Matriarcas do Samba – show presencial

Enviado por / FonteEnviado ao Portal Geledés

O grupo Matriarcas do Samba estreia no Teatro Rival Refit. Será a primeira apresentação presencial do quarteto formado por Nilcemar Nogueira, Geisa Ketti, Vera de Jesus e Selma Candeia – respectivamente neta de Cartola, filha de Zé Ketti, neta de Clementina de Jesus e filha de Candeia. Elas trazem o samba no DNA e suas histórias familiares ajudaram a compor a história da MPB e da cultura popular. As Matriarcas do Samba ainda vão contar com uma participação muito especial da madrinha do grupo: Tia Surica. 

Inspirado nas obras, lutas e conquistas de seus pais e avós, o grupo sobe ao palco no dia 6 de agosto para cantar um repertório cheio de clássicos como “A voz do morro”, “Alvorada”, “Preciso me encontrar” e “Não vadeia, Clementina”. E ainda sucessos de Zeca Pagodinho, Almir Guineto, Luiz Carlos da Vila, Xande de Pilares e outros partideiros. Sambas-enredos antológicos e sambas de terreiro também terão espaço no roteiro. Samba de raiz da mais alta qualidade!

Foto: Divulgação

Serviço: 6/8, sexta, às 19h30

Link: https://bileto.sympla.com.br/event/68127/d/102260

Ingressos entre R$ 35,00 e R$ 70,00

PROTOCOLOS DE SEGURANÇA CONTRA COVID-19:

O Teatro Rival Refit vai abrir para lotação reduzida, 40% de sua capacidade total, a fim de que seja obedecido o distanciamento mínimo obrigatório.

A casa começa a receber o público às 18h30, com som ambiente, ar condicionado e serviço de bar, seguindo, claro, todos os protocolos sanitários para proteger público, artistas e funcionários.

Vale lembrar que, antes de cada show, a casa passa por processos de higienização e sanitização, feitos por empresa especializada. E nossa equipe está treinada para seguir todos os protocolos de segurança indicados pelas autoridades competentes.

Na entrada, todos terão temperatura aferida, e haverá dispensers de álcool 70° em gel distribuídos pelas dependências do teatro.

O uso de máscara é obrigatório para entrar e circular pela casa. Clientes só podem retirar a máscara para o consumo de bebida e comida, sentados em seus devidos lugares.

Cuidar da própria saúde e da saúde dos outros é também uma forma de resistência.

Contamos com a compreensão e a colaboração de todos. Desde já, agradecemos de coração.

CAMPANHA SALVE PRODUÇÃO

O Teatro Rival Refit se uniu à campanha Salve Produção para ajudar os profissionais do setor de entretenimento, extremamente afetados pela pandemia e pela parada dos eventos artísticos.

Então, estamos recebendo doações de alimentos não perecíveis para distribuir cestas básicas a esses profissionais da cadeia cultural.

Seria muito bom poder contar com a colaboração de você, cliente amigo, para levar sua contribuição quando for assistir, presencialmente, a qualquer show no Teatro Rival Refit.

A arte agradece.

Abertura da casa: 18h30min

** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE. 

+ sobre o tema

O preconceito racial será abordado na série do Luke Cage

Jeph Loeb, chefe da divisão de TV da Marvel...

Yzalú: Alma Negra

Yzalú: Alma Negra. Confira a canção abaixo: ** ESTE ARTIGO...

Ludmilla vira empresária e lança linha de perucas em parceria com empresa dos EUA

Sucesso no mundo da música, Ludmilla vai virar empresária...

Adriana Alves mostra o rostinho de Olivia, sua filha com Olivier Anquier

Adriana Alves mostrou o rostinho de sua primeira filha...

para lembrar

Afirmação da cultura negra na capital

Por: Tássia Martins Turbante e outros acessórios resgatam tradições africanas em...

Identificação com a cultura negra através da literatura

A história dos negros no Brasil é marcada, desde...

Saracura Vai-Vai luta por memória negra no metrô e museu no Bixiga

Não dá para escavar lugares de fundamentos (religiosos), sem...
spot_imgspot_img

Chega a São Paulo Um defeito de cor, exposição que propõe uma revisão historiográfica da identidade brasileira por meio de uma seleção de obras em...

De 25 de abril a 1º de dezembro, o Sesc Pinheiros recebe "Um Defeito de Cor". Resultado da parceria entre o Sesc São Paulo...

Aos 76, artista trans veterana relembra camarins separados para negros

Divina Aloma rejeita a linguagem atual, prefere ser chamada de travesti e mulata (atualmente, prefere-se o termo pardo ou negro). Aos 76 anos, sendo...

Com 10 exibições que abordam a luta antirracista, Mostra do Cinema Negro tem sessões a partir de 4 de abril em Presidente Prudente

O Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) promove, entre os dias 4 de abril e 23 de maio, uma programação com dez filmes que celebram o cinema...
-+=