quinta-feira, junho 4, 2020

    Resultados da pesquisa por 'racistas'

    O PREFEITO BRUNO COVAS (PSDB). FOTO: GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

    Bruno Covas cita protestos por João Pedro e George Floyd: “Racistas não passarão”

    O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), repudiou os assassinatos do menino João Pedro, de 14 anos, no Rio de Janeiro, e de George Floyd, nos Estados Unidos, e afirmou que “racistas não passarão”. A declaração ocorreu nesta quarta-feira 3, durante coletiva de imprensa com o governador João Doria (PSDB). “Embora a gente esteja diante do maior desafio do planeta nos últimos 100 anos, que é a pandemia do coronavírus, mas diante dos recentes acontecimentos, dos assassinatos do menino João Pedro, no Rio de Janeiro, e de George Floyd, nos Estados Unidos, eu me sinto no dever, como prefeito da cidade de São Paulo e como cidadão, de falar sobre racismo”, afirmou. O prefeito declarou que considera os protestos antirracistas nos Estados Unidos e no Brasil como “tocantes” e que trazem uma pauta urgente para a sociedade. Leia Também: Letalidade da Rota cresceu 98% em 2019, segundo Ouvidoria ...

    Leia mais
    Apoiadores do movimento Black Lives Matter protestam em frente ao Portão de Brandembrugo, em Berlim, após a morte de George Floyd em Minneapolis (EUA) no início da semana (Foto: Imagem: Michelle Tantussi/Efe)

    Caso George Floyd: Protestos antirracistas saem dos EUA e chegam a Berlim, Londres e Toronto

    Aos menos três países, além dos Estados Unidos, registraram manifestações antirracistas ontem. Os protestos ocorreram em Berlim (Alemanha), Londres (Inglaterra) e Toronto (Canadá). As manifestações começaram após de um homem norte-americano negro, George Floyd, 46, na última segunda-feira (25), em Minneapolis, no estado norte-americano de Minnesota. Floyd morreu após um policial branco imobilizá-lo com o joelho sobre seu pescoço. Nos EUA, os protestos já duram cinco dias, com atos violentos e três mortes registradas. Em Berlim, a concentração foi em frente à Embaixada dos Estados Unidos. A manifestação organizada por apoiadores do movimento Black Lives Matter (vidas negras importam) reuniu milhares de pessoas, que gritaram frase contra o racismo. Thousands now chanting “black lives matter” in front of the US Embassy in Berlin #GeorgeFloyd pic.twitter.com/Jh65RKhTLo — Carl Nasman (@CarlNasman) May 30, 2020 Em Londres, milhares de pessoas marcharam pelas ruas de Peckham, bairro que reúne grande número de negros e ...

    Leia mais
    Denis Balibouse/REUTERS

    Diretor da OMS revela ter sido alvo de ameaças de morte e insultos racistas

    Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), revelou hoje ter recebido ameaças de morte e insultos racistas enquanto conduz os esforços globais para combater a pandemia do novo coronavírus. Do UOL  Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Denis Balibouse/REUTERS) "Posso contar os ataques pessoais que vêm ocorrendo há mais de dois, três meses. Abusos ou comentários racistas, me dando nomes, 'negro'. Tenho orgulho de ser negro", começou dizendo Ghebreyesus durante a entrevista coletiva da entidade. "Não me importo. Para ser sincero, até ameaças de morte. Eu não dou a mínima", completou. O assunto foi abordado quando Tedros Adhanom Ghebreyesus pedia que os países se unissem e que parassem de "politizar o vírus". "Taiwan me chamou de 'negro'. Eles começaram a me criticar e estavam me desprezando. Eles podem continuar, eu não ligo. Eu tenho orgulho de ser um homem negro", enfatizou o líder ...

    Leia mais
    Sob o nome de Potências Negras, o grupo usou essa imagem para viralizar nas redes sociais (Fonte: Internet / Reprodução)

    Personalidades negras redigem manifesto contra o silêncio de celebridades após declarações racistas de jornalista

    Nomes como Lázaro Ramos, Léo Santana, Cris Vianna, Teresa Cristina e Tia Má se uniram nesta terça-feira (31) para redigir um manifesto criticando o silêncio de outras celebridades após declarações racistas do jornalista e agente de turismo Rodrigo Branco. O grupo conta com vários ativistas negros, entre atores, jornalistas e influenciadores digitais. Por Marcos Luca Valentim, do Notícia Preta Sob o nome de Potências Negras, o grupo usou essa imagem para viralizar nas redes sociais (Imagem retirada do site Notícia Preta ) Confira o manifesto: “Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista!”⁣ A frase de Angela Davis é fundamental para entender quem são os aliados no debate racial. O antropólogo Kabenguele Munanga classificou o racismo como “o crime perfeito”. Quem discrimina sai ileso e os negros continuam precisando se pronunciar a cada novo episódio. Estamos todos com medo do coronavírus, mas o racismo cotidiano ...

    Leia mais
    Jordan Torunarigha (camisa 25) avisa companheiros de time dos cânticos racistas — Foto: Reuters

    Schalke 04 é multado em R$ 236 mil após cânticos racistas contra jogador do Hertha

    Jordan Torunarigha escutou gritos de macaco vindo de parte da arquibancada durante jogo na semana passada pela Copa da Alemanha Do Globo Esporte Globo Esporte  Jordan Torunarigha (camisa 25) avisa companheiros de time dos cânticos racistas — Foto: Reuters O Schalke 04 foi multado em 50 mil euros (cerca de R$ 236 mil) por cânticos racistas port parte de seus torcedores fizeram durante a vitória sobre o Hertha Berlin, na semana passada, pela Copa da Alemanha. A punição foi determinada nesta terça-feira pela Federação Alemã de Futebol (DFB). A entidade diz no comunicado que o Schalke poderia usar até 16 mil euros de fundos próprios para projetos de combate ao racismo e à discriminação, com esse valor sendo deduzido da multa. O DFB alertou o Schalke de sanções mais duras em caso de novo incidente racista. Esta não é a primeira vez que o Schalke está no ...

    Leia mais
    Jovem foi agredido por policial no bairro de Paripe, em Salvador — Foto: Victor Silveira / TV Bahia

    ‘Gosto de ter meu cabelo assim’, diz jovem agredido por PM que também fez insultos racistas em Salvador

    Caso aconteceu durante abordagem no bairro de Paripe. Durante agressões, que foram flagradas em vídeo, PM diz: 'Você para mim é ladrão, olha esse cabelo'. Do G1 Jovem foi agredido por policial no bairro de Paripe, em Salvador — Foto: Victor Silveira / TV Bahia “Eu gosto de ter o meu cabelo assim. É bonito, e é a primeira vez que acontece isso ", disse o adolescente que foi agredido por um policial militar durante abordagem no bairro de Paripe, no subúrbio ferroviário de Salvador. A ação aconteceu no último domingo (2) e foi filmada por moradores. Em entrevista ao G1, a vítima contou que o caso aconteceu quando ele voltava da praia e ia levar a amiga da namorada dele no ponto de ônibus. “A gente estava no ponto de ônibus, porque a gente tinha vindo da praia. Aí a gente parou para ...

    Leia mais
    Imagem retirada do site

    ‘Constranger os racistas é mais que necessário’, afirma psicólogo

    CORREIO ouviu o presidente do Conselho Regional de Psicologia sobre racismo na infância Por Clarissa Pacheco, do Correio 24 Horas O psicólogo Valter da Mata Filho (Foto: Imagem retirada do site  Correio 24 Horas) Há uma semana, as gêmeas Verena e Valentina, de apenas 3 anos, enfrentaram uma situação de racismo enquanto passaram pela estação Rodoviária do metrô de Salvador. Um segurança branco exclamou, assim que as viu: "Misericórdia! Bucha 1 e bucha 2". A expressão preconceituosa se referia ao cabelo das duas crianças. Modelos, as meninas nunca tinham vivido situações assim e a reação foi inevitável. No dia seguinte, queriam prender os cabelo, contou a mãe, Sandre Weydee. O CORREIO conversou com o psicólogo Valter da Mata Filho, presidente do Conselho Regional de Psicologia (CRP3), sobre os efeitos do racismo na infância. Confira: De que forma o racismo vivido na infância pode mudar a relação ...

    Leia mais
    Imagem: Geledés

    Atacante do Athletic Bilbao é alvo de ofensas racistas durante jogo do Espanhol

    Torcedores do Espanyol imitaram macacos para Iñaki Williams enquanto este se encaminhava para o banco de reservas após ser substituído; clube promete investigação Do Estadão  Geledés O atacante Iñaki Williams, do Athletic Bilbao, foi alvo de ofensas racistas durante a partida entre sua equipe e o Espanyol no estádio Cornellá-El-Prat, casa do adversário, neste sábado, 25. Enquanto Williams se dirigia para o banco de reservas após ser substituído por Raúl Garcia, os fãs do time catalão fizeram barulhos de macaco para ele. O jogo terminou empatado em 1 a 1. Williams reagiu ofendendo os que lhe insultavam de 'filhos da p***' e, ao se sentar no banco, comentou o ocorrido com companheiros de time, incluindo o capitão do Athletic, Muniain. O juiz da partida, Sánchez Martínez, foi avisado da situação, mas não a registrou na súmula. Ainda assim, o incidente deve ser investigado por LaLiga, entidade ...

    Leia mais
    O meia brasileiro Fred, do Manchester United, que foi alvo de manifestações racistas durante o jogo contra o Manchester City, neste sábado, 7 (Phil Noble/Reuters)

    Homem que fez gestos racistas para Fred é preso em Manchester

    Anthony Burke, de 41 anos, que imitou um macaco para ofender o volante brasileiro, deve ser banido pelo Manchester City para sempre Por Gazeta Press, na Veja O meia brasileiro Fred, do Manchester United, que foi alvo de manifestações racistas durante o jogo contra o Manchester City, neste sábado, 7 (Foto: Phil Noble/Reuters) A polícia de Manchester anunciou neste domingo que Anthony Burke, torcedor do Manchester City que fez gestos racistas ao meia brasileiro Fred, do Manchester United, foi preso. Durante o dérbi de Manchester, vencido pelo United por 2 a 1, vídeos que circularam pela internet mostraram Burke imitando um macaco para Fred. Chris Hill, superintendente da divisão que executou a prisão, avisou que casos como esse não serão tolerados. “Gostaria de agradecer ao público pelo apoio. Qualquer tipo de racismo não tem lugar no futebol ou em nossa sociedade e espero que essa prisão ...

    Leia mais
    Casos de racismo bateu recorde no Brasil — Foto: Arte GloboEsporte.com

    No mês da consciência negra, relatório mostra recorde de ofensas racistas no futebol brasileiro

    Parcial do levantamento anual mostra 53 casos envolvendo clubes brasileiros; em 2018, o estudo apontou 44 ocorrências Por Elton de Castro, do Globo Esporte Casos de racismo bateu recorde no Brasil — Foto: Arte GloboEsporte.com No mês da consciência negra, o futebol brasileiro deu mais uma demonstração de que o racismo está longe de ser um problema superado. Isso porque o Observatório da Discriminação Racial no Futebol divulgou uma parcial do relatório que mensura a incidência de casos racistas no futebol brasileiro e o número aponta para um recorde em 2019, em relação aos levantamentos dos cinco anos anteriores: são 53 casos envolvendo clubes do futebol nacional, sendo 47 em campeonatos nacionais e seis em torneios organizados pela Conmebol. Em 2018, ano que detinha a pior marca até então, ocorreram 44 casos. Casos de discriminação racial em 2019 — Foto: Reprodução Observatório ...

    Leia mais
    Cacau gravou cena em quartel dos Bombeiros do Rio (Reprodução/Instagram)

    Cacau Protásio sofre ataques racistas de bombeiros durante gravação

    Os dançarinos que contracenavam com a atriz também receberam ofensas homofóbicas Da Revista Claudia  Cacau gravou cena em quartel dos Bombeiros do Rio (Reprodução/Instagram) Cacau Protásio e mais quatro bailarinos sofreram ataques racistas e homofóbicos de bombeiros do Rio de Janeiro. O caso aconteceu durante as gravações do filme Juntos e Enrolados, no Quartel-Central do Corpo de Bombeiros, no Centro do Rio. Em uma das cenas, Cacau e os bailarinos usam a farda da corporação durante uma apresentação de dança. No filme, o momento é, na verdade, o sonho de um dos comandantes. Um sargento que estava nos bastidores gravou um vídeo da representação dos artistas, dizendo as seguintes ofensas: “Olha a vergonha no pátio do quartel central. Essa mulher do Vai que Cola, aquela gorda, colocou a farda e botou os dançarinos viados com roupa de bombeiro. Isso é um esculacho, rapaz. Qual é a ...

    Leia mais

    Cantora Ludmilla é alvo de ofensas racistas durante Prêmio Multishow; “a cobrança de vocês uma hora vai chegar”

    A cantora Ludmilla divulgou em sua conta particular no Instagram um vídeo em que é alvo de preconceito racial. O fato aconteceu na arena do Prêmio Multishow o qual ela venceu dois prêmios como cantora do ano e "música chiclete" com "onda diferente", no último dia 29. Do TNOnline (Foto: Reprodução/Instagram) Quando a cantora sube ao palco, alguém da platéia a chama de “macaca”. “Não sabemos quem foi a pessoa exatamente. Cara, até quando isso? Olha, as coisas para mim e acho que para a maioria dos brasileiros nunca foram fáceis. Com preconceito e julgamentos pelo tom de pele, vocês só complicam as coisas. A vontade de me diminuir é tanta que não pensam nas consequências dos seus atos. Eu só queria deixar bem claro para vocês, racistas, que além da justiça ser lenta aqui e as pessoas praticarem racismo comigo ainda não terem sido punidas, ...

    Leia mais
    Recorte de manchetes de sites de notícias destacam aumento de atos antissemitas no mundo – Fotomontagem/ USP Imagens

    Como combater discursos de ódio que sustentam atos racistas?

    Nos dias 4 e 5 de novembro, evento na USP reúne pesquisadores e público para analisar e propor maneiras de intervir em discursos que circulam nas mídias sociais Por Pedro Ezequiel, do Jornal da USP Recorte de manchetes de sites de notícias destacam aumento de atos antissemitas no mundo – Fotomontagem/ USP Imagens O compartilhamento de uma notícia falsa. Um riso de uma piada ou imagem “engraçada”, mostrando alguém. São brechas para o preconceito às minorias. Com uma dose de ignorância, atitudes corriqueiras podem se transformar em caminhos para discursos contaminados de hostilidade e racismo. Essas portas abertas para a disseminação de ódio serão tema de um colóquio na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, em São Paulo, entre os dias 4 e 5 de novembro. A proposta é debater a situação no Brasil e no mundo e pensar em maneiras de ...

    Leia mais
    Imagem Geledés

    Novo caso de racismo em Uber levanta debate sobre canais de denúncia e políticas antirracistas

    Um casal de jovens negros denunciou um caso de racismo que sofreram em uma corrida feita pelo aplicativo Uber. João Batista e Mateus Barcelos, dois produtores de conteúdo, voltavam do Youtube Space, no Rio de Janeiro, e foram abordados por policiais graças a uma denúncia do motorista que fazia o trajeto. Do  Hypeness Negros enfrentam sucessivos casos de racismo em transporte por app (Imagem retirada do site Hypeness) João e Mateus abriram um Boletim de Ocorrência no DECRADI (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) no Rio. Segundo os jovens, eles pediram um Uber da Praça Mauá até São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Após cinco minutos, um carro da Polícia Militar do Rio de Janeiro abordou o veículo e pediu que os dois saíssem para averiguação. “ foi muito educado no início. Então, quando ele fez uma parada meio brusca, não desconfiei ...

    Leia mais
    Torcedores búlgaros fazem saudações nazistas durante o jogo contra a Inglaterra, em Sófia - Nikolay Doychinov/AFP

    Atos racistas de torcedores põem futebol europeu contra a parede

    Ineficiência de entidades para combater discriminação gera críticas de políticos Por Bruno Rodrigues, da Folha de São Paulo Rugidos de macacos, saudações nazistas e blusas com o logo da Uefa e a inscrição "no respect" (sem respeito, em inglês), como forma de ironizar a campanha da entidade europeia por um ambiente mais amigável no futebol, compuseram as cenas mais comentadas da última rodada das eliminatórias para a Eurocopa-2020. Esses elementos fizeram parte do repertório de torcedores búlgaros na goleada por 6 a 0 sofrida para a Inglaterra, na segunda (14), em Sófia. O cenário, porém, não pode ser chamado pela Uefa de imprevisível. Para o confronto com os ingleses, o Estádio Nacional Vasil Levski já havia sido parcialmente fechado (5.000 lugares) por determinação da entidade após manifestações prévias de racismo por parte da torcida local. Jogadores ingleses também haviam dito, dias antes do duelo, que consideravam abandonar o jogo caso ...

    Leia mais
    Imagem Geledés

    Ataques racistas a atletas podem provocar mudanças nas redes sociais

    Twitter vai se reunir com o Manchester United para discutir o assunto Por Daniele Bellini, do O Estado de S.Paulo Imagem Geledés Os recentes insultos racistas a jogadores de futebol na Inglaterra podem provocar mudanças no acesso e utilização das redes sociais. O Twitter, por exemplo, já anunciou que vai se reunir com o Manchester United para discutir o assunto. "Sempre mantivemos um diálogo aberto e saudável com nossos parceiros neste âmbito, mas sabemos que precisamos fazer mais para proteger nossos usuários. O comportamento racista não tem lugar na nossa plataforma e nós o condenamos veementemente. Para isso, esperamos trabalhar mais próximos a nossos parceiros para desenvolver soluções em conjunto para essa questão", disse o Twitter em um comunicado à imprensa. Em menos de uma semana, a Inglaterra teve três casos de ataques racistas nas redes sociais envolvendo jogadores de clubes importantes no país, o Manchester ...

    Leia mais
    Freepick

    Os olhares racistas causam constrangimentos

    “Você tá dirigindo um carro O mundo todo tá de olho em você, morou? Sabe por quê? Pela sua origem, morou irmão?” Racionais MC´s Por Ricardo Corrêa para o Portal Geledés Freepick "Entramos em uma loja de roupas para comprar umas peças, e num descuido de minha parte o meu filho de 10 anos abriu a mochila para pegar o pacote de bolacha pra comer. Fiquei desesperada, arranquei da mão dele e rapidinho fechei a mochila”. Esse é o relato da minha amiga, Fernanda (nome fictício), sobre a situação que a deixou bastante nervosa numa loja no centro de São Paulo. E continuou "Imagine se alguém visse a gente com a mochila aberta, poderiam pensar que estávamos roubando alguma coisa. Quem é negro precisa estar sempre atento.” Lamentei muito o ocorrido e sabia perfeitamente quais os sentimentos que a acometeram naquele momento. Nós, negros, vivemos aprisionados em ...

    Leia mais
    Novo escudo da associação inglesa de futebol - Crédito Divulgação

    Associação Inglesa de Futebol eleva suspensão mínima para ofensas racistas a 6 jogos

    A Associação Inglesa de Futebol (FA) elevou de cinco para seis partidas a suspensão mínima obrigatória para infratores que exibiram comportamento discriminatório pela primeira vez antes do início da temporada 2019-2020. por Hardik Vyas em Bengaluru no DCI A medida vem na esteira de um relatório anual da entidade britânica antidiscriminação Kick It Out que mostrou um aumento de 43% nos relatos de ofensas racistas no futebol inglês na última temporada. Na semana passada, o Chelsea aplicou uma proibição vitalícia a um torcedor por ofender racialmente o meia-atacante Raheem Sterling durante uma partida da campanha passada do Campeonato Inglês contra o Manchester City em casa. A Fifa, entidade que governa o futebol mundial, duplicou sua suspensão mínima por racismo para 10 jogos no mês passado, já que as autoridades do esporte estão tentando reprimir tais atitudes na esteira de uma série de incidentes de grande destaque no futebol. A suspensão ...

    Leia mais
    Malcom em preparação para jogo do Zenit no Campeonato Russo Getty Images

    Malcom estreia na Rússia em jogo com protestos racistas

    Malcom estreou pelo Zenit, da Rússia, dias depois de deixar o Barcelona. No empate em 1 a 1 com o Krasnodar, porém, o brasileiro teve que enfrentar manifestação racista da própria torcida. Do ESPN.com.br Malcom em preparação para jogo do Zenit no Campeonato Russo (Foto: Getty Images) Nas arquibancadas, um grupo de torcedores da equipe russa mostrou faixa com a seguinte inscrição: "Obrigado à direção por respeitar nossas tradições". O texto, segundo a imprensa europeia, ironizava a diretoria pela contratação de um jogador negro como Malcom - que entrou no segundo tempo e jogou 18 minutos. A "tradição" referida pelo grupo é descrita em um longo manifesto já publicado pelos torcedores no passado. Nele, há uma parte exclusiva para tratar de atletas negros "(...) A ausência de jogadores negros no Zenit é apenas uma importante tradição. Ela enfatiza a identidade do clube e nada mais. Graças a preservação ...

    Leia mais

    Quem são as 4 jovens congressistas que Trump atacou com mensagens consideradas racistas

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, causou uma polêmica racial neste fim de semana ao publicar mensagens no Twitter nas quais pediu que diversas congressistas de minorias étnicas "regressem aos seus países de origem" a fim de consertar os lugares "falidos e infestados de crime". Da BBC Jovens congressistas são especialmente críticas das políticas de Trump (Foto: GETTY IMAGES) Alexandria Ocasio-Cortez, Ilhan Omar, Rashida Tlaib e Ayanna Pressley, todas cidadãs americanas que foram eleitas para a Câmara dos Representantes (equivalente à Câmara dos Deputados do Brasil), acusaram o presidente de ser racista. Em uma entrevista conjunta das quatro à imprensa americana, Pressley afirmou que Trump não conseguirá calá-las e pediu que os americanos "não mordam a isca" do que ela chamou de tentativa de desviar a atenção da opinião pública de problemas internos. "Essa é a agenda dos nacionalistas brancos", disse Omar. Trump não citou ...

    Leia mais
    Página 1 de 195 1 2 195

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist