terça-feira, janeiro 26, 2021

Resultados da pesquisa por 'saúde'

COVID19 & Saúde da População Negra

Dos hospitalizados com síndrome respiratória aguda grave, 23,1% são pretos e pardos, podendo a chegar representar 32,8% das vítimas de Covid-19. Já com os brancos, a situação é oposta e o número de mortos é menor que o de hospitalizados. Representam 73,9% dos hospitalizados e 64,5% das vítimas. Mesmo sendo apresentados como minoritários em número de afetados, pretos e pardos tem representado 1 a cada 4 brasileiros internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave(SRAG) e chegam a 1 em cada 3 entre os mortos por COVID19. Isto demostra que a população negra também é neste momento de pandemia a que tem menos acesso aos testes e serviços hospitalares. A precarização, sucateamento, estagnação e desmantelamento do SUS no Brasil vem ocorrendo em larga escala, poderá trazer consequências devastadoras nas vidas de inocentes. Apesar dos esforços de vários profissionais na área da saúde, o que constatamos são trabalhadores relatando falta de insumos, perincipalmente os que exercem funções em laboratórios ...

Leia mais
Comissão ARNS (Divulgação )

Nota Pública #14 – Pela saúde dos mais pobres

Pela saúde dos mais pobres Da Comissão Arns Comissão ARNS (Reprodução/Facebook)   A Comissão Dom Paulo Evaristo Arns de Defesa dos Direitos Humanos – Comissão Arns, atenta e preocupada com a pandemia que nos assola, quer expor a angústia que se apodera de seus 22 membros, inúmeros apoiadores e colaboradores, no que tange aos milhares de desvalidos existentes no país, em razão do abandono histórico ao qual se encontram relegados. Moradores das favelas, cortiços, morros, palafitas, ruas, enfim, os que nada possuem, muitos sequer água para lavar as mãos, encontram-se em uma situação de precariedade e carência que constitui campo fértil para o desenvolvimento do vírus. Assim, a Comissão Arns conclama toda a sociedade para que continue, e intensifique, as ações solidárias, bem como conclama o Poder Público a cumprir com suas obrigações, no sentido de suprir carências sociais acumuladas em razão da sua incúria. Comissão ...

Leia mais
Semana da Visibilidade Trans (Foto: Divulgação)

Semana da Visibilidade Trans apresenta alerta à saúde LGBT

A partir do próximo domingo (26), a ATERR (Associação de Travestis e Transexuais do Estado de Roraima) contará com a ajuda jurídica da DPE (Defensoria Pública do Estado) para informar e ajudar toda população LGBT, na semana da Visibilidade Trans. Por Rafael Pereira, do Observatóriog Semana da Visibilidade Trans (Foto: Divulgação/Imagem retirada do site Observatóriog ) No domingo (26), o primeiro dia da semana de representatividade, contará com uma feijoada das 11h às 16h. Na segunda, alguns filmes das 18h às 22h, seminários e debates sobre ambulatórios para trans e travestis, Política Integral e a função do SUS com a integração. Em resumo, Segundo o site Folha BV, a defensoria pública atuará no último dia, (29), prestando serviços gratuitos das 8h às 12h. Um dos objetivos do evento é centralizar informações sobre a saúde das pessoas transexuais. Além desses outros serviços, também serão ofertados de forma ...

Leia mais
Nathália revela, com toque de humor, que a primeira pessoa a inspirá-la a não gastar menos do que ganha foi Julius, personagem da série americana Todo Mundo Odeia o Chris. (Foto: Divulgação/Acervo Pessoal)

“Meu trabalho é sobre a possibilidade de ter saúde financeira ganhando um salário mínimo”, afirma criadora do Finanças com a Nath

Nathália Rodrigues, criadora de conteúdo e estudante de administração, fala sobre educação financeira, acessibilidade do conteúdo e dá dicas de como controlar o dinheiro Por CATALINA LEITE, do O POVO Nathália revela, com toque de humor, que a primeira pessoa a inspirá-la a não gastar menos do que ganha foi Julius, personagem da série americana Todo Mundo Odeia o Chris. (Foto: Divulgação/Acervo Pessoal) Nathália Rodrigues tem 21 anos e 36,7 mil inscritos no canal do YouTube Finanças com a Nath. No sétimo período da faculdade de Administração e estagiária no departamento financeiro de uma empresa, a universitária fala sobre economia para um público muitas vezes renegado no assunto: aqueles que ganham salário mínimo ou estão desempregados. “Em janeiro de 2019, eu criei o projeto de ensinar tudo que aprendo na faculdade de maneira acessível. Eu via canais falando sobre educação financeira, mas de um jeito que ...

Leia mais
O ator e músico Jaden Smith (Foto: Getty Images)

Filho de Will Smith fala pela primeira vez sobre problemas de saúde e dieta restritiva depois de intervenção da família

Jaden Smith participou de programa de entrevistas da mãe, Jada Pinkett, e disse que as pessoas o abordam na rua oferecendo comida Na Revista Monet O ator e músico Jaden Smith (Foto: Getty Images) Will e Jada Pinkett Smith revelaram em setembro que fizeram uma intervenção para o filho Jaden após ele adotar uma dieta vegetariana muito restritiva. Agora, o rapper de 21 anos finalmente resolveu abrir o jogo sobre seus problemas de saúde. Jaden apareceu nesta semana ao lado de toda a família no episódio mais recente do 'Red Table Talk', do Facebook Watch, apresentado pela mãe, Jada. O clã Smith se reuniu com alguns profissionais para discutir os resultados de um exame. Jaden brincou que seus pais, expressando suas preocupações de maneira tão pública, o deixaram hesitante em participar. "Depois do último episódio, eu ando na rua e as pessoas ficam tipo: 'Oh meu ...

Leia mais
Cerca de 50% dos 1.320 militares do estado afastados por problema de saúde tiveram diagnóstico de estresse pós-traumático / Reprodução

Em Manguinhos, no Rio, 80% dos moradores afirmam ter saúde afetada pela violência

No Repórter SUS – programa produzido em parceria com a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fiocruz (EPSJV/Fiocruz) – desta semana, Leonardo Bueno, pesquisador da Cooperação Social da Presidência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), falou sobre a Cartilha de Prevenção à Violência Armada em Manguinhos. Por Ana Paula Evangelista, do Repórter SUS no Brasil de Fato Cerca de 50% dos 1.320 militares do estado afastados por problema de saúde tiveram diagnóstico de estresse pós-traumático (Imagem: Reprodução/Freepik e Vecteezy)     O ser humano não foi feito para viver o que a gente vive na PM do Rio O material elaborado pela Fundação é destinado ao uso do moradores e profissionais do território, na zona norte do Rio de Janeiro, e aborda o impacto da violência armada na saúde física e mental da população que vive e frequenta a região. Uma das orientações da cartilha ...

Leia mais
Parada do Orgulho Gay em Berlim em 2017; projeto de lei propõe a proibição à "terapia de conversão" no país — Foto: REUTERS/Fabrizio Bensch

Ministério da Saúde da Alemanha quer proibir ‘terapia de conversão’ de gays

A proposta é punir os responsáveis pela 'terapia de conversão' com menores de idade; pena pode ser até um ano na prisão. Do G1 Parada do Orgulho Gay em Berlim em 2017; projeto de lei propõe a proibição à "terapia de conversão" no país — Foto: REUTERS/Fabrizio Bensch O Ministério da Saúde da Alemanha protocolou um projeto de lei para proibir a “terapia de conversão” para menores de idade neta segunda-feira (4). Há um movimento global para terminar com essas práticas, cujo propósito é mudar a orientação sexual ou de gênero das pessoas. O texto foi proposto pelo parlamentar Jens Spahn, que é gay. A proposta é punir os responsáveis pela “terapia de conversão” com menores de idade, ou por coação, ou por ludibriar ou ameaçar maiores de 18 a fazerem esses procedimentos. A pena pode ser de até um ano na cadeia. Fazer propaganda ou ...

Leia mais
Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba)r (Foto: Elói Corrêa/GOVBr)

Desigualdade racial no Brasil se expressa também no acesso à saúde

Política pública de 2009 para combate à discriminação no setor ainda carece de adesão da maioria dos municípios Mayara Paixão, do Brasil de Fato Dez anos após implementação da Política Nacional de Saúde da População Negra, somente 57 municípios do país a implantaram - Créditos: Elói Corrêa/GOVBA Dez anos após implementação da Política Nacional de Saúde da População Negra, somente 57 municípios do país a implantaram / Elói Corrêa/GOVBA A data de 27 de outubro marca o Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra. A ocasião propõe refletir e agir sobre as desigualdades raciais existentes no sistema de saúde brasileiro. Dados do Ministério da Saúde mostram que negras e negros, maior parcela da população, são os mais afetados por doenças como a anemia falciforme, hipertensão arterial e diabetes mellitus tipo 2. Neste último caso, a incidência da doença em homens negros é 9% maior do ...

Leia mais
GT Racismo e Saúde da Abrasco reunido durante o 8º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, em João Pessoa. (Foto: Imagem retirada do site Abrasco)

As discussões do GT Racismo e Saúde no 8º CBCSHS

Para o 8º Congresso de Ciências Sociais e Humanas em Saúde – 8º CBCSHS, o Grupo Temático Racismo e Saúde da Abrasco decidiu discutir com os congressistas dois temas (1) inclusão da temática étnico racial nos currículos e na formação em saúde coletiva e (2) as iniquidades em saúde. “Na discussão do currículo/formação estamos identificando que Cursos e Programas de Saúde Coletiva estão implementando ações afirmativas e para isso basta responder ao questionário albergado neste link ” informa Luís Eduardo Batista, pesquisador do Núcleo de Serviços e Sistemas de Saúde do Instituto de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, em São Paulo e coordenador do GT Racismo e Saúde da Abrasco. Trilhando um caminho metodológico inovador, a Comissão científica do 8º CBCSHS abriu chamada para criação de grupos temáticos especiais, durante a construção ao 8º Congresso, onde seriam avaliadas propostas de grupos de pesquisa, movimentos sociais, coletivos e indivíduos ...

Leia mais
"Cuidar de mim mesma não é autoindulgência. É autopreservação, um ato de luta política", disse a escritora Audre Lorde ao falar pela primeira vez sobre autocuidado, em 1988 Foto: Arte de Paula Cruz

Autocuidado é prática crescente entre mulheres negras, para driblar violência e falta de acesso a sistemas de saúde

Iniciativas como Clube das Pretas e Ateliê Casa Vênus incentivam atenção especial ao corpo e à mente de quem, por não ser branca, está mais exposta a problemas físicos e sociais Por Amanda Pinheiro, do O Globo "Cuidar de mim mesma não é autoindulgência. É autopreservação, um ato de luta política", disse a escritora Audre Lorde ao falar pela primeira vez sobre autocuidado, em 1988 (Foto: Arte de Paula Cruz) A palavra "autocuidado" tem feito cada vez mais parte do dia a dia de mulheres — sobretudo as negras. Para não adoecer por conta do racismo e de estereótipos naturalizados como “mulheres negras são fortes”, elas entenderam a necessidade de reservar um tempo para o cuidado emocional, físico e mental, principalmente para continuar na militância. A urgência por essa preservação tem como um dos pontos de partida a violência. Estima-se que 66% de todas as mulheres ...

Leia mais

Consumo regular de frutas e hortaliças é menor na população negra, diz Ministério da Saúde

Pesquisa da pasta entrevistou, por telefone, 50 mil pessoas em todas as capitais do país. Dados mostram que menos de 1/3 da população consome frutas e hortaliças na frequência recomendada pela OMS. Por Patrícia Figueiredo, G1 Pesquisa aponta que menos de 1/3 da população consome frutas e hortaliças na frequência ideal. — Foto: Ja Ma/Unsplash O consumo regular de frutas e hortaliças é 33% menor na população negra em relação à branca. Enquanto 39% dos brancos consomem esses alimentos pelo menos cinco dias da semana, o percentual é de apenas 29% na população negra. O baixo consumo de alimentos in natura é um fator de risco para diversas doenças crônicas, segundo o Ministério da Saúde. O dado é da pesquisa Vigitel 2018 - População Negra, que analisou hábitos da população em 26 capitais e no Distrito Federal no ano passado, por meio de entrevistas telefônicas. "Essa ...

Leia mais

Redes de saúde terão 24h para notificar casos de violência contra a mulher

Lei já obrigava notificação, mas não estipulava prazo. Projeto foi aprovado pela Câmara e Senado e segue para sanção presidencial. Por Andréa Martinelli, Do HuffPost Brasil No Brasil, a taxa de assassinato de mulheres negras cresceu quase 30%, enquanto a de mulheres não negras subiu 4,5%. (Foto: GETTY IMAGES) Profissionais da rede pública e privada de saúde terão prazo de 24h para notificar a polícia em casos de violência contra a mulher ou até indícios deste tipo de crime, determinou a Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (12). Projeto já passou pelo Senado e agora segue para sanção presidencial. A proposta tem a intenção de evitar que casos de violência contra a mulher sejam subnotificados. A lei já obrigava a notificação, mas não versava sobre indícios da violência ― além da agressão física, por exemplo ― e não estipulava prazo. Na tribuna, a relatora da proposta, deputada ...

Leia mais
Foto: Lissandra Pedreira/Dvulgação

Terreiro em Salvador oferece oficinas de estética afro e saúde sexual

Eventos serão nos dias 9 e 13 de setembro, no terreiro Unzó Maiala, localizado no bairro do Garcia. No G1 Unzó Maiala abre inscrições para oficinas voltadas à saúde sexual e beleza das mulheres negras — Foto: Lissandra Pedreira/Dvulgação O terreiro Unzó Maiala, que fica no bairro do Garcia, em Salvador, oferece oficinas de estética afro, com aulas de turbante e maquiagem, e sobre saúde reprodutiva, para mulheres negras, no dia 9 de setembro, a partir das 18h. A ação faz parte do projeto 'Matriarcalidade: O poder das Yabás e a força geradora da vida', para construir espaços de informação e discussão com mulheres negras da periferia de Salvador. As oficinas serão com as filhas de santo da casa, e fazem parte da programação do primeiro ciclo do projeto dedicado a Oxum. Não é necessário se inscrever para participar dessas oficinas. Já no dia 13 de ...

Leia mais
AdobeStock

Como a violência doméstica impacta a saúde mental

Quadros de ansiedade e depressão são comuns em mulheres que sofrem abusos contínuos. Baixa autoestima também costuma estar associada Por ÉRICA MONTENEGRO, do Metrópoles AdobeStock/Geledés  A violência doméstica provoca sérias consequências psicológicas nas vítimas. Mulheres que sofreram abusos contínuos podem desenvolver quadros de ansiedade e depressão. O medo de uma agressão física ou de uma situação de confronto costuma deixá-las em um estado de estresse constante ou em uma permanente apatia. “A violência física costuma estar acompanhada de uma violência psicológica sistemática, e isso pode provocar um adoecimento mental”, afirma Izis Morais Lopes dos Reis, doutora em antropologia e servidora do Ministério Público do Distrito Federal, que coordena um grupo de acolhimento às vítimas no Recanto das Emas. “As mulheres ficam com um receio permanente de que algo que elas façam desencadeie uma reação agressiva do parceiro, isso gera muito estresse”, completa. Responsável pelo acolhimento das ...

Leia mais
Iñapari (Peru) Haitinanos vivem em condiçoes precarias, falta  agua, energia eletrica, pessimas condiçoes de higiene, dormem em alojamentos amontoados,eles nao estao em condiçoes legais, ajuda vem de alguns moradores de Assis Brasil, que atravessam a fronteira, levam agua, e alguns matimentos .

Em PE, política de saúde da população negra contribui para o combate ao racismo

Poucos municípios pernambucanos implementam a política atualmente; desmonte do SUS compromete continuidade do programa Por Marcos Barbosa, do Brasil de Fato O racismo institucional é um dificultador na assistência à saúde da população (Foto: Marcello Casal Jr/Arquivo/Agência Brasil) Instituída em 13 de maio de 2009, por meio da portaria nº 992 do Ministério da Saúde, a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra tem o objetivo de promover a saúde dessa população, priorizando a redução das desigualdades étnico-raciais, o combate ao racismo e a discriminação nas instituições e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Dez anos após sua instituição, a política tem contribuído efetivar o direito à saúde das pessoas negras, mas ainda enfrenta dificuldade para implementação nos municípios. Em março de 2012, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES) criou a Coordenação de Atenção à Saúde da População Negra. Em Pernambuco, aproximadamente ...

Leia mais
FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER

Mulheres indígenas ocupam prédio do Ministério da Saúde

Protesto faz parte da primeira edição da Marcha das Mulheres Indígenas, que inaugura semana de manifestações em Brasília Por GIOVANNA GALVANI, da Carta Capital FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER Na manhã desta segunda-feira 12, manifestantes que participam da 1ª Marcha das Mulheres Indígenas, em Brasília, ocuparam parte do prédio do Ministério da Saúde em Brasília, na Explanada dos Ministérios. De acordo com informações do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), a reivindicação é “em defesa do subsistema de saúde indígena”, amparado pela SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena). Mulheres indígenas ocupam o Ministério da Saúde! A luta é em defesa do subsistema de saúde indígena. Atividade faz parte da 1ª Marcha das Mulheres Indígenas em Brasília. Vídeo: Kamikia Kisedje #marchadasmulheresindigenas #nenhumagotaamais pic.twitter.com/mptAru5FoI — Cimi (@ciminacional) August 12, 2019 Dentro e fora do prédio, os indígenas cantavam e diziam motivações para a manifestação, que tem a saída da atual secretária Silvia Waiãpi, ...

Leia mais
(Foto: Getty Images)

A radiação da tecnologia 5G faz mal à saúde?

A quinta geração de internet móvel, 5G, que entrou em operação recentemente em algumas cidades do Reino Unido, tem gerado questionamentos sobre eventuais riscos da radiação à saúde. Por Reality Check team, da BBC A tecnologia 5G ainda está em fase de testes no Brasil (Foto: Getty Images) A nova tecnologia - que funciona desde abril na Coreia do Sul e em algumas partes dos Estados Unidos - ainda está em fase de testes no Brasil, onde deve estar disponível por volta de 2023. Mas será que essas preocupações em relação à saúde têm fundamento? O que tem de diferente no 5G? Assim como as tecnologias móveis anteriores, as redes 5G dependem de sinais transportados por ondas de rádio - parte do espectro eletromagnético - transmitidas entre uma antena e o seu telefone celular. Estamos cercados o tempo todo de radiação eletromagnética - provenientes de sinais de ...

Leia mais

Preconceito com menstruação ameaça trabalho e saúde de mulheres na Índia

Medicamentos perigosos e cirurgia para remoção do útero estão entre os riscos a que indianas são expostas DA Revista Gelileu  MULHERES NA ÍNDIA AINDA SOFREM COM TABUS LIGADOS À MENSTRUAÇÃO. (FOTO: SYLVESTER DSOUZA/UNSPLASH) O filme Absorvendo o Tabu, que ganhou o Oscar de Melhor Documentário Curta-Metragem neste ano, mostrou como mulheres indianas lutam para superar preconceitos ligados à menstruação. Por lá, são muitas as mulheres - jovens e adultas - que sequer têm acesso a absorventes. Várias deixam de estudar e trabalhar por causa de um simples processo biológico de seus corpos. Uma reportagem da BBC publicada nesta segunda-feira (8) traz mais detalhes dessa dura realidade. Segundo o jornal britânico, em um estado do oeste da Índia, centenas de mulheres estão passando por cirurgia para retirar o útero. O motivo? Conseguir trabalho na colheita de cana-de-açúcar. A região é uma espécie de “cinturão da cana” no país, e todo ...

Leia mais
Foto: Nappy

Ministério da Saúde reconhece legitimidade do uso do termo ‘violência obstétrica’

Reconhecimento aconteceu após recomendação do MPF, depois de a pasta assinar um despacho pedindo que a expressão fosse evitada e, possivelmente, abolida em documentos de políticas públicas. Do G1  Após recomendação do MPF, Ministério da Saúde reconhece legitimidade do uso do termo 'violência obstétrica' — Foto: Diana Yukari/G1   Após recomendação do Ministério Público Federal, o Ministério da Saúde (MS) reconheceu, através de um ofício enviado na sexta-feira (7), o direito legítimo de as mulheres usarem o termo "violência obstétrica" para retratar maus tratos, desrespeito e abusos no momento do parto. Embora o termo não apareça nem uma única vez no documento, texto afirma que "o MS reconhece o direito legítimo das mulheres em usar o termo que melhor represente suas experiências vivenciadas em situações de atenção ao parto e nascimento que configurem maus tratos, desrespeito, abusos e uso de práticas não baseadas em evidências científicas, assim ...

Leia mais

Saúde e segurança do trabalhador

por Maciana de Freitas e Souza para o Portal Geledés A Convenção 155 da Organização Internacional do Trabalho – OIT, ratificada pelo Brasil em 1992 e publicada através do Decreto Legislativo nº 02/1994 , prevê como obrigação dos países signatários da qual o Brasil faz parte, formular uma política nacional de segurança e saúde dos trabalhadores, com o objetivo de prevenir os acidentes e os danos à saúde que forem consequência do trabalho, ou se apresentarem durante o trabalho. Números oficiais do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho do MPT apontam a ocorrência de mais de 2.022 mortes acidentárias notificadas no Brasil em 2018. A implantação de segurança e saúde no trabalho e a respectiva conformidade com as exigências estabelecidas pela legislação é responsabilidade e dever do empregador. Entretanto, é importante salientar que as recentes declarações do presidente em seu twitter sugere a extinção de 90% das normas ...

Leia mais
Página 2 de 389 1 2 3 389

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist