Primeira usina solar que transforma água do oceano em água potável está no Quênia

Um relatório recente disponibilizado pela UNICEF e pela Organização Mundial da Saúde, afirma que mais de 2 bilhões de pessoas no planeta não possuem água potável.

Por Lucas Mendes, Do Revista Carpe Diem

Homem- idoso negro, careca vestindo camiseta cinza- em pé sorrindo com uma caneca rosa na mão direita
(Foto: Imagem retirada do site Revista Carpe Diem)

A grande maioria, cerca de 80% dessas pessoas moram em áreas rurais onde não há qualquer infraestrutura básica para ter acesso à água.

Procurando ajudar essea pessoas, a ONG GivePower decidiu instalar a primeira usina de dessalinização de água solar. Ela foi instalada ao longo das costas da cidade de Kiunga, no Quênia. Com sistemas avançados de filtragem, consegue converter a água do oceano em água potável.

Para ser construída, a fábrica necessitou de um investimento de 500 mil dólares e informou que entregaria o projeto em apenas 1 mês. Graças a essa nova máquina, é possível produzir até 50 mil litros de água potável diariamente.

Com todo o sucesso feito, a GivePower está levantando fundos para que seja possível construir outras em áreas que sofrem com a falta de água e períodos prolongados de seca, de modo a levar água potável para mais e mais pessoas.

As usinas de dessalinização normais costumam requerer muita energia e o seu valor altíssimo torna impossível a sua construção em áreas onde não há conexões com rede elétrica.

A GivePower com usa brilhante ideia, projetou então a Solar Water Form, a primeira usina dessalinização de água que funciona graças aos painéis fotovoltaicos que produzem energia e que usam baterias Tesla para armazenar essa energia.

“Quero fornecer água para um bilhão de pessoas nos países em desenvolvimento”, disse Hayes Barnard, presidente da GivePower. “A cada 90 segundos, uma criança morre de doenças transmitidas pela água. É realmente um grande problema”.

Fonte indicada e adaptada: GreenMe

+ sobre o tema

Nelson Mandela recebe homenagem na Caixa Cultural Salvador

O ex-líder sul-africano, Nelson Mandela (1918 - 2013), recebe homenagem...

Funeral da bisneta de Mandela

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 91 anos, esteve...

Amílcar Cabral líder africano

Afonso Van-Dúnem “Mbinda” considerou Amílcar Cabral um “ícone do...

O longo caminho para a liberdade

Aqui estou, não como um profeta mas como um...

para lembrar

Especialistas alemães criam protetor solar para africanos albinos

Devido a um problema de pigmentação, africanos com...

Imigrantes: Brancos britânicos deixam de ser maioria em Londres pela primeira vez

A população de imigrantes saltou para três milhões em...

Strauss: ‘Os conflitos africanos estão em declínio”‘

    Os eventos recentes no Mali, na República Central Africana,...

Lula: Desenvolvimento da África integra solução da crise mundial

O desenvolvimento do continente africano, com mais infraestrutura,...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Não há desenvolvimento sustentável sem enfrentar o racismo

Em 18 de setembro, às 9h (horário de Nova York), Geledés – Instituto da Mulher Negra realiza o evento “Não há desenvolvimento sustentável sem...
-+=