‘The Guardian’: Problema da elite brasileira é explicar porquê papai está na cadeia

Jornal britânico fala sobre artigo de revista brasileira que provocou indignação nas redes

O jornal britânico The Guardian publicou nesta quarta-feira (21) uma matéria analisando a reportagem da revista brasileira Poder, da jornalista Joyce Pascowitch, sobre o impacto psicológico de escândalos de corrupção sobre os filhos dos pais encarcerados. Nesta terça-feira (20), o texto viralizou de forma negativa, causando indignação nas redes, e virou, inclusive, motivo de chacota.

Fonte: Jornal do Brasil

O Guardian ressalta que em um país onde grande parte da classe política está envolvida em casos de corrupção, os leitores brasileiros têm se acostumado com as manchetes sobre a prisão de políticos e empresários poderosos. Mas, continua o jornal britânico, uma revista para e sobre “pessoas influentes” provocou repulsa com um artigo em sua última edição, intitulado: “O que dizer às crianças quando os pais são levados pela Polícia Federal.”

A manchete rapidamente ganhou as redes em um país que tem sofrido por quase três anos uma gigantesca investigação de corrupção envolvendo políticos, executivos e intermediários de contratos ilícitos com a Petrobras, descreve o jornal, lembrando que entre centenas de ricos e poderosos presos na Operação Lava Jato estão o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e Marcelo Odebrecht, ex-presidente de uma das empresas mais poderosas do Brasil.

Na edição de dezembro, a revista Poder pediu a um psiquiatra conselhos sobre como lidar com crianças cujos pais haviam sido presos.

A editora da revista, Joyce Pascowitch, saudou a exposição da publicação, cuja tiragem é de apenas 30 mil exemplaresmensais. “Para nós foi excelente!”, disse Pascowitch ao The Guardian. Em um sinal de como o escândalo afetou a sociedade brasileira, um parente distante da editora, Milton Pascowitch, foi um dos intermediários presos que está colaborando com a investigação e agora usa uma tornozeleira eletrônica. Fabio Dutra, um dos editores da revista, disse que os agentes da Polícia Federal também enviaram o artigo para seus grupos do WhatsApp.

A ideia foi sugerida por um dos anunciantes da Poder, cujas crianças estudam em uma cara escola privada onde os pais de outros estudantes foram presos na investigação. Um garoto ganhou 10 quilos em um mês e ficou deprimido, argumentou Dutra.

Na reportagem em questão, o psiquiatra Lee Fu-I deu conselhos sobre o que esperar da reação de crianças cujos pais foram presos e como lidar com as consequências da família, acrescenta o Guardian.

A editora da Poder, Joyce Pascowitch, saudou a exposição de seu título de nicho, que produz apenas 30.000 cópias

+ sobre o tema

Pobre Palmares!

  por Arísia Barros União,a terra de Zumbi, faz parcas e...

Olimpíadas de Tóquio devem ser novo marca na luta por igualdade

Os Jogos Olímpicos da Cidade do México, em 1968,...

Lei 13.019: um novo capítulo na história da democracia brasileira

Nota pública da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais...

Gostoso como um abraço? – Por Maria Rita Casagrande

Por Maria Rita Casagrande para as Blogueiras Negras Feche...

para lembrar

Número de mulheres eleitas prefeitas no 1º turno aumenta 31,5% no país

Candidatas alcançaram posto em 663 cidades, mas apenas uma...

Em prédio novo, escola de SP não possui itens básicos para estudar.

Prédio novo também continha sobras de material de construção...

Família Obama participa de concerto beneficente de Natal

A família Obama participou no domingo, 15, do concerto...

Mano Brown e Iceblue gravam com Fernando Haddad

por Walber Silva O candidato a prefeitura de São...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=