Mude o mundo, não seu corpo

Quando eu era considerada gorda para a sociedade, a única coisa que as pessoas sabiam de mim é que eu era gorda. Eu estava rotulada como uma preguiçosa ou uma vergonha para o “padrão de corpo e beleza”.

Por:  no Brasil Post 

Eu também era o pior pesadelo para alguns. Era a razão de certas pessoas irem para a academia, porque tinham medo de que se tornassem como eu. Era a razão para elas fazerem tantas dietas e para terem tantos remédios emagrecedores [enganadores]. Essas pessoas fazem de tudo e chegam a prejudicar a própria saúde, só para não terem o corpo que eu tinha.

Me respondam: vocês se acham bonitos? Pois eu me acho linda! Podem me chamar de convencida, eu não ligo. Antes de tudo, EU preciso me sentir bonita.

A forma como vemos o nosso corpo determina a forma de participar do mundo. Baixa autoestima pode levar a medos de relacionamento, emprego, diversão… Já vi muita gente que prefere morrer do que viver nos corpos que habitam. Eu já fui assim e me recuperei desses pensamentos. Se eu consegui, você também consegue!

O mundo e essa ideia do “padrão de beleza” precisam mudar. E você pode fazer isso da seguinte forma: sendo feliz com o próprio corpo. Afinal, a felicidade não tem tamanho, a aceitação também não. Então, por que os corpos e as roupas precisam ter um tamanho pré-determinado?

Recentemente, li a respeito de uma palestra feita por Jess Baker, fundadora da Body Love Conference. Ela diz que, em geral, quando olhamos para pessoas gordas, sentimos repulsa, nojo, ódio e até diversão. E a razão para essas reações, mesmo que involuntárias, é porque corpos gordos só são retratados em nossos meios de comunicação de três maneiras: engraçado, estúpido ou como vilões.

Jess cita o exemplo de alguns personagens com excesso de peso, como Homer Simpson, Peter Griffin, Jabba the Hutt e Ursula da Pequena Sereia, provando sua teoria. “Quando vemos alguém gordo ser o herói, quando vemos alguém gordo ser sexy, nossos cérebros travam porque não sabem como processar essa ideia”, disse ela em sua palestra.

Se mudarmos a forma como NÓS agimos em relação ao nosso corpo, as mídias serão obrigadas a modificar como retratam esses personagens. Vão parar também de forçar nossa autodepreciação e as dietas enganosas.

Então, mude o mundo, não seu corpo! Fale para si mesmo hoje e todos os dias: eu me acho lind@!

+ sobre o tema

A ditadura do corpo ideal e o preconceito velado – Por: Amanda Nunes

“Com a estética, o sujeito entra em uma relação...

Justiça manda quebrar sigilo de internautas por comentários racistas

Internautas fizeram comentários em matérias jornalística de acidente no...

Vai mesmo, gordinha!

Texto de Patrícia Sebastiany Pinheiro. Lendo o texto que Mariliz...

O pai que salvou a filha vítima de bullying e racismo

Você conhece alguém vítima de racismo e bullying? Uma...

para lembrar

Contra ‘gordofobia’, misses protestam de lingerie em frente ao Congresso

Modelos disseram terem sido vítimas de preconceito em hotel...

A maravilhosa resposta dessa mulher às piadas sobre seu corpo no álbum de noivado

Até quando as mulheres vão aceitar ter seus corpos julgados por...

Após vencer racismo e gordofobia com arte, ela transformou poemas em disco

Então o poema começa, meus amigos e amigas. Sim,...

10 Dicas práticas para tornar o mundo menos gordofóbico

Você não precisa ser uma blogueira Plus Size ou...
spot_imgspot_img

Justiça manda Governo do RJ pagar R$ 80 mil a Cacau Protásio por ataques em gravação em quartel dos bombeiros

A Justiça do Rio de Janeiro determinou, em segunda instância, que a atriz Cacau Protásio seja indenizada em R$ 80 mil por ataques e...

Racismo, gordofobia, transfobia. Já se sentiu discriminado ao fazer compras?

Em uma loja de grife vazia, em Goiânia, a única pessoa a perceber a presença da estudante de Medicina Lara Borges, de 20 anos,...

‘Absolutamente fora do padrão’: representante do setor funerário condena caixão com lixo de jovem morto sem atendimento em SP

O presidente da Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário (ABREDIF), Lourival Panhozzi, afirmou ao g1 que os protocolos adotados pela funerária responsável pelo...
-+=