Vítima de racismo, ex-Globeleza terá a sua história contada em documentário pelo jornal inglês The Guardian

Assim como Maria Júlia Coutinho, jornalista do “Jornal Nacional”, Nayara Justino, ex-Globeleza e atualmente atriz da TV Record também foi vítima de racismo nas redes sociais. Mas diferente da moça do tempo, a atriz não teve o apoio e defesa da TV Globo.

Por conta do preconceito que sofreu na rede, Nayara terá a sua história de superação contada em um documentário internacional, produzido pelo jornal inglês “The Guardian”. A jovem ganhou o concurso de carnaval por voto popular, promovido pelo Fantástico, e foi coroada Globeleza de 2014.

leia também: Somos todos Maju? por Danielle Anatólio

Nas redes sociais, Nayara, foi atacada por alguns internautas e se mostrou abalada com os ataques. Depois de enfrentar uma forte depressão, a atriz se superou e brilhou no carnaval de 2015, desfilando em três escolas de samba carioca. Ela também recebeu um convite para participar da novela “Escrava Mãe”, que já começou a ser gravada. Ela será Luena, mãe da personagem principal.

A equipe do “The Guardian” resolveu contar a história de Nayara em um documentário especial sobre racismo. Eles acompanharam a rotina da atriz e estiveram na Record registrando sua caracterização na novela.

entenda o caso:

+ sobre o tema

O Melhor Curta da Minha Vida

Um dia desses eu e minha equipe de trabalho...

Por que precisamos de escritoras e escritores negros?

Ou porque precisamos reconhecer institucionalmente mais escritoras e escritores...

Receitinhas novas para amar em tempos de cólera: Experimente!!!

Na vida de muita menina existiu um caderno de...

para lembrar

Mestre Moa do Kantendê é morto a facadas após discussão política em Salvador

O mestre de capoeira e compositor Romualdo Rosário da...

Lançado relatório sobre Violência Racial

  Geledés Instituto da Mulher Negra e Global...

Como denunciar os crimes de discriminação

As discriminações contra nordestinos durante as eleições presidenciais são...
spot_imgspot_img

Ronilso Pacheco: Ninguém está seguro no Rio de Janeiro se é negro

A fala do governador Cláudio Castro (PL) em defesa de policiais que apontaram uma arma para três jovens filhos de diplomatas em Ipanema, região...

Justiça absolve policiais pela morte do adolescente João Pedro

A juíza Juliana Bessa Ferraz Krykhtine absolveu sumariamente os 3 policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) pela morte do adolescente João Pedro, há 4 anos, em São Gonçalo....

Três meninos no portão

Em 2022, o Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC) refez a pesquisa “Elemento suspeito”, feita pela primeira vez em 2003, com dados...
-+=