sexta-feira, abril 16, 2021

Tag: africanidades

CyberQuilombo: curso on-line forma oficineiros em Africanidades

O CyberQuilombo, um projeto do labExperimental – está com inscrições abertas para sua nova turma da formação on-line que mescla cultura digital e africanidades.   Do Periferia em Movimento    O curso é destinado a interessados em desenvolver habilidades de arte-educação, educomunicação e processos colaborativos no tema “Africanidades”, em conjunto com adolescentes, jovens e adultos em escolas e centros culturais.   As vídeo-oficinas foram produzidas com o objetivo de contribuir com o processo de criação de conteúdo sobre a temática afro, a fim de que as mesmas possam ser utilizadas  para estudos online por ativistas, estudiosos e curiosos em geral, e principalmente por professores do ensino básico interessados em aplicar a lei 10.639/03, que define que a temática afrobrasileira é obrigatória nos currículos dos ensinos fundamental e médio.   Historiadora e integrante do Grupo Kilombagem, Bergman de Paula fala sobre mulher negra e feminismo no vídeo abaixo: Já sobre a ...

Leia mais

Africanidades e Relações Raciais por Cidinha da Silva

Três propostas de políticas públicas para o setor do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil, na perspectiva de enfrentamento do racismo institucional e construção de espaço saudável para os temas de africanidades e relações raciais No ano de 2014 organizamos a obra Africanidades e relações raciais, insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil, um alentado diagnóstico sociocultural do setor, na perspectiva de africanidades e relações raciais. O livro foi realizado a partir do pensamento de 48 mulheres e homens, a maioria, negros e jovens. Consideramos os desafios da encruzilhada do enfrentamento ao racismo institucional e a formação do leitor-literário. Por Cidinha Da Silva via Guest Post para o Portal Geledés A obra teve lançamentos e rodas de conversa em São Paulo, Belo Horizonte e Salvador, abrindo interlocução com os Planos Municipais do Livro e Leitura (PMLL) em processo de elaboração por todo o ...

Leia mais
Escritora Cidinha da Silva (Foto: Elaine Campos)

Africanidades e relações raciais: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil

Africanidades e relações raciais: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil Pedro Henrique Souza da Silva* via Guest Post para o Portal Geledés Em tempos de recrudescimento do racismo –  vide a situação de Ferguson nos Estados Unidos, ou ainda os recorrentes casos brasileiros –, o devir do afrodescendente se torna algo obscuro e incerto. Ao negro ainda são impostas determinadas posições sociais que, via de regra, não escapam das páginas policiais, ou a personificação da luxúria (por parte da negra, mulata) e da virilidade (homem negro). De certo, muito ainda há que se fazer até que tal condição – imposição – seja superada, contudo da parte dos oprimidos são criadas táticas de resistência que buscam marcar uma episteme negra-ancestral frente aos constantes silenciamen-tos provenientes do discurso hege-mônico. É nessa posição de embate que podemos enquadrar a escritora afro-brasileira Cidinha da Silva, mineira, autora de diversos ...

Leia mais
Foto: Marta Azevedo

Atestado de africanidade

Análise do DNA mitocondrial revela origem que povo negro brasileiro não teve chance de conhecer: ‘Sou 100% balanta’ Por Flávia Oliveira, O Globo Foto: Marta Azevedo Das lacunas impostas às narrativas sobre a formação do povo brasileiro é particularmente cruel o desconhecimento da população negra sobre a própria ancestralidade. O cotidiano nacional é pontuado das receitas suculentas da nonna do amigo de infância. Natural ouvir falar da devoção a um santo católico da bisavó espanhola. Multiplicam-se as referências à disciplina herdada de antepassados alemães. Inveja-se, vá lá, o passaporte europeu viabilizado pela ascendência lusitana. Da africanidade, emerge o silêncio constrangedor. Aprendemos que negros escravizados puseram de pé o país, influenciaram a culinária, deixaram marcas na religiosidade, foram preponderantes na cultura. É legado tão rico quanto indeterminado. A origem negra, não raro, se apresenta pela pigmentação da pele. E só. Gerações seguidas de afro-brasileiros cresceram sem fazer ideia ...

Leia mais

Política do livro e leitura: africanidades e relações raciais

Programa No mês em que a cidade de São Paulo deve apresentar e discutir uma primeira versão do documento-base do Plano Municipal do Livro, da Leitura, da Literatura e das Bibliotecas de São Paulo (PMLLLB/SP), a Fundação Cultural Palmares lança o livro “AFRICANIDADES E RELAÇÕES RACIAIS: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil” que propõe um diálogo com os planos nacional, estaduais e municipais. No Sesc  A obra apresenta um diagnóstico da realidade sociocultural do setor do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (LLLB), pelas dimensões de raça e africanidades, a partir do pensamento de 48 mulheres e homens, predominantemente negros e jovens, 23 moradores de São Paulo, considerando os desafios da encruzilhada do combate ao racismo e da formação do leitor-literário. Tendo em vista os objetivos do PMLLLB de estabelecer políticas públicas participativas para acesso ao livro, à leitura, à literatura e às ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist