Coronavírus: Com isolamento, Ministério recebe 1,3 mil denúncias de violações de direitos humanos

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos divulgou, na tarde de hoje, ter recebido 1,3 mil denúncias de violações de direitos humanos em função do isolamento adotado com o avanço da covid-19 no país. Só entre os dias 14 e 24 de março, foram registrados 1.133 relatos em canais do governo.

Do Universa

Imagem de um homem agredindo uma mulher
Aumento de denúncias liga alerta no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (Foto: Getty Images/iStockphoto)

Segundo a pasta, houve “aumento considerável” no número de denúncias desde o dia 19 de março, quando muitos estados e municípios adotaram medidas restritivas no combate ao coronavírus.

“As principais violações registradas são de exposição de risco à saúde, seguida por maus tratos e ausência de recursos para sustento familiar decorrente do impedimento ao deslocamento e acesso a locais e espaços públicos e privados”, diz o ministério em nota.

A ministra Damares Alves, titular da pasta, já havia demonstrado preocupação com o aumento de casos de violência doméstica, já que muitas mulheres ficariam confinadas com seus agressores.

Ao analisar os casos por estado, a pasta afirma que as violações convergem com o avanço do coronavírus nas áreas. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais concentram quase metade das denúncias. Juntos, os três estados somam 1.626 casos confirmados de covid-19 e 67 mortes em decorrência da pandemia — no total, o país registra 2.915 casos e 77 óbitos.

Mortes por coronavírus no Brasil
Por dia, desde a confirmação do primeiro óbito no país

Leia também: 

O cuidado e o feminismo em tempos de pandemia

Coronavírus: violência contra mulher pode aumentar durante quarentena; veja como e onde buscar ajuda

A importância de estarmos juntos, mesmo à distância.

+ sobre o tema

“Sou negra e poderosa. Saí da pobreza e me tornei empresária milionária”

"Quando eu chego em uma roda de empresários, eles...

Verdadeiros culpados pelo tráfico de drogas são protegidos da mídia brasileira

Carl Hart, neurocientista e especialista em drogas: "mídia brasileira...

Da Cor do Brasil: A luta anti-racista e a defesa dos direitos humanos

Fonte: Maria Gorete Contagem regressiva...

para lembrar

“Vale do Dendê”: Salvador ganha escritório colaborativo para negros

Inscrições gratuitas estão abertas para 10 profissionais de diferentes...

Rio de Janeiro, 2007–2010: em guerra?

Luciano Phaelante Casales e George Felipe de Lima Dantas       "É claro...

Vencedor do Pulitzer denuncia golpe e Globo em premiação

Maurício Lima, primeiro brasileiro a vencer o prêmio Pulitzer...

Seis em cada dez crianças brasileiras vivem na pobreza, diz Unicef

Dos 32 milhões de brasileiros de até 17 anos...
spot_imgspot_img

Evento do G20 debate intolerância às religiões de matriz africana

Apesar de o livre exercício de cultos religiosos e a liberdade de crença estarem garantidos pela Constituição brasileira, há um aumento relevante de ameaças...

Raça e gênero são abordados em documentos da Conferência de Bonn

A participação de Geledés - Instituto da Mulher Negra na Conferência de Bonn de 2024 (SB 60), que se encerrou na última quinta-feira 13,...

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...
-+=