Parada do Orgulho LGBT+ acontece em SP no próximo domingo e terá FlashMob e recursos de acessibilidade

Enviado por / FonteDo G1

Concentração começa às 10h na Avenida Paulista. Dezenove trios vão desfilar nesta edição, que terá participação de Pabllo Vittar, Pocah, Daniela Mercury, Paulete Pink e Majur, e Thiago Pentaleão.

A 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo acontece no próximo domingo (11), com participação de artistas veteranos, como Pabllo Vittar, Pocah, Daniela Mercury, Paulete Pink e Majur, e novatos, como Thiago Pentaleão.

Neste ano, 19 trios elétricos desfilarão no tradicional trajeto da Avenida Paulista até a Praça Roosevelt, no Centro da capital, a partir das 10h(Confira programação abaixo).

Duas novidades importantes na 27ª Parada são a acessibilidade ao evento e a organização de um FlashMob.

A Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência está auxiliando na preparação de uma área elevada para que pessoas com mobilidade reduzida e cadeirantes possam descansar. Também haverá o cordeamento para que esse público possa curtir a marcha até o ponto final do percurso.

Um FlashMob será realizado em homenagem à artista Kaká Di Polly, ícone das drag queens que faleceu em janeiro deste ano. De forma simbólica, drags se deitarão na Avenida Paulista, em frente ao primeiro carro do desfile, para um registro fotográfico.

Assim como na última edição, o tema desta Parada está relacionado à luta pela garantia de direitos para a população LGBTQIAP+, especialmente na área de assistência social: “Queremos políticas sociais para LGBT+ por inteiro e não pela metade”.

Tema da 27ª Parada LGBT+ de São Paulo (Foto: Divulgação/APOLGBT-SP)

Segundo o manifesto da 27ª Parada, divulgado pela APOLGBT-SP — associação responsável pela organização do evento em São Paulo—, as políticas públicas brasileiras não possuem um olhar voltado para a comunidade LGBTQIAP+ e o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) se mostra fragilizado quando se trata dessa parcela da população.

“Chegou a hora de a Parada ser um instrumento para evidenciar os diversos dilemas vividos pela população LGBT+ que se encontra em situação de rua, com a falta de moradia e empregos, pobreza e exclusão social. É necessário discutir temas evidenciados na política de assistência social que possam gerar respostas e soluções para os problemas que estamos enfrentando”, diz o manifesto.

Ordem dos trios elétricos

  1. Organizações de Parada do Orgulho LGBT+ do Brasil
  2. Famílias LGBT+
  3. Prefeitura I — Artista: Aristela
  4. Prefeitura II — Artista: Megam Scott
  5. Prefeitura III — Artista: Márcia Pantera
  6. HIV/Aids — Artistas: Xênia Star, Luh Marinatti, Lorran Ciriaco
  7. Pessoas aliadas — Artista: Filipe Catto
  8. Rede de orgulho — Artista: Kauan Russell
  9. Patrocinadores — Artistas: Brunelli, Juan Nym, Dj Zuba
  10. Lésbicas — Artistas: Ana Dutra e Laura Finochiaro
  11. Patrocinador — Artistas: Pabllo Vittar, Salete Campari, Dj Transalien
  12. Gays — Artistas: Fiakra, Tiago Cardoso, Gustavo Vianna e Douglas Penido
  13. Patrocinador: — Artistas: Daniela Mercury, Agrada Gregos e Paulete Pink
  14. Bi+ — Artistas: PC e Litta
  15. Patrocinador — Artistas: Majur, Thiago Pantaleão e Cris Negrini
  16. Travesti/Trans — Artistas: Boombeat, Lorenzo Zimon e Nick Cruz
  17. Patrocinador — Artistas: Urias, Grag Queen, Minhoqueens e Mama Darling
  18. Patrocinador — Artistas: Pocah, WD, DJ Heey Cat e Batekoo
  19. Diretoria da APOLGBT-SP — Artistas: Bixarte, Luana Hansen e Tico Malagueta

+ sobre o tema

Pastor colocou placa indicando a morte de gays na porta de igreja na Bahia

Responsável pela igreja Templo Batista Bíblico Salém, no distrito...

Travestis são espancadas no RJ e caso gera revolta

Agredida a pauladas e chutes, travesti perde a consciência...

Agressão a homossexuais: SP tem 25 denúncias por mês

Em seis meses, foram 153 ligações ao Disque 100...

A brilhante resposta do pai do primeiro garoto propaganda da Maybelline a um blogueiro homofóbico

Recentemente, Manny Gutierrez, de 25 anos, foi escolhido para...

para lembrar

Saracura Vai-Vai luta por memória negra no metrô e museu no Bixiga

Não dá para escavar lugares de fundamentos (religiosos), sem...

Parada LGBT do Rio irá às ruas contra retrocesso em direitos

“O amor, a cidadania e a luta LGBTI+ jamais...

Fome e crise estão abrindo ‘hiperperiferias’ em São Paulo

Todo destino é incerto na Terra de Deus. Onde...
spot_imgspot_img

População em situação de rua aumenta 17 vezes em São Paulo

Entre dezembro de 2012 e dezembro de 2023, o número de pessoas que vivem nas ruas da capital São Paulo aumentou 16,8 vezes, passando...

Capoeiristas farão censo para mapear grupos na capital paulista

O Fórum da Capoeira do Município de São Paulo e o Instituto Caifazes Ação Social vão fazer uma pesquisa censitária na capital paulista para mapear os...

Bloco em homenagem a Marielle Franco vai abrir o carnaval de SP

O carnaval de rua de São Paulo começará, na sexta-feira (9/2), com a saída do Bloco Afro Ilu Obá De Min, que comandará o...
-+=