Polícia cria Delegacia de Crimes Raciais no Rio de Janeiro

Nome do delegado titular ainda será definido. Determinação foi publicada em Diário Oficial nesta sexta-feira (24).

Do G1 

A Polícia Civil terá uma Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). A determinação é do interventor federal na Segurança do Estado, o General Walter Braga Netto, e foi publicada em Diário Oficial nesta sexta-feira (24).

O nome do titular da delegacia ainda será definido entre a Secretaria de Segurança e o chefe do Departamento Geral de Polícia Especializada, Marcus Vinícius Braga.

Segundo ele, é necessário considerar neste momento:

  • As políticas públicas efetivadas pela União e pelo Estado do Rio de Janeiro para o enfrentamento de casos de racismo, xenofobia, intolerância religiosa e demais formas de discriminação;
  • A necessidade de propiciar à sociedade uma Unidade de Polícia Administrativa e Judiciária própria para investigar ocorrências, nos casos de crimes raciais e delitos de intolerância;
  • A intenção do Governo do Estado do Rio de Janeiro de inserir no Programa “Delegacia Legal” todas as Unidades de Polícia Administrativa e Judiciária do Estado do Rio de Janeiro.

Casos de racismo no Rio

Atriz e jornalista foram alvo de comentários racistas no ano passado (Foto: Montagem / G1)

Vários casos de injúria racial e racismo foram parar em delegacias do Rio de Janeiro, principalmente a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), para investigar crimes cometidos com a ajuda da internet. Denúncias foram feitas por Taís Araújo, MC Carol, a jornalista Maju Coutinho, entre outros.

Em 2018, uma denúncia de racismo nos Jogos Jurídicos do Rio, que teria sido cometido por alunos da PUC-Rio, começou a ser investigado em Petrópolis. No dia 10 de agosto, o MP pediu prorrogação de 90 dias para conclusão do inquérito.

+ sobre o tema

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas...

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem...

Candidatos do Rio Grande do Sul terão isenção no Enem

O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou que todos...

Liberdade para Ensinar e Aprender: Pesquisa Nacional Analisa Violências Sofridas por Educadores/as no Brasil

O Observatório Nacional da Violência contra Educadoras/es (ONVE), sediado...

para lembrar

Gari defende TCC na Paraíba sobre ‘invisibilidade’ da profissão: ‘Ser a voz de tantos’

Gari concursado Ednilson Silva, de 31 anos, apresentou trabalho...

CE quer discutir polêmicas sobre livros didáticos com ministro da Educação

As críticas à politização de livros didáticos e à...

Liberdade para Ensinar e Aprender: Pesquisa Nacional Analisa Violências Sofridas por Educadores/as no Brasil

O Observatório Nacional da Violência contra Educadoras/es (ONVE), sediado...

Novo Enem – adesão dos Institutos Federais – atualizado em 15/10/2009

Região Sul Fonte: Enem  Universidade Federal de Pelotas - (UFPEL): adotará...
spot_imgspot_img

FGV e Fundação Itaú oferecem bolsas de mestrado em comunicação digital e cultura de dados

A FGV-ECMI (Escola de Comunicação, Mídia e Informação da Fundação Getúlio Vargas) vai oferecer 30 bolsas integrais para o mestrado em comunicação digital e...

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas cívico-militares na rede estadual e municipal de ensino foi aprovada na noite desta terça-feira (21) na...

Educação domiciliar e seus impactos para a convivência democrática

A educação domiciliar, também conhecida internacionalmente como homeschooling, tem sido objeto de debate em diversos contextos nacionais e internacionais, mobilizando famílias, a sociedade e...
-+=