Guest Post »

Cidade italiana causa revolta ao destinar vagas para grávidas

Uma medida da Prefeitura de Pontida, na Itália, causou revolta entre a população e nas redes sociais. A medida polêmica destina vagas de estacionamento para mulheres grávidas ou acompanhas de crianças pequenas, mas unicamente para as mulheres heterossexuais e com cidadania da União Europeia.

no Catraca Livre

O regulamento na cidade, que tem cerca de 3 mil habitantes, surgiu sob a justificativa de ser uma boa forma de melhorar o bem-estar de mulheres grávidas ou mães com bebês. As informações são de “O Globo“.

Um pequeno detalhe no texto medida, no entanto, revoltou a população e gerou uma onda de indignação. Os cartões gratuitos que permitem o estacionamento em determinadas vagas só seriam concedidos a mulheres que pertencessem a “um núcleo familiar natural”, fossem “cidadãs italianas ou cidadãs de um país membro da União Europeia”, excluindo, portanto, as mulheres não casadas, homossexuais ou sem cidadania europeia.

 A medida foi chamada de “vergonhosa” e “repugnante” e vários movimentos políticos e partidos de oposição a classificaram como “discriminatória“. Os protestos acabaram fazendo com que o prefeito de Pontida, Luigi Carozzi, voltasse atrás e retirasse as as cláusulas restritivas da lei.

Related posts