Em 27 de junho de 1964, há 50 anos, a primeira mulher negra era coroada miss no Brasil

A carioca Vera Lúcia Couto enfrentou o racismo, subiu na passarela e recebeu a faixa de Miss Guanabara há 50 anos. Foi a primeira miss negra eleita no Brasil. Em 27 de junho de 1964, na passarela, ela ouviu gritos, vaias e outras manifestações racistas.

“Eu sabia que eu estaria representando uma raça, então, isso me deu muita força para enfrentar o que veio”, disse em entrevista ao Repórter Brasil, na TV Brasil. “Tinha uma moça que gritava, corria por entre as mesas, dizendo ‘sai dai sua criola, seu lugar é na cozinha'”, relatou. Quando venceu o concurso, ela revela que o sentimento foi apenas um: medo.

A carreira de Vera Lúcia não parou no concurso de Miss Granabara. Ela conquistou o segundo lugar no Miss Brasil e o terceiro no concurso de Miss Beleza Internacional. A ela é dedicada a música Mulata Bossa Nova, de João Roberto Kelly.

+ sobre o tema

Luislinda Valois

Nascida no Estado da Bahia em 1942, Luislinda Dias...

Carol Dartora é eleita a primeira deputada federal negra do Paraná: ‘Resposta histórica’

A vereadora de Curitiba Carol Dartora (PT) foi eleita deputada federal...

SPM e Seppir entregam Prêmio Mulheres Negras Contam Sua História

Dez mulheres negras serão agraciadas com prêmios em dinheiro,...

Leci Brandão tem vida e obra celebrada em musical com direção de Luiz Antonio Pilar e texto de Leonardo Bruno

Nome incontornável da música brasileira, compositora e intérprete de...

para lembrar

A Consulesa Alexandra Loras convida para um Coaching de Empoderamento para Mulheres Negras

A Consulesa Alexandra Loras convida para um Coaching de...

Amazonas de Daomé: As mulheres mais temidas do mundo

Bravas guerreiras da África Ocidental repeliram com sucesso invasores...

Medo

Eles, os terroristas, estão nos vencendo! Por Sueli Carneiro O crescimento...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=