Um discreto fenômeno chamado Miraildes

Para Formiga, vingar no futebol implicava superar a tripla barreira por ser mulher, negra e nordestina. Foi além, tornando-se a maior e mais longeva jogadora das Copas

Por BREILLER PIRES, do El País 

Decidiu voltar à seleção no início de 2018, convencida pelo técnico Vadão de sua importância para o time, que não conseguia encontrar uma substituta à altura na posição. “Ela não é desse planeta”, costuma dizer o treinador ao exaltar sua condição física. Apesar da rodagem, a volante é uma das integrantes do plantel brasileiro que mais corre durante as partidas, com média superior a 10 km por jogo. Atualmente, com seu poder de cadenciar o jogo nos momentos de pressão, é o ponto de equilíbrio de um conjunto desequilibrado. Mesmo com o dobro da idade de algumas adversárias, ela dá carrinho, cobre as laterais e ganha divididas esbanjando fôlego de menina. Por excesso de vontade, levou cartão amarelo diante da Jamaica ao parar um contra-ataque que parecia fulminante.

+ sobre o tema

Como resguardar as meninas da violência sexual dentro de casa?

Familiares que deveriam cuidar da integridade física e moral...

Bruna da Silva Valim é primeira negra a representar SC no Miss Universo Brasil

Bruna da Silva Valim, candidata de Otacílio Costa, foi...

Luiza Bairros lança programas de combate ao racismo na Bahia

O Hino Nacional cantado na voz negra, marcante, de...

Elizandra Souza celebra 20 anos de carreira em livro bilíngue que conta a própria trajetória

Comemorando os 20 anos de carreira, a escritora Elizandra...

para lembrar

Dona Zica Assis responde ao artigo: “Respeite nosso cabelo crespo”

Carta de Zica Assis - Beleza Natural   Oi Ana Carolina, Meu...

Menos de 3% entre docentes da pós-graduação, doutoras negras desafiam racismo na academia

A Gênero e Número ouviu mulheres negras presentes no...

Rita Bosaho é a primeira mulher negra eleita deputada em Espanha

O resultado das recentes eleições é histórico também porque...

Rosana Paulino: ‘Arte negra não é moda, não é onda. É o Brasil’

Com exposição em cartaz no Museu de Arte do...
spot_imgspot_img

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...
-+=