Resultados da pesquisa por 'gay'

Ana Paula Valadão acena durante o show do grupo Diante do Trono no Festival Promessas 2012 — Foto: Flavio Moraes/G1

MPF denuncia cantora gospel Ana Paula Valadão por fala ligando gays a Aids

O Ministério Público Federal (MPF) enviou à Justiça uma denúncia contra a pastora e cantora gospel Ana Paula Valadão por falas consideradas homofóbicas, onde ela relacionava homens gays a Aids. O MPF pede que a cantora seja responsabilizada por dano moral coletivo no valor de R$ 200 mil, que serão revertidos a entidades que representam pessoas LGBTQI+. A fala foi feita durante o Congresso Diante do Trono, transmitido pela Rede Super de Televisão, no ano de 2016. Muita gente acha que isso é normal. Isso não é normal. Deus criou o homem e a mulher e é assim que nós cremos. Qualquer outra opção sexual é uma escolha do livre arbítrio do ser humano. E qualquer escolha leva a consequências. A Bíblia chama de qualquer escolha contrária ao que Deus determinou como ideal, como ele nos criou para ser, chama de pecado. E o pecado tem uma consequência que é a morte. Inclusive, tudo ...

Leia mais
GEOVANA BEMBOM/METRÓPOLES

Dia Nacional do Orgulho Gay: afinal, temos o que comemorar?

Nesta quinta-feira (25) se comemora o Dia Nacional do Orgulho Gay. A data simboliza não apenas a visibilidade enquanto gay, mas da visibilidade LGBTQIA+ como um todo. A data tem como objetivo principal conscientizar a população sobre a importância do combate à homofobia para a construção de uma sociedade livre de preconceitos e mais igualitária, independente do gênero sexual. Afinal, temos o que comemorar? Ativistas respondem As conquistas são à passos lentos, mas é preciso celebrar. É possível destacar a adoção por casais homossexuais e o uso do nome social por pessoas trans ou travestis. No Brasil, o último "marco" foi em 2019, quando o Supremo Tribunal Federal aprovou no dia 13 de junho a criminalização das lgbtfobia. "A gente poderia dizer que esse é um debate que está sendo melhor apresentado pela mídia, pelo próprio movimento social. Mas quando a gente diz em conteúdo para comemorarmos, ainda fica muito ...

Leia mais
Photo: Jim Britt/Michael Ochs Archives/Getty Images

Disco instrumental raro de Marvin Gaye é disponibilizado pela primeira vez

Pela primeira vez na história, Funky Nation: The Detroit Instrumentals, disco instrumental raro de Marvin Gaye, foi disponibilizado como LP independente. A informação é do NME. O trabalho foi gravado durante o verão de 1971. Na época, Gaye havia entrado em hiato após se recusar a fazer turnê do disco What’s Going On, considerado como um clássico revolucionário. Funky Nation: The Detroit Instrumentals, que comemora 50 anos da música "What's Going On", possui com 14 faixas. Além de Marvin Gaye, o álbum conta com Hamilton Bohannon na bateria; Ray Parker Jr., Wah Wah Watson e Leroy Emmanuel nas guitarras; e Michael Henderson no baixo. Vale lembrar que algumas faixas marcaram presença em edições especiais de outros discos de Gaye. Esta é a primeira vez na qual o trabalho é lançado digitalmente de maneira independente. Ouça Funky Nation: The Detroit Instrumentals abaixo. Fonte: Por FELIPE GRUTTER, da Rolling Stone

Leia mais
Adobe

Homens gays, precisamos estar atento à nossa masculinidade tóxica

Que a masculinidade tóxica sempre foi um problema todos nós sabemos. O que pessoas poucas sabem é que, assim como os heterossexuais, homens gays também podem ser machistas. Porque mesmo que a gente se aproxime, muitas vezes, muito mais das mulheres do que dos homens, por empatia, identificação ou por nos sentir mais confortáveis e aceitos, o machismo é uma norma na qual somos forjados e instruídos da pior forma, e ele não é seletivo ao ser perpetuar. Afinal, recebemos valores e ideias machistas desde a infância, muito antes da descoberta da nossa sexualidade, e crescemos reproduzindo esses comportamentos depois, inclusive, de descobri-la, posto que orientação sexual não é escudo para não reproduzir determinados comportamentos. E por mais que a gente tente conhecer e entender as pautas feministas, nossa masculinidade, enquanto construção social, sempre estará presente. Não estamos imunes da masculinidade tóxica, colegas, só porque somos gays, mesmo que isso ...

Leia mais
Cena da animação "Out", da Pixar Foto: Reprodução/Disney

Novo curta da Pixar conta a história de um homem gay em busca de aceitação

Entre os novos lançamentos do Disney + (plataforma de streaming da Disney que, infelizmente, ainda não está disponível no Brasil), uma das maiores surpresas foi o teaser de Out, um curta-metragem da Pixar com um protagonista gay. Dirigido pelo estreante Steven Clay Hunter, Out conta a história de Greg, um homem que recebe uma visita inesperada dos pais quando está prestes a se mudar com seu namorado, Manuel. O problema é que Greg nunca disse a seus pais que é gay. Quando sua mãe e seu pai aparecem - exatamente no dia da mudança -, Greg acaba por trocar de corpo com o seu cachorro e, ao fazer isso, aprende uma lição valiosa sobre como é possível viver com liberdade e ser quem se é. Out abre novos caminhos como o primeiro projeto da Pixar a apresentar um personagem LGBTQ em um papel central. Ele também possui uma equipe criativa ...

Leia mais

“Fome, uma autobiografia do (meu) corpo”, livro de Roxane Gay

“Fome” não é um livro para gostar ou desgostar, é obra para conhecer uma realidade acachapante e torturante para várias mulheres, mas ignorada por muitas de nós . Roxane Gay, uma mulher negra caribenha, de 1,90 e que já chegou a ter mais de 250 quilos nos conta de maneira brutal as brutalidades sofridas por seu corpo, toda a violência de, quando menina, ter sido estuprada por um grupo de garotos, liderado por seu namorado. Ela nos entrega a autobiografia de seu corpo definido por todas as dores, recalques, cicatrizes e dezenas de quilos subsequentes, buscados e acolhidos como uma proteção do próprio corpo às violências do mundo. Por Cidinha da Silva, Do Medium (Foto: Reprodução/ Globo Livros) Um corpo silenciado cujo grito acontecia pela ingestão de comida: “No antes da minha vida, eu era bem jovem e protegida. Não sabia nada sobre nada. Não sabia ...

Leia mais
Problemas com imagem corporal afetam milhões de pessoas em todo o mundo e vêm se tornando cada vez mais disseminados na comunidade gay

‘Me disseram que eu era feio demais para ser gay’

"Você é feio demais para ser gay". Por Ben Hunte, da BBC  Problemas com imagem corporal afetam milhões de pessoas em todo o mundo e vêm se tornando cada vez mais disseminados na comunidade gay (GETTY IMAGES) Foi o que Jakeb Arturio Bradea ouviu de um homem em um bar gay em Huddersfield, na Inglaterra. Não era a primeira vez que ele escutava um comentário do tipo. Na verdade, foram várias vezes. Bradea tentou, então, se matar. Problemas com a imagem corporal afetam milhões de pessoas em todo o mundo e vêm se tornando cada vez mais disseminados na comunidade gay, segundo a ONG LGBT Foundation, sediada em Manchester, na Inglaterra. A entidade diz que homens gays e bissexuais são "muito mais propensos" do que homens heterossexuais a enfrentar tais problemas. A BBC conversou com vários homens gays que vêm fazendo de tudo para mudar seus ...

Leia mais
Daniel Kalleb, Caio Riscado e Caio Prado: felizes em se expressar como bem entendem Foto: Ana Branco / Agência O Globo

Gays efeminados relatam rotina de discriminação e contam como se fortaleceram

Preconceito é alto dentro da própria comunidade LGBT e já é estudado em universidades como "efeminofobia" Por Eduardo Vanini, do O Globo Daniel Kalleb, Caio Riscado e Caio Prado: felizes em se expressar como bem entendem Foto: Ana Branco / Agência O Globo Ao mudar de escola, quando ingressou na quinta série do ensino fundamental, o produtor de moda e relações-públicas Daniel Kalleb decidiu ficar quietinho em sala de aula “para ninguém zoar”, prevendo o bullying que iria sofrer. Não adiantou. “A primeira pessoa a esbarrar comigo já me chamou de veado. Foi quando entendi ser efeminado”, recorda-se o rapaz, sobre algo que escutaria pelo resto da vida, na forma de julgamento. Mesmo diante dos avanços sociais e da presença de ícones LGBTs no mundo pop, “botar a cara no sol” costuma ser mais difícil e implica em riscos para gays efeminados. Junto às transexuais, eles ...

Leia mais
Parada do Orgulho Gay em Berlim em 2017; projeto de lei propõe a proibição à "terapia de conversão" no país — Foto: REUTERS/Fabrizio Bensch

Ministério da Saúde da Alemanha quer proibir ‘terapia de conversão’ de gays

A proposta é punir os responsáveis pela 'terapia de conversão' com menores de idade; pena pode ser até um ano na prisão. Do G1 Parada do Orgulho Gay em Berlim em 2017; projeto de lei propõe a proibição à "terapia de conversão" no país — Foto: REUTERS/Fabrizio Bensch O Ministério da Saúde da Alemanha protocolou um projeto de lei para proibir a “terapia de conversão” para menores de idade neta segunda-feira (4). Há um movimento global para terminar com essas práticas, cujo propósito é mudar a orientação sexual ou de gênero das pessoas. O texto foi proposto pelo parlamentar Jens Spahn, que é gay. A proposta é punir os responsáveis pela “terapia de conversão” com menores de idade, ou por coação, ou por ludibriar ou ameaçar maiores de 18 a fazerem esses procedimentos. A pena pode ser de até um ano na cadeia. Fazer propaganda ou ...

Leia mais
O aborto e o casamento gay entraram em vigor nesta terça-feira (22) na província britânica da Irlanda do Norte. (Foto; SIMON GRAHAM/AMNESTY INTERNATIONAL/via REUTERS)

Em um único dia, aborto e casamento gay são legalizados na Irlanda do Norte

O aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo foram legalizados na Irlanda do Norte por decisão do Parlamento britânico. O direito entrou em vigor nesta terça-feira (22), apesar de uma última tentativa simbólica da oposição, lançada por deputados da Assembleia regional norte-irlandesa. No RFI O aborto e o casamento gay entraram em vigor nesta terça-feira (22) na província britânica da Irlanda do Norte. (Foto: SIMON GRAHAM/AMNESTY INTERNATIONAL/via REUTERS) Ao contrário do resto do Reino Unido, onde o aborto é autorizado desde 1967, na Irlanda do Norte a prática era ilegal, exceto em casos em que a gravidez ameaçasse a vida da mãe. O casamento entre pessoas do mesmo sexo também era proibido. Sem Executivo regional desde 2017, por conta de um escândalo político-financeiro, os temas cotidianos da Irlanda do Norte são administrados por Londres. Por conta desta situação, em julho passado, os deputados britânicos ...

Leia mais
Afro American Newspapers/Gado/Getty Images

Show lendário de Marvin Gaye será reeditado como álbum ao vivo; ouça o trecho

Com o clássico disco What's Going On, a apresentação de 1972 foi um marco na carreira do artista. Por Daniel Kreps, no Rolling Stone Marvin Gaye. (Foto: Afro American Newspapers/Gado/Getty Images) A lendária apresentação de Marvin Gaye no Kennedy Center, Washington, em maio de 1972, será reeditada e transformada em um álbum ao vivo. Esse foi o único show completo do cantor com o clássico What's Going On. A Motown / UMe é responsável pelo feito e o novo álbum será lançado no dia 18 de outubro. What's Going On Live apresenta os singles "That’s The Way Love Is", "You", "Sixties" com um medley de "Right On" e "Wholy Holy". O álbum já está disponível para pré-encomenda e possui fotografias do show de Gaye e anotações inéditas do biógrafo do cantor, David Ritz, que classifica a apresentação como "um documento histórico inestimável e vibrante" e "um ...

Leia mais

Jovens que aparecem em vídeo agredindo outro por ser gay são indiciados por homofobia

Delegado entendeu que todo o material que foi colhido nas investigações se enquadra na Lei do Racismo. Defesa não encaminhou posicionamento até o final desta reportagem Por Joao Paulo Alexandre, do Mais Goías  Câmeras de seguranças flagraram o momento da agressão (Imagens divulgadas pela PC) Três jovens foram indiciados pela Polícia Civil (PC) pelo crime de homofobia contra A.M.C.O.F., no último dia 6 de julho. O caso foi registrado por câmeras de segurança do local, em que os estudantes de Educação Física, Caio Cesar Rodrigues Sampaio e Lucas Vilela Martins, foram flagrados agredindo fisicamente outro jovem pelo fato de ser gay. Por isso, os dois também irão responder por lesão corporal. Segundo o delegado Carlos Caetano, o inquérito foi encerrado na tarde da última quinta-feira (25) e deve ser encaminhado ao Ministério Público (MP-GO) na próxima segunda-feira (29). Isso porque, nesta sexta-feira (26), foi decretado feriado nas repartições públicas devido ...

Leia mais
REPRODUÇÃO:RICARDO BUFOLIN:CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GINÁSTICA

“Eu sou gay”: Diego Hypolito fala sobre sexualidade pela primeira vez

“Já vivi muitos anos pensando no julgamento que os outros fariam sobre mim. Hoje, só aceito ser julgado por Deus”, disse ele por Raphael Campos no Metropoles Em um longo texto em forma de depoimento publicado no UOL, o ginasta Diego Hypolito falou, pela primeira vez, de como escondeu a homossexualidade durante todo o período em que competiu. De forma aberta, Hypolito, que atualmente tem 32 anos, relembrou desde o início o processo que o fez descobrir sua sexualidade, bem como todo os medos que envolveram escondê-la. “Fui criado na igreja, tenho uma tatuagem de Jesus crucificado no braço, até hoje frequento cultos da Bola de Neve todas as quintas-feiras. Eu tinha vergonha porque na minha cabeça ser gay era ser um demônio, um ser amaldiçoado que vive em pecado. Quando eu tinha uns dez anos, um treinador foi dizer para a minha mãe que ela devia mudar minha educação ...

Leia mais
Groups linked to the LGBT movement (Lesbian, Gay, Bisexual and Transgender) protested on 29 September 2017 on Avenida Paulista, central region of Sao Paulo, Brazil, against a decision by a judge of the Federal District that released the reversion therapies, also known as "gay cure." Last Monday (18), DF Justice began to allow psychologists to treat the LGBT population as patients, releasing the realization of "reversion therapies". This type of treatment was prohibited since 1999 by a resolution of the Federal Council of Psychology. The organ said it will appeal.

STF derruba decisão de juiz que permitia prática da ‘cura gay’

Decisão da ministra Cármem Lúcia valida resolução do Conselho Federal de Psicologia que proíbe terapias de reversão sexual. Por  Andréa Martinelli, do HuffpostBrasil Protesto do movimento LGBT, em setembro de 2017, contra liminar que permitiu tratamento psicológico de homossexuais. (NURPHOTO VIA GETTY IMAGES) Ministra Cármen Lúcia, do STF (Supremo Tribunal Federal), derrubou uma decisão de primeira instância da justiça do Distrito Federal que liberava a prática de terapias de reversão sexual, a chamada “cura gay”, em todo o País. A decisão, publicada nesta quarta-feira (24), foi assinada pela ministra em 9 de abril. A partir de agora, a resolução do CFP (Conselho Federal de Psicologia), que proíbe a prática desde 1999, volta a valer de forma integral. “Sem prejuízo da reapreciação da matéria no julgamento do mérito, defiro a medida liminar requerida para suspender a tramitação da Ação Popular (...) e todos os efeitos de atos judiciais nela praticados, ...

Leia mais
UNITED STATES - JANUARY 01:  USA  Photo of Marvin GAYE, Portrait of Marvin Gaye, wearing hat  (Photo by Gems/Redferns)

80 anos de Marvin Gaye é marcado por álbum de inéditas

Há 8 décadas nascia uma das maiores vozes da música mundial. O cantor Marvin Gaye, que embalou as rádios nos anos 60 e 70 e foi trilha sonora da vida de diversas pessoas, tem um novo álbum de inéditas disponível nas plataformas digitais. Por  Jader Theóphilo, do Notícia Preta UNITED STATES - JANUARY 01: USA Photo of Marvin GAYE, Portrait of Marvin Gaye, wearing hat (Photo by Gems/Redferns) Composto por 17 faixas, o disco “You’re The Man”, foi originalmente gravado em 1972, em um dos momentos de extrema criatividade do astro do soul. Isso porque durante essa época foram lançados os álbuns “Whats Goin On”, de 1971, a trilha sonora, “Trouble Man”, 1972, e o lendário “Lets Get It On”, 1973. Apesar do ápice artístico que o músico vivia naquela ocasião, apenas a faixa que dá título ao compilado foi lançada. No entanto, o desempenho não teria sido o esperado ...

Leia mais
Nu masculino (sem data), por Boscoe Holder.

A Exclusão e o Preterimento do Negro Gay Afeminado

Um quadro ancestral com desenhos lúdicos de cor negra que reluz ouro e não se é exposto na parede principal. A metáfora poética da não existência dos corpos negros gays afeminados na redoma das afetividades. A solidão que ocupa a grande parte de nossas vidas e orquestra nossos silêncios. Por Marcos Wandebaster, para o Portal Geledés  Nu masculino (sem data), por Boscoe Holder. Hoje aprecio refletir no espelho a imagem de um belo quadro. Negro e banhado em ouro… Mas lembro-me bem dos dolorosos dias em que esse quadro não aparecia. No lugar dele, um menino, e anos depois, um adolescente que via seus olhos refletirem o auto-ódio que aprendeu desde cedo por ser negro, e em seguida, por não caber na lata de lixo tóxico que a sociedade preparou para moldar o que seria um menino, e posteriormente, um homem. É quase missão impossível construir autoestima ...

Leia mais
Ellen Page na estréia de 'The Umbrella Academy' da Netflix (Getty Images)

Ellen Page: “Minha experiência como mulher gay em Hollywood é muito negativa”

Atriz estreia ‘The Umbrella Academy’, série da Netflix sobre família disfuncional de super-heróis Por MARÍA CONTRERAS, do El País  Ellen Page na estréia de 'The Umbrella Academy' da Netflix (Getty Images) Desde que a atriz Ellen Page assumiu publicamente sua homossexualidade, em fevereiro de 2014, essa “canadense diminuta”, como se descreve em seu perfil do Twitter, virou uma das mais combativas ativistas LGTBI+ de Hollywood. Casada há um ano com a bailarina Emma Porter, admite ao EL PAÍS que sair do armário lhe deu um novo sentido à sua vida: “Algo se transformou em mim; e não só emocionalmente. Porque fisicamente também eu estava mal: sofria ataques de pânico, tinha problemas de estômago… No dia seguinte de tornar pública, fui regravar umas cenas e as pessoas me diziam que eu parecia outra pessoa. E eu respondia: ‘Caramba, não é que é mesmo?”. Em 31 de janeiro, a atriz ...

Leia mais

“A experiência negra e gay nem sempre é contada”, diz ator de Sex Education

O ator Ncuti Gatwa – 26 anos – interpreta o personagem Eric do sucesso da Netflix “Sex Education” falou sobre seu papel na série e comentou da importância de representar a comunidade gay e negra. Segundo ele, a TV apresenta apenas uma “representação estreita” de pessoas gays e que o mundo dos atores precisa ter mais diversidade. Por Maikon Stefan Do Põe na Roda O ator disse ao PinkNews: “É muito importante ver um adolescente gay e negro representado. E eu acho que precisamos permitir que muito mais histórias sejam contadas A experiência gay e negra nem sempre é contada. E essa comunidade está lutando para encontrar seus pés, porque ser uma minoria dentro de uma minoria é uma coisa extremamente difícil ”. Ncuti Gatwa com o figurino do seu personagem Eric na série “Sex Education” (Foto: Reprodução/Põe na Roda) A comunidade LGBTQI+ também é representada na série ...

Leia mais
Danilo Ferreira, da etnia Tupinikim, no Espírito Santo, vive há 8 meses em Brasília — Foto: Marília Marques/G1

Indígenas e gays: jovens contam como é ser LGBT dentro e fora das aldeias

Grupo se reúne na UnB para debater o tema; noção de pecado foi 'herança das igrejas', dizem. Nas aldeias, ser homossexual implica mudança em papel social. Por Marília Marques, do G1 Danilo Ferreira, da etnia Tupinikim, no Espírito Santo, vive há 8 meses em Brasília — Foto: Marília Marques/G1 Aos 19 anos, Danilo Ferreira deixou a família na aldeia de 3 mil habitantes – no interior do Espírito Santo – para viver e estudar em Brasília. Na capital há oito meses, o jovem da etnia Tupinikim diz que as mudanças não foram só geográficas, mas de "descobertas e aprendizados sobre si mesmo". Além de indígena, Danilo é homossexual assumido e ativista LGBT. Uma vez por semana, ele se reúne com outros estudantes com o mesmo perfil, na Universidade de Brasília (UnB), para falar sobre identidade e sexualidade – e como atualizar esses conceitos nas próprias aldeias. ...

Leia mais

Após xingar casal gay, homem se recusa a pedir desculpas em troca de pena e é condenado a 4 meses de detenção

Em nota, defesa disse que o condenado repudia a discriminação sexual e que não aceitou acordo por 'convicção da inocência'. Duas ações sobre a criminalização da homofobia tramitam no STF. Por Paula Paiva Paulo Do G1 Um processo de injúria movido por um casal gay xingado dentro de um trem em São Paulo poderia ter terminado em conciliação. Acusado da agressão verbal, o comunicador visual G. E. A., de 57 anos, teve a oportunidade de pedir desculpas para Gustavo Souza e Danilo da Silva, em troca da “extinção da punibilidade”, o que significaria que o processo terminaria ali. Ele não aceitou. Neste mês, o comunicador foi condenado a quatro meses de detenção. Como o homem não tinha antecedentes criminais, a pena foi substituída por quatro salários mínimos, dois para cada vítima. Procurada, a defesa de G. E. A. disse que “o mesmo repudia qualquer ato que envolva discriminação por opção sexual” ...

Leia mais
Página 1 de 122 1 2 122

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist