30/04 – Nota da Ministra Eleonora Menicucci pelo Dia das Trabalhadoras Domésticas

O Dia das Trabalhadoras Domésticas, às vésperas do 1° de Maio, traz um forte motivo de comemoração: a mudança realizada em 2013 no artigo VII da Constituição Federal. Esta garantiu a equiparação dos direitos sociais e proporcionou um salto no número de trabalhadoras e trabalhadores beneficiados pelo recolhimento  do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS.

Assim, de 100 mil contratos de trabalho contemplados pelo FGTS em 2013, avançamos para 170 mil em 2014. Isso significa, concretamente, a inclusão de dezenas de milhares de pessoas, mantidas até então silenciosamente à margem de um direito que já era pacífico para todas as outras categorias.

A maioria desses profissionais é de mulheres, e, dentre estas, de negras. Como estas são historicamente desfavorecidas, é óbvio que este aumento  no acesso ao FGTS representa um avanço nos direitos do trabalho e no reconhecimento formal da cidadania destas pessoas.

Assim, o Brasil deu um passo enorme na consolidação dos direitos sociais e da cidadania das trabalhadoras domésticas em 2013, contribuindo para que elas, de fato, ocupem no mercado de trabalho e na sociedade o lugar de protagonistas que sempre lhes foi subtraído.

Eleonora Menicucci
Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres – Presidência da República

 

Assessoria de Comunicação Social
Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM
Presidência da República – PR
61 3313 7074 / 7436 / 7406

www.spm.gov.br

Participe das redes sociais: www.facebook.com/spmulheres e www.twitter.com/spmulheres

+ sobre o tema

Quem são as advogadas cotadas para vaga no TSE na lista de Fachin

Duas mulheres estão cotadas para ocupar a vaga de...

Começa a valer hoje multa para patrão que não assinar carteira de doméstica

A partir de hoje (7), a informalidade do trabalhador...

O negócio milionário da homofobia

Quando gente como Silas Malafaia ou Marco Feliciano abre...

Um estupro é registrado a cada 15 minutos entre mulheres na Índia

Mulheres relataram 34 mil casos em 2018. Deste número,...

para lembrar

Deputado indiano pede desculpas após prometer estuprar mulheres

Um parlamentar indiano se desculpou após ter prometido matar...

Projeto Violeta

Proteção rápida e eficaz à mulher em situação de...

Recheados de estereótipos, sites unem alemães a esposas brasileiras

Antropóloga analisou sites e agências de casamento especializadas em...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=