Nhá Chica será primeira beata negra do Brasil

Francisca Paula de Jesus, conhecida como Nhá Chica, será beatificada no próximo dia 4 de maio.

Esta será a primeira vez que a Igreja Católica irá beatificar uma mulher negra nascida no Brasil.

O Vaticano reconheceu a cura, sem cirurgia, de uma doença no coração da professora aposentada Ana Lúcia Meirelles Leite de Caxambu, Minas Gerais, como um milagre de Nhá Chica.

“A falta de ar e o cansaço que eu sentia e me impediam de fazer tudo diminuíram sensivelmente”, disse a professora em uma entrevista para a Revista Isto É.

“Rezava: ‘Minha Nhá Chica, me deixa viver mais um pouco … E ela deixou”, concluiu.

A beatificação é o último processo antes da santificação. Para se tornar uma Santa, mais um milagre precisa ser atribuído à brasileira. Nhá Chica nunca fez parte dos quadros da igreja, mas chegou a ser considerada Santa pela população da cidade de Baependi.

Ela era chamada de “mãe dos pobres” por conta de suas ações caridosas. Nhá Chica nasceu na cidade mineira de São João Del Rei e viveu entre os anos de 1808 e 1895.

Cerca de 40 brasileiros são candidatos a santo. Apenas Frei Galvão conseguiu alcançar este posto até o momento.

Um outro caso marcante no país é o de Santa Paulina, que embora tenha nascido na Itália e morou no Brasil a partir dos 10 anos.

O Brasil é o país com o maior número de católicos do mundo, com cerca de 145 milhões de pessoas que afirmam seguir a religião.

Veja também:

San Martín de Porres

Josephine Bakhita

 

Fonte: The Christian Post

+ sobre o tema

Lançamento do livro/CD/DVD ‘O Jongo do Tamandaré’

    Saiba Mais:  Jongo Cacuriá AS DANÇAS...

Heloisa Pires Lima – A criação literária como um fio condutor

No meu caso, a criação literária é um...

‘Lima Barreto, ao terceiro dia’ conta vida e obra do escritor

Com texto de Luiz Alberto e direção de...

Seleção exibirá faixa contra armas, drogas, violência e racismo em partidas

Faixa exibida pela Seleção Brasileira nos últimos jogos...

para lembrar

Futebol depois da novela é um pecado

  Alex, o craque do Coritiba, dá uma cacetada...

Alaíde Costa derrotou o preconceito para se impor na MPB

  Uma heroína. É assim que a carioca...

Racionais – Fim de semana no parque: vinte anos

Algumas obras artísticas mudam a história. Este artigo...
spot_imgspot_img

Casa onde viveu Lélia Gonzalez recebe placa em sua homenagem

Neste sábado (30), a prefeitura do Rio de Janeiro e o Projeto Negro Muro lançam projeto relacionado à cultura da população negra. Imóveis de...

No Maranhão, o Bumba meu boi é brincadeira afro-indígena

O Bumba Meu Boi é uma das expressões culturais populares brasileiras mais conhecidas no território nacional. No Maranhão, esta manifestação cultural ganha grandes proporções...

“O batuque da caixa estremeceu”: Congado e a relação patrimonial

“Tum, tum-tum”, ouçam, na medida em que leem, o som percussivo que acompanha a seguinte canção congadeira: “Ô embala rei, rainha, eu também quero...
-+=