‘Lula:”Governavam para um terço da população’

Por: Tiago Décimo

 

SALVADOR – Em seu último evento em Salvador antes de partir para Recife, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, na manhã desta quinta-feira, 21, do lançamento do Plano Safra da Agricultura e Pecuária da Bahia 2011-2012, que prevê créditos de R$ 4,2 bilhões. No evento, foi homenageado por integrantes de associações da agricultura familiar, discursou por 20 minutos, mas não fez comentários sobre a crise no governo Dilma Rousseff.

Como nos tempos de presidente, Lula voltou a criticar os governos anteriores ao seu – “governavam para um terço da população” – e brincou com conceitos religiosos que atrelam a pouca riqueza material à riqueza espiritual. “Tem de acabar com essa bobagem que inventaram de que pobre vai ganhar o reino dos céus e de que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico ir para o céu”, disse. “Porque para o rico o céu é aqui e o pobre também quer o céu agora, e vivo.”

O ex-presidente, falando como se ainda integrasse o governo a cerca de mil pessoas – a maioria agricultores e sindicalistas -, focou seu discurso no aumento de oportunidades de empréstimos a pequenos agricultores e nos programas de distribuição de renda do governo federal. “Quanto mais dinheiro a gente fizer chegar à mão dos pequenos, mais vai crescer a economia brasileira, mais gente vai comprar os produtos de vocês”, disse Lula. “Foram 39 milhões de pessoas que ascenderam de classe social”, acrescentou.

Presente. No momento mais inusitado do evento, Lula recebeu alguns produtos provenientes da agricultura familiar baiana e arrancou gargalhadas da plateia ao puxar uma garrafa de cachaça de uma das sacolas. O ex-presidente não chegou a ficar até o fim do evento, que teve um atraso de uma hora. Alegando ter de pegar o avião para Recife às 13 horas, o ex-presidente deixou o Gran Hotel Stella Maris antes de o governador Jaques Wagner (PT), que o acompanhou durante toda a visita à Bahia, iniciada na quarta-feira, 20, discursar.

 

 

Fonte: Terror do Nordeste

+ sobre o tema

O pensamento do novo Ministro da Educação, Renato Janine

Será que desejamos o impossível? Por Renato Janine Ribeiro Do...

MG lidera novamente a ‘lista suja’ do trabalho análogo à escravidão

Minas Gerais lidera o ranking de empregadores inseridos na...

Com 41%, Dilma passa Serra e fica a 3 pontos de vencer no 1º turno, diz Datafolha

ALEC DUARTEEDITOR-ADJUNTO DE PODER A candidata do PT...

Pobre, negro e coxinha?

Sim, claro que tudo é possível e cada um...

para lembrar

Obama, mais exposto na mídia que Paris Hilton

Fonte: UOL Notícias- Enquanto o presidente Barack Obama prepara-se para...

Governo aumenta em 19,4% gastos com Bolsa Família

No primeiro ano do governo Dilma Rousseff, o governo...

Nota Pública #12 – Repúdio ao atentado a produtora audiovisual

Manifestação sobre o atentado contra a produtora do Porta...

A luta do rap com a tragédia

Fonte: O Povo- Tradicionalmente, a construção do rap brasileiro...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=