Nigéria reduz para 152 o número de mortos em acidente aéreo

O governo da Nigéria reduziu nesta segunda-feira para 152 o total de ocupantes e, portanto, de mortos do avião acidentado ontem em Lagos, sete a menos do que anunciou inicialmente, segundo um comunicado oficial. O texto detalha que, dos 152, seis faziam parte da tripulação e 146 eram passageiros, 135 deles adultos, cinco crianças e seis bebês.

Ontem, a ministra da Aviação nigeriana, Stella Oduah, informou à imprensa que não tinham conseguido encontrar sobreviventes no avião, que realizava a rota de Abuja, capital da Nigéria, a Lagos, centro financeiro do país. O acidente aconteceu às 15h45 locais (11h45 de Brasília) de domingo, quando o avião, da companhia local DANA Airlines, que iniciou operações em novembro de 2008, se preparava para aterrissar no aeroporto de Lagos.

Aparentemente, o piloto se pôs em contato com a torre de controle do aeroporto de Lagos para informar uma falha em um dos motores quando se encontrava a 22 km da pista e um minuto depois desapareceu do radar.

O avião caiu então sobre a populosa zona de Iju, nos arredores de Lagos, e destruiu vários edifícios, mas até o momento a Agência de Gestão de Emergências Nacionais nigeriana (NEMA), que hoje contínua com os trabalhos de resgate, não pôde precisar quantos residentes de Iju morreram por causa do avião acidentado.

Uma oficial da NEMA, Jemi Olho, afirmou à agência EFE que ontem foram resgatados alguns corpos dos edifícios afetados pelo acidente, sem poder distinguir se eram passageiros ou pessoas que se encontravam no local da queda.

Moradores da área criticaram a demora dos serviços de emergência em chegar ao cenário do acidente, mas a NEMA assegurou que tiveram muitas dificuldades devido ao grande número de curiosos que se aproximaram do lugar.

No entanto, a áera já estava totalmente isolada nesta segunda-feira e contava com a presença de numerosos agentes de segurança, uma medida que pretende facilitar o trabalho das equipes de resgate.

Algumas testemunhas do incidente declararam ao jornal local Punch terem ouvido passageiros e moradores dos edifícios atingidos pedindo auxílio. “Fomos correndo ao lugar depois que o avião caiu, mas não sabíamos o que fazer, porque havia muita fumaça”, contou uma testemunha ao jornal nigeriano.

Por outra parte, espera-se que o presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, que ontem anunciou três dias de luto nacional, visite o local do acidente nesta segunda.

Enquanto isso, o diretor da Autoridade Nigeriana de Aviação Civil (NCAA, sua sigla em inglês), Harold Demuren, anunciou que se iniciaram as investigações para determinar a causa da tragédia.

No entanto, a imprensa local começou hoje a apontar que o avião acidentado tinha tido no passado uma série de “erros preocupantes” desde o momento no qual foi comprado pela companhia americana Alasca Airlines em novembro de 1990 até quando foi vendido à DANA Airlines em fevereiro de 2009.

Segundo o jornal local Vanguard, no último dia 3 de maio um funcionário da companhia nigeriana alertou que o aparelho devia permanecer em terra até que fosse submetido a uma revisão geral, mas a DANA não fez nada a respeito.

Além disso, o avião teve que voltar a terra após decolar em duas ocasiões, nos últimos dias 11 e 25 de maio, mas esta informação não pôde ser confirmada por fontes independentes, assegurou o Vanguard.

 

 

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Um intelectual brasileiro educado para o mando: uma conversa com Milton Santos

Entrevistadoras: Azoilda Loretto da Trindade e Katia Santos* Introdução e...

Cantora africana clareia a pele e abre discussão sobre autoestima de negros

Luciana Pioto "Branco significa puro" argumenta a cantora nigeriana Dencia,...

A palavra herdada dos pais africanos

Quatro volumes dedicados à literatura nacional afrodescendente e oito...

Neil deGrasse Tyson: Sociedade Secular e seus inimigos

Durante um encontro científico intitulado "Sociedade Secular e seus inimigos", em...

para lembrar

Imagens da África: Entre a violência discursiva e a produção de memória

IMAGENS DA ÁFRICA: ENTRE A VIOLÊNCIA DISCURSIVA E A...

O que Africanos acham do Brasil? – Angola e Cabo Verde

Do Facebook de Julia Jolie Entrevista que Julia Jolie fez com os...

Livro reúne produção artística de 13 povos da África

No recém-lançado 'África em Artes', o estudioso Renato Araújo...

União Africana atribui crise a instituições financeiras

Fonte: Lusa Agência de Portugal Luanda, 25 mai (Lusa)...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=