Resultados da pesquisa por 'Educação'

A Educação de Meninas Negras em Tempos de Pandemia: O aprofundamento das desigualdades – O livro

Há consenso na afirmação de que a pandemia da COVID-19 escancarou as desigualdades já existentes no Brasil. E quando o tema é abordado por profissionais da área da educação, elas e  eles desenham um quadro de desalento das crianças e adolescentes brasileiros, principalmente pelo fato da modalidade EAD ter sido assumida, praticamente, como única estratégia de atendimento aos estudantes, que, via de regra, têm muitas dificuldades para acessar as plataformas digitais, não possuem dispositivos eletrônicos e nem tão pouco acesso à internet. Além disso, suas famílias, sobrecarregadas, encontram muitas dificuldades para organizar tempo e espaço nas residências para acompanhar as crianças menores que demandam maior atenção durante a realização das atividades escolares. É preciso refletir sobre algumas questões para que seja possível compreender a dimensão dos problemas educacionais que decorrem dessa atuação negligente do Poder Público frente às demandas legítimas de educação das crianças e adolescentes brasileiros, em período de isolamento ...

Leia mais

LIVE – A educação de meninas negras em tempos de pandemia: o aprofundamento das desigualdades

Geledés Instituto da Mulher Negra realizará na próxima quarta-feira (28), às 14h30, o lançamento do e-book “A educação de meninas negras em tempos de pandemia: o aprofundamento das desigualdades”, produzido com o apoio da Brazil Foundation. O evento destacará os principais resultados da pesquisa que avaliou o impacto do isolamento social nos processos educativos de crianças e adolescentes, em particular das meninas negras. A partir de dados de questionário dirigido à familiares, docentes e integrantes da sociedade civil, as informações demonstram os limites para a realização das atividades escolares à distância, o aumento da vulnerabilidade social, da evasão escolar e das desigualdades de raça e gênero na educação em razão da pandemia. Para a avaliação dos resultados da pesquisa, contaremos com a participação de Barbara Paes - co-fundadora do projeto Minas Programam, pós-graduada em Cultura, Educação e Relações Étnico-Raciais e mestre em Gênero e Desenvolvimento; Beatriz Lelis  - estudante do ...

Leia mais
Divulgação

Webinar de lançamento do Relatório de Monitoramento Global da Educação 2020 América Latina e o Caribe

O Relatório de Monitoramento Global da Educação (GEM), produzido pelo Escritório Regional de Educação da UNESCO para a América Latina e o Caribe (OREALC/UNESCO Santiago) e o Laboratório de Educação, Pesquisa e Inovação na América Latina e o Caribe (SUMMA), apresenta uma profunda análise sobre os principais fatores que levam à exclusão de estudantes nos sistemas educacionais de todo o mundo. No próximo dia 27/04, a UNESCO no Brasil, em parceria com a equipe do Relatório GEM e o Escritório Regional da OREALC/UNESCO Santiago, vai realizar o webinar de lançamento do “Relatório de Monitoramento Global da Educação 2020: inclusão e educação: todos, sem exceção”, que trará dados sobre os contextos e desafios que os países da América Latina e do Caribe enfrentam em seus esforços para alcançar a educação inclusiva, além de fornecer recomendações para garantir que crianças e jovens da região possam crescer e se desenvolver em sistemas educacionais ...

Leia mais
Anielle Franco (Foto: Bléia Campos)

Educação e saúde: Será que é a hora de reabrir nossas escolas?

Esta semana, no Rio de Janeiro, fomos surpreendidas com a notícia que as escolas serão reabertas neste que é o pior momento da pandemia no Brasil. Após uma forte disputa, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu que mesmo o Rio de Janeiro registrando pessoas morrendo à espera de leitos de UTI, nós, professores e alunos, devemos retornar à sala de aula. O cenário onde a justiça toma tal decisão não poderia ser pior. A determinação aconteceu na mesma semana em que pela primeira vez na história do país, o número de mortes ultrapassou o número de nascimentos na região sudeste, foram 13.998 nascimentos contra 15.967 óbitos no mesmo período. Nessa mesma semana, batemos mais um recorde de mortes, com mais de 4 mil óbitos por covid-19 em 24 horas e com a vacinação só agora chegando a 10% da população tendo tomado a primeira dose, e menos ...

Leia mais
Infraestrutura adequada permitirá retorno seguro às salas de aula. — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Campo Limpo Paulista)

Educação domiciliar priva estudantes de seus direitos e de uma formação cidadã

Em abril de 2019, Bolsonaro apresentou o Projeto de Lei (PL) 2401/2019, que visa regulamentar no Brasil a educação domiciliar, também conhecida como homeschooling. O tema foi retomado em meio à pandemia, quando o deputado federal Vitor Hugo (PSL/GO) apresentou um requerimento para tramitação sob regime de urgência do PL. Para Gina Vieira, educadora de Brasília (DF), trata-se de um contrassenso: “Essa proposta vem exatamente na conjuntura em que percebemos quão complexo é garantir a aprendizagem, o quanto precisamos de professores preparados e experientes, e a falta que as escolas fazem para formação e a socialização das crianças e adolescentes”. A especialista complementa que o PL faz parte de um projeto maior, de defesa de um Estado mínimo e de uma educação na perspectiva técnica e tecnicista. “O que está por trás desse PL é uma tentativa de impor uma educação que não discuta questões valiosas para o estado democrático ...

Leia mais
Divulgação

Semana de ação mundial 2021: Estão abertas as inscrições para a maior atividadeplea educação do mundo

A 18ª Semana de Ação Mundial, maior ação coletiva em prol da educação do planeta, vai acontecer entre os dias 14 e 21 de junho e está com as inscrições abertas até 14 de maio! Desde a primeira edição da SAM, mais de 85 milhões de pessoas em todo o mundo já se mobilizaram e, apenas no Brasil, já são cerca de 1,7 milhão de pessoas. Como acontece a cada edição, haverá distribuição gratuita de materiais e certificados para as/os participantes. INSCREVA SUA ATIVIDADE JÁ: A DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAIS IMPRESSOS É LIMITADA ÀS 1000 PRIMEIRAS INSCRIÇÕES! Clique aqui para se inscrever! As inscrições para realizar uma atividade da SAM 2021 e para receber os materiais impressos gratuitamente pelos correios podem ser feitas neste link. Haverá certificado de participação mediante envio de relatório das atividades realizadas. Veja mais informações abaixo. Financiamento e escola segura Com o tema ‘A educação está passando a lição: ...

Leia mais
Foto: Divulgação/  Piraporiando

Prêmio Escola Diversa reconhece práticas pedagógicas que contribuem para a diversidade na educação

Estão abertas as inscrições para a primeira edição do Prêmio Escola Diversa, organizado pela edtech Piraporiando. A iniciativa busca reconhecer práticas pedagógicas inovadoras que contribuem para a diversidade no ambiente escolar. As inscrições (clique aqui), que são gratuitas, já estão abertas e vão até o dia 20 de abril. Podem participar escolas públicas e privadas de todo o país. O Prêmio Escola Diversa tem a proposta de dar visibilidade a iniciativas bem sucedidas em escolas que usam as diferenças e a diversidade em sala de aula para impulsionar a aprendizagem dos estudantes. “Entendemos que o pensamento crítico e criativo é fundamental para a educação, e, além disso, acreditamos no poder da diversidade e de uma educação que trabalha pela equidade, proporcionando às crianças e jovens uma visão de mundo que valoriza diversas culturas”, explica Janine Rodrigues, educadora, escritora e fundadora da Piraporiando. Prêmio Escola Diversa: categorias e premiação Podem participar ...

Leia mais
Foto: @pixabay/ Nappy

O corpo negro na Educação Física escolar

O presente ensaio tem com proposta provocar alguma reflexão sobre o corpo negro na Educação Física escolar, esse ácido caminho se depara com algumas formas do racismo, dentre eles, o científico, institucional e estrutural. Não rara as vezes deparamos com narrativas que dizem que o negro é bom para o esporte. Falsos discursos que se aportam nas “ciências”, para “subsidiar” essas narrativas, dentre elas, que o negro é melhor na corrida de velocidade por ter mais fibras musculares tipo branca, em detrimento a corrida de longas distâncias, que requer mais as fibras vermelhas, ou retóricas que a população negra tem dificuldade com a natação, devida sua densidade corporal. Ao pensar no domínio dos Quenianos e Etíopes na corrida de São Silvestre, já invalida a questão das corridas de longas distâncias, se a premissa é falsa, a afirmação não é verdadeira. No que tange a natação não se discute o não ...

Leia mais
Foto: Divulgação

Semana da Ação Mundial 2021: estão abertas as inscrições para a maior atividade pela educação do mundo

A 18ª Semana de Ação Mundial, maior ação coletiva em prol da educação do planeta, vai acontecer entre os dias 14 e 21 de junho e está com as inscrições abertas até 14 de maio! Desde a primeira edição da SAM, mais de 85 milhões de pessoas em todo o mundo já se mobilizaram e, apenas no Brasil, já são cerca de 1,7 milhão de pessoas. Como acontece a cada edição, haverá distribuição gratuita de materiais e certificados para as/os participantes. INSCREVA SUA ATIVIDADE JÁ: A DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAIS IMPRESSOS É LIMITADA ÀS 1000 PRIMEIRAS INSCRIÇÕES! As inscrições para realizar uma atividade da SAM 2021 e para receber os materiais impressos gratuitamente pelos correios podem ser feitas neste link. Haverá certificado de participação mediante envio de relatório das atividades realizadas. Veja mais informações abaixo. Financiamento e escola segura Com o tema ‘A educação está passando a lição: Financiamento e escola ...

Leia mais

O patrício José Cláudio Nascimento e as experiências negras de educação popular

Já são muitos os/as estudiosos/as que reconhecem a figura de Abdias do Nascimento quando se trata do ativismo negro no período pós-abolição. Isso não acontece por acaso, visto que esse intelectual negro esteve em diversas frentes de ativismo e resistência da população afro-brasileira. Entre uma das mais famosas, estava a participação na gestão do Teatro Experimental do Negro (TEN), onde com outros intelectuais negros, como Guerreiro Ramos, construiu seminários de proporção nacional. De todo modo, sabemos que ele não atuou sozinho e entre as figuras que faziam parte de sua rede de sociabilidade está o patrício negro José Cláudio Nascimento, personalidade ainda muito pouco conhecida entre os/as pesquisadores/as que investem na história do pós-emancipação e da educação brasileira.  Em 5 de novembro de 1949, o jornal Diário Carioca reporta uma das atividades promovidas pela Conferência Nacional do Negro, capitaneada pelo já citado Teatro Experimental do Negro. A mesa daquele dia ...

Leia mais
Divulgação

Fundo Baobá realiza aula inaugural do Programa Já É – Educação e Equidade Racial

O Fundo Baobá para Equidade Racial realiza nesta quinta-feira (18), às 19h, a aula inaugural do Programa Já É - Educação e Equidade Racial. A iniciativa oferece 100 bolsas em cursos pré-vestibular, apoiando estudantes da periferia de São Paulo e municípios da Grande São Paulo na superação do gargalo que impede a entrada de negros no ensino superior. A aula é dedicada aos 83 estudantes matriculados, com idades entre 17 e 25 anos, e seus familiares, além de representantes do Fundo Baobá e instituições apoiadoras do programa, como Citi Foundation, Demarest Advogados, Amadi Technology e Instituto Poli Saber/ Cursinho da Poli. Adaptado ao formato virtual em função da pandemia, o programa disponibilizará notebooks e chips para o acompanhamento das aulas. Os alunos também terão apoio para enfrentamento dos efeitos psicossociais do racismo e para a ampliação das habilidades socioemocionais e vocacionais. Quando as aulas voltarem a ser presenciais, ainda terão ...

Leia mais
(crédito: Cristiano Gomes/CB/D.A Press)

Dia da Mulher: educação social auxilia no combate à violência de gênero

No Dia da Mulher, os números mostram a realidade cruel de relacionamentos amorosos que, com o tempo, caminharam para a violência. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), de janeiro a fevereiro deste ano, 2.534 vítimas de violência doméstica procuraram a polícia para denunciar os agressores. Embora os casos apresentem redução superior a 10% em relação a igual período de 2020, especialistas analisam a necessidade de uma educação social para mudar essa realidade. “O que eu passei não desejo para ninguém. Enquanto era espancada e chutada naquele chão, pensei que ia morrer.” Esse é o desabafo de Simone*, 29 anos, uma das 11 vítimas de tentativa de feminicídio deste ano. Depois do crime, o homem, 30 anos, fugiu e, até o fechamento desta edição, não havia sido preso. Simone iniciou um relacionamento com Sérgio*, em 2016, marcado por momentos de carinho. Apaixonada, a jovem casou-se, mas, debaixo ...

Leia mais
CAMPANHA NACIONAL PELO DIREITO À  EDUCAÇÃO (Foto: Divulgação)

Nota Técnica – Campanha e Fineduca – PEC 186/2019: cálculo das perdas para a educação nos Estados, Distrito Federal e Municípios com a desvinculação de recursos

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação e a Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento da Educação (Fineduca) defendem a urgência de um novo auxílio emergencial. Contudo, sustentam que isso não pode se dar em troca do desmonte das políticas sociais. E é com o intuito de colaborar, dando profundidade ao debate público, que oferecem ao país a presente Nota Técnica com o cálculo das perdas resultantes da desvinculação de recursos da educação para as redes estaduais e municipais de educação. Com a PEC 186/2019 o governo Bolsonaro pretende fazer mudanças constitucionais que causarão redução total de R$ 95,7 bilhões dos investimentos em educação pública para Estados e Municípios. Com isso, o valor gasto mensalmente por estudante em 50% das redes públicas do país seria de, no máximo, R$ 347 – um valor gravemente baixo. Para 98% das redes, esse valor ficaria entre R$ 301 e R$ 539. A somatória ...

Leia mais
Neca Setubal
Imagem: Sergio Lima/Folhapress

A inaceitável desvinculação do investimento em educação e saúde

O trecho da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) Emergencial (186/2019) que desvincula do orçamento a educação e a saúde, deixando municípios e estados desobrigados do investimento mínimo nessas duas áreas, causa enorme preocupação e requer alerta da sociedade porque está sendo proposto justamente em um momento muito agudo em que, ao contrário, é preciso fortalecer mais o SUS (Sistema Único de Saúde) e a educação do país. Hoje, pela Constituição, o piso de gastos do governo federal nas duas áreas não pode ser reduzido e precisa ser corrigido pela inflação do ano anterior. Já os estados precisam investir 25% na da sua receita em educação e 12% na saúde, ao passo que os municípios devem destinar 25% em educação e 15% em saúde. Esses patamares foram construídos de forma democrática e técnica, com a participação da sociedade civil, e são essenciais porque têm assegurado continuamente o desenvolvimento das duas áreas, ...

Leia mais
Lula Rocha, expoente do movimento negro do Espírito Santo - Arquivo pessoal

Morte: Agregador, articulou cultura e educação no movimento negro

“Salve, salve”, dizia Luiz Inácio Silva Rocha ao encontrar uma das muitas pessoas que o procuravam, seja para bater um papo, seja para pedir algo. “Tamo junto”, dizia invariavelmente ao final da conversa. A saudação virou sua marca, tantas foram as as atividades em que ele se envolveu para ajudar alguém. Dizer que sua militância política veio do berço seria impreciso. Sua mãe, atuante na pastoral operária, ainda estava grávida dele, nos anos 1980, quando colegas a provocaram: “o bebê vai chamar Tancredo?” Não, decidiu ela ali: seria Luiz Inácio, como o líder sindical do ABC e fundador do Partido dos Trabalhadores que ela e seu marido admiravam. Assim como seu xará que viria a se tornar presidente, o Lula filho de Maria da Penha chegou a ser filiado ao PT, mas depois mudou para o PSOL. Viveu a vida toda na periferia de Cariacica, na Grande Vitória, onde fez amizades ...

Leia mais
Adobe

Tecendo histórias e poemas: a consciência negra na educação

No dia 20 de novembro do ano de 2020 participei, a convite da Thalita Pinho (assistente social e professora da FPO), da mesa que dá título a este texto, compartilhei fala com as queridas Valéria Lourenço (escritora e professora do IFCE-Crateús) e Patrícia Matos (pretagoga na COPPIR-Fortaleza).  Divido com vocês a minha fala. Esta parece ser uma informação muito pessoal. Mas tal informação, aparentemente “confidencial”, não é nada privada. (Grada Kilomba) Quero iniciar considerando acerca do título desta mesa - Tecendo histórias e poemas: a consciência negra na educação - título poético, carregado de força, de sentidos. Tem um sentido de nós, mulheres negras, estarmos em espaços que nos foram negados: literatura, invoco Maria Firmina dos Reis; escola, invoco Bernardina Maria Elvira Rich. Tem um sentido de contar nossas histórias, de sermos referências positivas de dedicação, trabalho, intelectualidades, sensibilidades, belezas e tudo de bom e bonito que nós, pessoas negras, ...

Leia mais
Foto: Michele Mendes / TV Globo/Arquivo

2020!!! Um ano de ganhos para a educação!!!

Afirmar que este ano foi ganho para a EDUCAÇÃO parece beirar à cegueira. Escolas fechadas, estudantes, professores, gestores todos os servidores em casa e sem aulas presenciais. Mas, educação é mais do que espaço físico. Muito mais. Quem somente percebe a educação a partir dos espaços físicos percebe pouco. Foi desaprendido em sua capacidade epistemológica a cada aprendizado. Entendeu pouco acerca do que é e para que serve a educação.  Aulas, quando se teve (e quem teve) ocorreu de forma remota e todos em processo de aprendizagem sobre o como fazer. Estudantes aprendendo a se concentrar, muitos aprendendo a dividir computadores, celulares, tabletes e outros meios digitais. Aprendendo a perguntar para a máquina e a máquina transmitir para o professor e o colega. Não vendo o cheiro do colega. (mesmo sem coronavírus). Não foi fácil. Mas, também nunca fora fácil para a maioria dos estudantes da rede pública de educação. ...

Leia mais
Bianca Santana (Foto: Natália Sena)

Doze anos de movimento negro e educação popular em dez mil documentos

O movimento negro produz documentos históricos há décadas. Há jornais, livros, fotografias, bandeiras, adesivos, relatos orais e diversos outros formatos de documentos que sistematizam um conhecimento pouco difundido e que, infelizmente, não está suficientemente organizado e disponível em acervos. Consequência, mas também causa, dos apagamentos e invisibilização histórica da produção negra característicos do epistemicídio. Neste contexto, causa especial alegria contar que o grupo de trabalho arquivo e memória Maria Beatriz Nascimento da UNEafro Brasil organizou seu acervo físico e digital, garantindo acesso a cerca de dez mil documentos iconográficos, audiovisuais e textuais. Adriano Souza e Jean Camoleze coordenaram o levantamento da massa documental, a higienização e o acondicionamento de cada papel e tecido, a criação de tipologias documentais, digitalização e divulgação do acervo utilizando o software livre ATOM. Imagem: UNEafro Neste processo, militantes da UNEafro realizaram uma formação teórica e prática de organização, conservação e recuperação ...

Leia mais
A educação de meninas negras em tempos de pandemia: o aprofundamento das desigualdades

A educação de meninas negras em tempos de pandemia: o aprofundamento das desigualdades

Tem se tornado cada vez mais comum ouvir que a pandemia da COVID-19 escancarou as desigualdades já existentes no Brasil. Quando falamos de educação, as narrativas de profissionais da área reforçam que não é possível avaliar o impacto do ensino virtual/remoto porque as/os estudantes sequer acessaram os ambientes virtuais disponibilizados pelas secretarias de educação. A falta de acesso à internet e aos equipamentos tecnológicos conformam a realidade da maior parte das/os estudantes brasileiras/os. Mas há quem acesse e tenha seus direitos de aprendizagem garantidos no limite do que a Educação à Distância permite. Quem são as pessoas que acessam ou não as ferramentas do ensino remoto? Quem ainda mantém ou não vínculo com a escola e a formação acadêmica? Dados da PNAD-COVID, realizada ainda neste ano de 2020, revelam que em setembro 6,4 milhões de estudantes (13,9% do total) não tiveram acesso às atividades escolares. O mesmo levantamento demonstra que ...

Leia mais
Getty Images

Carta à Sociedade Brasileira: Aprovação do PL de Regulamentação do Fundeb representa um retrocesso, não respeita a Constituição Federal de 1988 e o pacto democrático pelo direito à educação

Leia abaixo ou em PDF documento da Campanha Nacional pelo Direito à Educação que descreve e aponta alterações impreteríveis no texto de regulamentação do Novo Fundeb aprovado nessa quinta (10/12) na Câmara dos Deputados. Carta à Sociedade Brasileira Aprovação do PL de Regulamentação do Fundeb na Câmara representa um retrocesso, não respeita a Constituição Federal de 1988 e o pacto democrático pelo direito à educação A Campanha Nacional pelo Direito à Educação considera que a aprovação do Projeto de Lei n° 4.372/2020, que regulamenta o novo e permanente Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb, ocorrida hoje na Câmara dos Deputados é um retrocesso, não respeita a Constituição Federal de 1988 e o pacto democrático pelo direito à educação. A Campanha Nacional pelo Direito à Educação atuou para que o relatório pudesse fazer jus às conquistas da EC n° 108/2020, ...

Leia mais
Página 1 de 508 1 2 508

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist