Corinthians terá corrida para celebrar Consciência Negra

Timão Run acontece em 20 de novembro, com propósito de combater o racismo

Por Erich Beting

Em meio a crescente debate sobre o racismo no futebol, o Corinthians dará um passo importante em busca da conscientização do torcedor sobre o tema. No próximo dia 20 de novembro, o clube promoverá a Timão Run, prova de corrida de rua voltada para o torcedor alvinegro.

A prova, que faz parte do Circuito Time Run Caixa, idealizado e organizado pelas agências Brooklyn, 2MZ Sports e Máquina do Esporte, terá como mote o combate à discriminação racial. A data escolhida para a prova foi o feriado da Consciência Negra.

“O Timão vai fazer a parte dele no combate ao racismo, que infelizmente voltou a ocupar as capas de jornais. Vamos encher nosso estádio num dia tão simbólico com gente de todas as origens, cores e credos”, disse Alexandre Ferreira, gerente de marketing do Corinthians.

A expectativa é de que a prova leve 5 mil corintianos para percorrer as ruas no entorno da Arena Corinthians, num percurso que passa pelo novo estádio do clube.

Para reforçar que preto e branco são uma cor só, as camisas da prova Timão Run terão ambas as tonalidades. O evento abre as inscrições nesta quinta-feira, por meio do site oficial.

A Timão Run é a terceira das cinco etapas do Circuito Time Run Caixa. No dia 31 de agosto aconteceu a Vitória Run, em Salvador. E no dia 19 de outubro será a vez da Sport Run, no Recife. As provas têm como atrativo um percurso em equipes de 8 pessoas, em que cada participante corre apenas 1km. A ideia é promover a prática de atividade física a pessoas que nunca participaram de corrida de rua.

 

+ sobre o tema

Estudante cria emojis para ressaltar riqueza da África e acabar com estereótipos

O artista O’Plerou Denis Grebet, da Costa do Marfim,...

O povo negro no Brasil: 121 anos depois

Fonte: Lista Racial - Por Mara Onijá - No mês em...

Jacques d’Adesky lança livro no Rio de Janeiro

‘Percursos para o Reconhecimento, Igualdade e Respeito’, de Jacques...

para lembrar

Lembrando Lélia Gonzalez, por Luiza Bairros

∗ Militante do movimento negro e do movimento de...

Netflix desfalca Disney e contrata Kenya Barride criador série negra por US$ 100 milhões

Na guerra por conteúdo para o streaming, a Netflix...

Para conter influência chinesa, Europa quer devolver arte à África

França, Alemanha, Reino Unido e Bélgica começam a fazer...
spot_imgspot_img

iAMO lança seu programa de residência artística audiovisual durante Festival de Cannes

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun (iAMO), presidido pela cineasta Viviane Ferreira, anuncia na sexta-feira, 17 de maio, o lançamento do seu Programa de...

Inéditos de Joel Rufino dos Santos trazem de volta a sua grandeza criativa

Quando faleceu, em 2015, Joel Rufino dos Santos deixou pelo menos dois romances inéditos, prontos para publicação. Historiador arguto e professor de grandes méritos, com...

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...
-+=