Mister M vascaíno avisa que mágica seria ideal: ‘Acabar com o racismo’

Um dos símbolos da torcida vascaína, o Mister M também aderiu à campanha contra o racismo e levou para São Januário, para o jogo contra o Libertad (PAR) na noite desta quarta, um cartaz com o dizer: ‘Not racism’. Segundo ele, a mensagem está em inglês para que possa ser entendida em todo o mundo. Mister M ressaltou ainda qual seria a sua melhor mágica:

– Acabar com o racismo. Tem de colocar um fim nisso. Gosto muito do Dedé e fiquei muito sentido por ele – disse ele, que mostrou que não quer que a campanha se limite ao jogo desta noite:

– Minha ideia é ir para o jogo no Peru (contra o Alianza Lima) e no Uruguai (contra o Nacional) e levar esse cartaz.

O torcedor aguarda o ônibus com a delegação do Libertad para mostrar a mensagem.

Depois da partida contra o Libertad na última quarta-feira, no Paraguai, jogadores brasileiros acusaram torcedores paraguaios de atos racistas.

 

Fonte: Esporte Povo

+ sobre o tema

“Estereótipo” Rapper Rashid disseca 517 anos de história e privilégios em novo clipe

Canção contundente sobre racismo e igualdade racial estará no...

“O racismo é um sentimento de ódio inaceitável”, diz primeiro ministro português

"O racismo é um sentimento de ódio absolutamente inaceitável",...

para lembrar

Racismo no Brasil: tragédia pouca é bobagem

Minha ideia era dedicar a coluna deste mês à...

Estudante da UFRB é vítima de racismo: “Hoje até filho de faxineiro pode estudar?”

Uma estudante da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB)...

Felipe se defende de acusação de racismo feita por Elias, do Corinthians

Fonte: Globo.com A partida entre Goiás e Corinthians, no...

TV Record x religiões afro-brasileiras

Sindicato dos Jornalistas promove roda de conversa sobre Direito...
spot_imgspot_img

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...
-+=