Silvio Almeida: “Quem quer civilizar o Brasil não pode temer o poder. Temos de nos livrar dessa alma de senhor de escravo”

Enviado por / FonteEl Pais, por Felipe Betim

Silvio Luiz de Almeida (São Paulo, 1976) é um dos principais pensadores brasileiros da atualidade. Além de filósofo, advogado tributarista e professor universitário, com especializações em Direito Político e Econômico e Teoria Geral do Direito, Almeida estuda as relações raciais no Brasil e publicou, no ano passado, o livro Racismo estrutural (Editora Polén). Em entrevista ao EL PAÍS, opina que o presidente Jair Bolsonaro é um “sintoma da derrota do Brasil”, um país que ficou “apático em torno de 100.000 mortes” pelo novo coronavírus porque “já se acostumou com a morte, principalmente de trabalhadores e de pessoas negras”.

Apesar de ter assinado o pedido de impeachment apresentado pela Coalizão Negra por Direitos na última semana, vê poucas chances da iniciativa prosperar. “Qualquer projeto político que queira mudar esse cenário vai ter que pensar na valorização da vida e necessariamente entrar em conflito com as pessoas que desvalorizam a vida”, argumenta. Questionado sobre a sentença da juíza do Paraná que fala em “raça” para justificar a condenação de um réu negro, diz que seu pedido de desculpas é irrelevante. O importante, afirma, é que a decisão seja anulada. “É absolutamente inaceitável do ponto vista técnico jurídico que uma decisão venha sustentada na condição racial do sentenciado”.

Continue lendo aqui

+ sobre o tema

Dilma critica “viúvos da estagnação”

Por: SIMONE IGLESIAS e LARISSA GUIMARÃES   Em discurso...

Você concorda? Receber presentes caros de empregadora mais velha não comprova estelionato

Por Maria Augusta Carvalho “A mulher não pode mais ser tratada,...

Preciso comprar sapatos – Por Fernanda Pompeu

Com tanta oferta de calçados - genéricos, de...

para lembrar

Pelo 14º ano, Brasil é país que mais mata pessoas trans; foram 131 em 2022

Moradora de Perus, na zona noroeste de São Paulo,...

Ministério dos Direitos Humanos cria instância para discutir escravidão

O Ministério dos Direitos Humanos criou uma instância especial...

Peritos da ONU acatam recomendações de relatório de Geledés sobre tortura

Hoje foi o primeiro dia de sabatina do Estado brasileiro diante do Comitê Contra a Tortura das Nações Unidas, em Genebra, e já se...

Ministério dos Direitos Humanos cria instância para discutir escravidão

O Ministério dos Direitos Humanos criou uma instância especial dedicada à discussão sobre a escravidão e o tráfico transatlântico de africanos, com o intuito...

Pelo 14º ano, Brasil é país que mais mata pessoas trans; foram 131 em 2022

Moradora de Perus, na zona noroeste de São Paulo, Priscila Santos, 29, conhecida como Priscila Diva, saiu de casa sem celular e documentos no fim...
-+=