Neta de Morgan Freeman é morta a facadas em ‘tentativa de exorcismo’, diz jornal

E’Dena Hines, de 33 anos, era neta da ex-mulher do ator americano; namorado foi preso e submetido a avaliação psiquiátrica

Do O Globo 

E’Dena Hines, neta da primeira mulher de Morgan Freeman, foi morta a facadas na madrugada de sábado para domingo, em Nova York. Segundo testemunhas, seu namorado, Lamar Davenport, a atacou numa rua perto de sua casa e desferiu mais de 15 golpes na região do tórax de E’Dena, que tinha 33 anos.

George Hudacko, que testemunhou o assassinato e ligou para a polícia, disse que Davenport gritava “Saiam, demônios! Eu os expulsarei, demônios! Em nome de Jesus Cristo, eu os expulsarei!” enquanto atacava a mulher. “A moça estava fazendo muito barulho, gritando…”, relatou Hudacko, que assistiu a cena de seu apartamento, ao jornal “New York Post“. “Eu liguei para a polícia e implorei que viessem logo”.

Leia Também: PLP 2.0 – Aplicativo para coibir a violência contra a mulher

Davenport, de 30 anos, foi acusado de assassinato de segunda grau e submetido a uma avaliação psiquiátrica no Columbia-Presbyterian Hospital.

Ainda segundo o “New York Post”, os policiais precisaram conter fisicamente Davenport para impedi-lo de continuar atacando e brutalizando o corpo já sem vida de E’Dena.

Em comunicado divulgado no domingo, Morgan Freeman lamentou a morte de sua neta. “O mundo não conhecerá sua arte e seu talento, e o quanto ela tinha a oferecer. Seus amigos e família tiveram a sorte de saber o que ela foi como pessoa. Sua estrela continuará brilhando em nossos corações, pensamentos e orações. Que ela descanse em paz”, disse.

 

+ sobre o tema

Quatro mulheres negras à frente de pesquisas sobre a covid-19

A professora e pesquisadora da Universidade Federal Fluminense (UFF)...

‘Hear our voice’: Mulheres em mais de 30 países marcham contra Trump

Um dia após a sua posse do novo presidente...

Mulheres em Israel rompem silêncio após estupro de adolescente por 30 homens

Na esteira do #Metoo, a nova plataforma “Mais de...

para lembrar

Lugares de Fala

Dada a avalanche da mesma argumentação pobre e rasa...

A presença colorida do feminismo negro

Com rodas de samba, saraus, plenárias e manifestações, pretas...

“Apenas 5% das capas tiveram mulheres negras”, afirma autora de livro sobre revistas femininas

Gabrielle Bittelbrun, de Florianópolis, escreveu o livro Cores e...

‘Pedir ajuda não deve ser sinal de fraqueza’: Kate Middleton fala sobre maternidade e saúde mental

'Nada pode realmente prepará-la para a experiência esmagadora que...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=