra africana. Eles...

Hacia el Estado Comunal Jesus Chucho Garcia

Por: JESUS CHUCHO GARCIA   Llegó la hora de salir de...

Declaracion de Asuncion Paraguay Foro Interamericano Afrodescendiente

Participación e Incidencia De Los Y Las Afrodescendientes En...

A mostra ID_BR cara, pele, jeito

A mostra ID_BR CARA::PELE::JEITO nasceu com o intuito de...

para lembrar

Um advogado e seu smartphone revolucionam a justiça em Uganda

Quando Gerald Abila ganhou um smartphone (telefone celular inteligente),...

Maratonista ‘exausta’ engatinha os últimos 400 m e chega em 3º

Concluir uma maratona já não é fácil, imagine fazer...

Racistas sul-africanos: parceiros incômodos

Racistas sul-africanos: parceiros incômodos Fonte: Alô Escola - TV Cultura Para...

Boicote africano atrasa negociação sobre cortes de emissões

Fonte: Folha de São Paulo - Insatisfeitos, representantes dos países...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=