Drogba, Eto’o e Pienaar na luta contra malária na África

Os jogadores serão os protagonistas de anúncios de televisão, peças publicitárias e material escolar, que farão parte de uma campanha na luta contra a malária

Nairóbi – Os jogadores Didier Drogba, Samuel Eto’o e Steven Pienaar, assim como vários líderes africanos, serão os protagonistas de anúncios de televisão, peças publicitárias e material escolar, que farão parte de uma campanha na luta contra a malária, doença que mata uma criança africana a cada minuto.

“Em todo o continente, o futebol domina o coração e a mente tanto das crianças como dos pais. Mas a malária também faz isso, já que causa doenças em aproximadamente 174 milhões de pessoas e faz com que 600 mil delas morram na África a cada ano”, disse Samuel Eto’o em comunicado publicado nesta segunda-feira pela organização Unidos Contra a Malária.

A malária, uma doença curável, custa ao continente africano no mínimo US$ 12 bilhões ao ano em perda de capacidade produtiva e em despesas sanitárias.

O marfinense Didier Drogba, capitão de sua seleção e atualmente jogador do Xangai Shenhua chinês, confirma que comprovou os efeitos da malária de primeira mão.

“Fui vítima da malária e fui testemunha dos efeitos devastadores que pode ter sobre as pessoas e as famílias. Usar a popularidade do futebol para conscientizar sobre como evitar o contágio e os métodos de tratamento, será muito útil na luta para poder dar um cartão vermelho à malária”, diz Drogba.

Quem também falou sobre a campanha foi o meia sul-africano Steven Pienaar.

“É inaceitável que a doença mate uma criança africana a cada minuto. Podemos dar passos muito simples para prevenir e curar esta doença. Unidos, podemos derrotar à malária”, completou o jogador.

 

Fonte: Exame 

+ sobre o tema

Veja a capa da revista ‘Playboy’ de Juliana Alves

O ensaio que Juliana Alves fez nua há cerca...

Fátima Oliveira: 2011, Ano Internacional para Descendentes de Africanos

por Fátima Oliveira,   No dia 12 passado, a ONU definiu...

João Cândido, um brasileiro

Há 50 anos, morria João Cândido Felisberto. Ele foi...

Chris Brown começa turnê no Brasil nesta quarta-feira

O rapper Chris Brown inicia nesta quarta-feira (19) sua...

para lembrar

Morre, aos 74 anos, o lendário boxeador Muhammad Ali

Ex-campeão mundial dos pesos-pesados e um dos mais conhecidos...

Drogba diz que vai conter emoção ao enfrentar ex-clube

  O atacante Didier Drogba, do Chelsea, terá que conter...

Estudantes da UnB se dedicam a debates de livros escritos por negros

'Na minha pele', de Lázaro Ramos, é o livro...

A crítica de Marcien Towa às doutrinas de identidade africana

O presente trabalho propõe tematizar a crítica que o...
spot_imgspot_img

Mostra sobre Lélia Gonzalez vê negros e indígenas como centro da cultura nacional

As escolas de samba do Rio, os blocos afro da Bahia, as congadas de Minas Gerais, as comemorações da Semana Santa e do Natal. O que todas essas celebrações têm...

Aos 105, Ogã mais velho do Brasil, que ajudou a fundar 50 terreiros só no Rio, ganha filme e exposição sobre sua vida

Luiz Angelo da Silva é vascaíno e salgueirense. No mês passado, ele esteve pela primeira vez no estádio de São Januário, em São Cristóvão,...

A esperança de Martinho em “Violões e cavaquinhos”

Martinho da Vila já brincou mais de uma vez que estava cansado de cantar que a vida ia melhorar, em referência ao refrão do clássico...
-+=