Guest Post »

Mulher é presa em Dourados acusada de racismo

Duas mulheres foram detidas na madrugada de hoje, às 4h, uma acusada de racismo e a outra por desobediência e desacato. Segundo boletim registrado pela Polícia Civil de Dourados, Renata Chagas Lourenço, de 25 anos, moradora no Parque do Lago II, e a amiga Rita de Cássia, moradora em Jardim estavam numa conveniência de um posto de combustível, em Dourados, a primeira com um pequeno aparelho de defesa pessoal que emite choques.

Segundo a polícia, Renata teria sido abordada pelo guarda Vivaldo Rodrigues de Matos, de 58 anos, que pediu que ela parasse de importunar os clientes. Conforme relatado à polícia, Renata passava pelas pessoas e dava choques nas vítimas. Quando solicitada a parar, ela teria ofendido o guarda, com ataques pessoais identificados como racismo e, ainda, espirrado spray de pimenta nele.

Ela e a amiga foram localizadas pela Polícia Militar e encaminhadas à Delegacia da Polícia Civil de Dourados. No veículo com placas do Paraná, a polícia apreendeu o spray, o equipamento de choque e um canivete.

Conforme a polícia, Renata foi autuada em flagrante acusada de racismo e está detida no 1º Distrito Policial de Dourados. O crime é inafiançável e prevê de um a três anos de prisão. A amiga dela foi indiciada por desobediência e desacato e vai responder ao processo em liberdade. (Com informações de S.Bronka)

 

Fonte: A Critica

Related posts